Filme: O Esquadrão Suicida

Direção: James Gunn

Elenco: Margot Robbie, Viola Davis, Joel Kinnaman, Idris Elba

Sinopse: Qual é a missão de vida e morte para hoje? Reunir um grupo de prisioneiros de alta periculosidade como Sanguinário, Pacificador, Capitão Bumerangue, Caça-Ratos 2, Savant, Tubarão-Rei, Blackguard, Javelin, e a psicopata favorita de todos, Arlequina. Em seguida, armar todos até os dentes e jogá-los (literalmente) na remota ilha Corto Maltese. Na selva povoada de militantes adversários e forças de guerrilha que aparecem do nada a cada momento, os integrantes do Esquadrão estão em uma missão de busca e destruição, e o Coronel Rick Flag. Como sempre, basta um movimento errado e eles vão acabar mortos.

HORÁRIOS

Centerplex Shopping Grande Circular – 15h00, 18h00, 20h45 (Dublado)

Cine Araújo Shopping Manaus Via Norte – 13h30, 16h15, 19h00, 21h45

Cinépolis Shopping Ponta Negra – 15h55, 18h50, 21h00, 21h30 (Legendado) / 14h45, 15h45, 17h30, 18h25, 20h15, 21h20

Cinépolis Millenium Shopping – 21h00 (Legendado) / 15h15, 15h30, 16h00, 18h00, 18h15, 18h45, 20h00, 20h45, 21h30 (Dublado)

Cinépolis Manaus Plaza Shopping – 14h20, 14h45, 15h15, 15h30, 15h45, 17h00, 18h00, 18h15, 18h30, 19h40, 20h00, 20h45, 21h00, 21h15 (Dublado)

Cinemark Studio 5 – 14h30, 17h30, 20h30 (Dublado)

Kinoplex Amazonas Shopping – 15h30, 17h50, 18h20, 20h40, 21h10 (Dublado)

Playarte Manauara Shopping – 14h10, 16h10, 17h2, 19h00, 20h10 (Legendado) / 15h00, 16h50, 17h50, 18h20, 19h40, 20h40 (Dublado)

UCI Sumaúma Park Shopping – 13h00, 13h20, 13h40, 14h40, 15h50, 16h10, 16h30, 17h30, 18h40, 19h00, 19h20, 20h20, 21h30, 21h50, 22h10 (Dublado)

Filme: Piedade

Direção: Cláudio Assis

Elenco: Fernanda Montenegro, Cauã Reymond, Matheus Nachtergaele, Irandhir Santos

Sinopse: Na fictícia cidade de Piedade, a rotina dos moradores é abalada pela chegada de uma grande empresa petrolífera, que decide expulsar todos de suas casas e empreendimentos para ter melhor acesso aos recursos naturais.

HORÁRIOS

Cine Casarão – 16h30 (domingo), 19h30 (sexta-feira)

Filme: Vento Seco

Direção: Daniel Nolasco

Elenco: Leandro Faria Lelo, Rafael Teóphilo, Allan Jacinto Santana

Sinopse: Entre trabalho, natação e sexo anônimo, Sandro vive uma vida bastante monótona na extensão quente e árida de Goiás no Brasil. Quando Maicon, um desenhista de quadrinhos de Tom of Finland, aparece em sua pequena cidade, sua vida muda para sempre.

HORÁRIOS

Cine Casarão – 18h30 (quinta-feira e domingo)

Filme: Doutor Gama

Direção: Jeferson De

Elenco: Cesar Mello, Pedro Guilherme, Angelo Fernandes

Sinopse: Dr. Gama é baseado na biografia de Luiz Gama, um dos personagens mais importantes da história brasileira, homem negro que utilizou as leis e os tribunais para libertar mais de 500 escravos. Nascido de ventre livre, Gama foi vendido como escravo aos 10 anos de idade para pagar dívidas de jogo de seu pai. Mesmo como escravo, se alfabetizou, estudou e conquistou sua própria liberdade, se tornando um dos mais respeitados advogados de sua época. um abolicionista e republicano que inspirou um país inteiro.

