De Glenn Close a Toni ColletteCaio Pimenta traz as primeiras previsões sobre os possíveis indicados ao Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante em 2021. 

POUCAS CHANCES 

Aparecem com poucas chances de indicação, a Toni Collette, por “Estou Pensando em Acabar com Tudo”, Marisa Tomei, de “O Rei de Staten Island”, Debra Winger e Gina Rodriguez, por “Kajillionaire”, Talia Ryder, de “Never Rarely Sometimes Always”, Meryl Streep e Nicole Kidman, por “The Prom”, Laura Linney, por “Falling”, Vanessa Kirby, por “The World to Come”, Natasha Lyonne, por “The United States Vs Billie Holliday”, Felicity Jones, por “The Midnight Sky” e Abigail Breslin, por “Stillwater”. 

É muita candidata. Infelizmente, a Toni Collette, Marisa Tomei e a Talia Ryder devem ficar de fora. Os três filmes em que elas estão aparecem bem por fora da corrida pelo Oscar e isso pode pesar.  

Eu lamento, principalmente, pela Collette porque já foi esnobada recentemente pelo desempenho dela em “Hereditário”.  

Meryl Streep e Nicole Kidman são sempre dois nomes para ficar de olho em qualquer disputa de Oscar. É importante dizer que há possibilidade de Streep disputar melhor atriz, mas, a gente só vai ter a certeza disso mais próximo do lançamento de “The Prom”. 

A Vanessa Kirby já está bastante forte em Melhor Atriz, inclusive, ela pode até vencer o prêmio. Por isso, sinceramente, não a vejo pegando duas indicações no mesmo ano. Ela tem a carreira que tinha a Scarlett Johansson quando fez isso nesse ano.  

Já a Felicity Jones, Natasha Lyonne e Abigail Breslin podem crescer na corrida dependendo de como será a recepção aos filmes que elas participam. 

CHANCES MÉDIAS 

Nove candidatas têm chances medianas de aparecerem na corrida pelo Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante em 2021. 

São os casos da Helena Zengel, de “News of the World”, Kristin Scott Thomas, por “Rebecca”, Yohn Yhu-jung, por “Minari”, Saoirse Ronan, por “Ammonite”, Mary J. Blidge e Audra McDonald, por “Respect”, Swankie, por “Nomadland”, Priyanka Chopra, por “The White Tiger” e Ellen Burstyn, de “Pieces of a Woman”. 

Desta turma toda, muita atenção para a Ellen Burstyn: ela, que não emplaca uma indicação desde 2001 quando disputou com “Réquiem Para um Sonho”, agora, pode voltar à disputa em um dos filmes mais elogiados do último Festival de Veneza.  

Falando em filme forte da temporada, “News of the World” é um deles, o que pode fortalecer a Helena Zengel que atua ao lado do Tom Hanks. Se ela conseguir roubar a cena de um dos maiores nomes do cinema americano, tem tudo para se tornar nome certo entre as indicadas. Por outro lado, a Saoirse Ronan surge cada vez mais fragilizada na briga, deixando de ser um nome certo. Culpa de um filme que não convence muito.  

Sobre a Mary J. Blidge e a Audra McDonald, a gente vai ter mais certeza do que esperar delas quando “Respect” começar a ter as primeiras críticas divulgadas. Dois nomes curiosos também podem surgir na lista das indicadas: a primeira é Swandie, uma nômade, atriz não-profissional que trabalhou no favorito “Nomadland”. A outra é a Pryanka Chopra, atriz indiana que chegou até a vencer o Miss Mundo, fez vários filmes em Bollywood e que pode ser nomeada por “The White Tiger”, da Netflix. 

Depois de pisar na bola com a ausência do elenco de “Parasita”, a Academia pode se redimir com a inclusão de Yohn Yhu-jung, por “Minari”. Por fim, tem a Kristin Scott Thomas reprisando um papel que rendeu uma indicação ao Oscar da categoria, em 1941, para a Judith Anderson. Quem sabe ela não repete a façanha? 

Grandes Chances 

As favoritas para indicações em Melhor Atriz Coadjuvante são a Olivia Colman, por “The Father”, Amanda Seyfried, de “Mank”, e, claro, a Glenn Close, por “Era uma vez um Sonho”. 

Cá entre nós, esse Oscar está moldado para a Glenn Close. Lógico que como ela não dá muito sorte, nunca dá para cravar isso com 100% de certeza, porém, todo o cenário está moldado para isso. 

