Quem diria que um dia veríamos isso, senhoras e senhores? O Oscar 2020 vai para uma produção falada em língua-não inglesa e sem astros mundiais. “Parasita” é o Melhor Filme do Ano.

Além desse feito histórico, o “Parasita” quebra um jejum de 64 anos: somente “Marty”, em 1956, tinha conseguido vencer a Palma de Ouro do Festival de Cannes e o prêmio do Oscar. Tudo isso mostra a dimensão, o tamanho da conquista do filme sul-coreano. 

Agora, o que o “Parasita” tem que o transformou neste fenômeno espetacular? Para mim, o filme do Bong Joon-Ho toca em um ponto universal em que estamos todos inseridos: o capitalismo.  

É uma produção que trata da busca incessante de ascensão social, enquanto os desníveis entre as classes só aumentam e a exploração da mão de obra sustenta este cenário. “Parasita” traduz isso na tela desde a composição dos cenários de onde vivem cada personagem até pequenos gestos e falas culminando nas impactantes viradas presentes na história. Longe de discursos inflamados e vitimizações, Bong Joon-Ho cria um universo assustador a partir um núcleo comum a todos: a família. 

Esses abismos sociais e as tensões criadas a partir dele estão em alta no cinema vide “Coringa” e “Bacurau”, outros grandes de 2019. Olhando para o Oscar, essa vitória mostra o efeito da abertura da Academia para mais membros do mundo afora, buscando justamente uma diversidade. A grande questão é saber se isso fica só na indústria e se expande pelo público, afinal de contas, os americanos são resistentes a produções faladas em outros idiomas. 

Na história dos vencedores do Oscar, acho que “Parasita” ocupa uma posição de destaque. Para mim, é o melhor ganhador disparado desde “Onde os Fracos Não Têm Vez”. E acho que se posiciona para ficar entre os 20 melhores da história, ali junto com “Do Mundo Nada se Leva”, “Farrapo Humano”, “Sinfonia em Paris”, “Operação França” e “A Lista de Schindler”. 

Oscar: O Melhor e o Pior das Indicações de Viola Davis e Renée Zellweger

De "O Diário de Bridget Jones" a "A Voz Suprema do Blues", Caio Pimenta analisa da pior à melhor indicação da carreira de Viola Davis e Renée Zellweger. https://youtu.be/nRan4CesJTQ 4. JUDY  A indicação mais fraca da carreira de Renée Zellweger foi justamente a que...

Oscar 2022: O Impacto do Globo de Ouro e das indicações ao SAG

Caio Pimenta analisa como fica a corrida do Oscar 2022 com os resultados do Globo de Ouro, as indicações ao SAG e a revelação das pré-listas do Bafta. https://www.youtube.com/watch?v=gBdDE53f-HY GLOBO DE OURO  O prêmio da Associação de Imprensa Estrangeira em...

SAG 2022: Previsões Finais dos Indicados

Caio Pimenta traz as previsões para as indicações ao SAG 2022, o prêmio do Sindicato dos Atores dos EUA; divulgação será no dia 12 de janeiro. https://youtu.be/VqeURXvkXRg MELHOR ATRIZ COADJUVANTE  A corrida por Melhor Atriz Coadjuvante traz quatro nomes definidos e...

Oscar: O Melhor e o Pior das Indicações de John Ford

De "O Delator" a "Depois do Vendaval", Caio Pimenta analisa da pior à melhor indicação da carreira de John Ford. 5. DEPOIS DO VENDAVAL  “Depois do Vendaval” foi a última indicação da carreira do Ford e rendeu a ele o recorde de vitórias da categoria.  A quarta...

Oscar 2022: Previsões das Indicações – Virada do Ano

Caio Pimenta aponta quais serão os indicados ao Oscar 2022 em Melhor Filme, Direção, Ator, Atriz, Coadjuvantes, Roteiros Adaptado e Original, Animação e Filme Internacional. https://www.youtube.com/watch?v=ai0PLy0HXeE ROTEIROS  Começamos com Roteiro Adaptado, onde...

Oscar: O Melhor e o Pior das Indicações de James Stewart

De "A Mulher Faz o Homem" a "Anatomia de um Crime", Caio Pimenta analisa da pior à melhor indicação da carreira de James Stewart. https://www.youtube.com/watch?v=ZmSCAyOB_x4 5. MEU AMIGO HARVEY  A indicação mais fraca da carreira de James Stewart ao Oscar veio em...

Oscar: Os Filmes Natalinos que Disputaram o Prêmio

De ”A Felicidade Não se Compra” a “Klaus”, Caio Pimenta apresenta a lista dos filmes natalinos indicados na história do Oscar. https://www.youtube.com/watch?v=mah6cVwm2kc O término da Segunda Guerra Mundial fez o Oscar se voltar para os esperançosos filmes natalinos...

Oscar: O Melhor e o Pior das Indicações de Glenn Close

De "O Mundo Segundo Garp" a "Era uma vez um Sonho", Caio Pimenta analisa da pior à melhor indicação da carreira de Glenn Close. https://youtu.be/RMbZHUMUnU8 8. UM HOMEM FORA DE SÉRIE  Em 1985, a Glenn Close foi indicada ao Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante por “Um...

Oscar 2022: Previsões Finais para a Shortlist

Caio Pimenta faz as apostas de quais produções devem aparecer na aguardada shortlist do Oscar nas categorias de Melhor Filme Internacional, Documentário, Efeitos Visuais, Maquiagem e Penteado, Canção Original e Trilha Sonora....

Oscar: O Melhor e o Pior das Indicações de Amy Adams

De "Retrato de Família" a "Vice", Caio Pimenta analisa da pior a melhor indicação de Amy Adams ao Oscar, além da maior esnobada. https://www.youtube.com/watch?v=1lCZYK3nvFM 6. VICE  A última nomeação da Amy Adams é justamente a pior da carreira dela.  Em “Vice”, ela...