HORÁRIOS

Cine Casarão – 16h30 (quinta-feira), 19h30 (sábado)

Filme: Mangueira em Dois Tempos

Direção: Maria Magalhães

Sinopse: Depois de quase trinta anos, Mangueira em 2 tempos revisita amigos de infância retratados no vídeo “Mangueira do amanhã”, sobre a escola de samba mirim. Suas histórias revelam as circunstâncias brutais da vida dos moradores das favelas do Rio de Janeiro, mas também de seus surpreendentes destinos. Mestre Wesley se inspira na musicalidade local para realizar a carreira de percussionista.

HORÁRIOS

Cine Casarão – 17h30 (sexta-feira, sábado)

‘Seguindo todos os protocolos’: inventivo olhar das redes sociais na pandemia

Há um universo nas redes sociais brasileiras ainda mal explorado na recente produção audiovisual do país. Embora sirva de pano de fundo para várias produções, o que vemos sempre resvala em pequenas sacadas óbvias, humor questionável ou críticas sociais com a...

‘A Pior Pessoa do Mundo’: dramédia romântica fora dos padrões

O que define um sujeito como “pior pessoa do mundo”? No mundo socialmente determinado, temos a clara noção do que é bom e ruim, dentro do que é aceito. Histórias são diversas, múltiplas e instigantes. Pense em uma pessoa ruim, por exemplo, certamente merece esse...

‘892’: John Boyega se agiganta em filme repleto de tensão

Há alguns anos, considero que John Boyega passou do ponto com as reclamações sobre sua participação na última trilogia Star Wars. Seu argumento tinha era bastante válido (a ausência de personagens não-brancos com maior destaque), mas também ecoava certo ataque de...

‘Uma Escola no Marajó’: um dia na vida de uma escola ribeirinha

Selecionado para a Mostra Panorama, “Uma Escola no Marajó” começa com uma viagem de barco pela ilha do título do filme, no interior do Pará. A embarcação é uma condução que leva as crianças que vivem em casas mais isoladas para a escola. O sol ainda não nasceu...

‘Marte Um’: a esperança que se recusa a morrer

Marte Um, de Gabriel Martins, começa literalmente na noite em que Jair Bolsonaro foi eleito presidente em 2018. Um garotinho negro olha para o céu enquanto os fogos de artificio pipocam à distância, em comemoração. É um filme que não tem um enfoque abertamente...

‘Rabiola’: um verdadeiro suco de Brasil

Na história do cinema, não faltam casos de filmes que se utilizam de pontos de partidas comuns ou nada extraordinários para gradualmente representarem o panorama de uma sociedade e suas graves desigualdades. São casos de obras-primas como “Ladrões de Bicicleta”, ponto...

‘Meu Coração é um Pouco Mais Vazio na Cheia’: remix nas águas

Alguns elementos das raízes da cultura rave encontram um inusitado espaço de debate do curta “Meu coração é um pouco mais vazio na cheia”, da tocantinense Sabrina Trentim. O mais gritante deles é, óbvio, a presença da música eletrônica, mas o apreço por cenários...

‘Utopia’: o florescer da memória a partir da ausência

Com “Utopia”, a diretora amapaense Rayane Penha mostra ao público como a noção de ritmo é importante à narrativa documental no audiovisual. Dentre offs relembrando um sonho fantástico da diretora com o pai, depoimentos de conhecidos, a releitura de cartas paternas e...

‘Nazaré: Do Verde ao Barro’: poética ribeirinha através da aquarela

Não é raro no curta-metragem vermos a experimentação técnica ou narrativa do realizador e equipe se sobrepor à necessidade real para o filme em si daquele recurso escolhido. Isso está longe de ser um crime, afinal, o curta traz esta liberdade maior, sendo, inclusive,...

‘Meus Santos Saúdam Teus Santos’: um abraço em forma de filme

Ao pensarmos na figura do Pajé, o senso comum aponta diretamente à representação massificada nas narrativas do festival folclórico de Parintins; se muito, imaginamos a figura de um indígena em idade avançada, envolto em trajes tidos como tradicionais. E para expandir...