Afinal, a personagem conta com uma transformação visual bem grande e expressiva, ela está no filme com mais cara de Oscar da temporada, aquele feito para você chorar e se emocionar do início ao fim, mesmo que ele um mar de clichês. 

Para completar, a maior rival dela é justamente aquela que tirou o sonho do Oscar de Melhor Atriz em 2019. 

Talvez, mais uma vez, a Olivia Colman esteja em um filme melhor do que o da Glenn Close, porém, uma nova conquista dela em cima da veterana iria ser prejudicial até mesmo para carreira dela porque o que iria ter de gente para pegar ranço da britânica não ia ser brincadeira. 

Por fim,  tem a Amanda Seyfried, que consegue o maior papel da carreira em “Mank” interpretando a Marion Davies. 

Oscar: 10 Atuações Internacionais que Mereciam Indicações

Em 1960, Sophia Loren foi a pioneira a ganhar o Oscar por uma atuação em um filme de língua não-inglesa com “Duas Mulheres”. Astros como Marcello Mastroianni, Liv Ulmann, Valentina Cortese, Isabelle Adjani, Gerard Depardieu, Roberto Benigni, Javier Bardem, Penélope...

Oscar: TOP 10 Indicações Improváveis de 2000-2021

Caio Pimenta apresenta uma lista com as indicações mais improváveis nas categorias de atuação do Oscar entre 2000 a 2021.  https://www.youtube.com/watch?v=RbqTgQVZch0 10. MARINA DE TAVIRA, por "ROMA"  Depois de levar o Leão de Ouro do Festival de Veneza e chegar com o...

Festival de Cannes: Quem Sai Forte para o Oscar 2022?

Caio Pimenta apresenta quais produções saíram fortes do Festival de Cannes deste ano para a disputa do Oscar 2022. https://www.youtube.com/watch?v=RIdRxxmSWrA MELHOR FILME https://www.youtube.com/watch?v=ZMgvkuhVWfc Maior evento do cinema europeu, o Festival de Cannes...

Oscar Bait: os 10 Maiores casos dos últimos anos

De Glenn Close a “Nasce uma Estrela”, Caio Pimenta analisa quais os 10 maiores Oscar bait dos últimos anos.  https://www.youtube.com/watch?v=ypWD-gfjnMY 10. JENNIFER LAWRENCE, por “JOY” Teve uma época em que bastava a Jennifer Lawrence lançar um filme e o Oscar a...

Oscar: 10 Filmes que não deram sorte na Premiação

Grandes clássicos do cinema não deram sorte no Oscar seja por concorrer contra um mega favorito ou estar no meio de uma disputa entre dois candidatos fortes. Neste vídeo, Caio Pimenta traz 10 filmes que passaram por essa situação....

Oscar: O Épico Duelo Sean Penn x Mickey Rourke

Dois galãs surgidos nos anos 1980, Sean Penn e Mickey Rourke tiveram trajetórias bem diferentes ao longo da carreira, mas, se encontraram para uma disputa acirrada no Oscar 2009 de Melhor Ator. Com direito até tretas, Caio Pimenta traz como foi essa disputa e se o...

Oscar: TOP 10 Atuações Esnobadas entre 2011 a 2021

De Greta Gerwig a Leonardo DiCaprio, Caio Pimenta apresenta 10 grandes atuações esnobadas de indicações no Oscar entre 2011 e 2021. https://www.youtube.com/watch?v=AW1s2P7Hlwk 10. ROBERT DE NIRO, por "O IRLANDÊS"  “O Irlandês” foi perdendo força ao longo da temporada...

Oscar: Os Melhores Duelos Dos Últimos 30 Anos

Há anos em que um filme sobra no Oscar: ocorreu com “O Silêncio dos Inocentes”, “A Lista de Schindler” e “Titanic”. Porém, há outras temporadas em que dois ou três filmes brigam pesado pela estatueta.   Caio Pimenta apresenta as 10 melhores disputas desde a década de...

Oscar: TOP 10 Atuações Indicadas que Nunca Venceriam

Sabe aqueles trabalhos muitos bons de atores consagrados indicados ao Oscar, mas, que, na hora da festa, a gente sabe que não vão levar o prêmio? Separei 10 casos dos últimos 20 anos neste novo vídeo do Cine Set.  https://www.youtube.com/watch?v=OES9Pp4j7Rs ELLEN...

Oscar: A Virada histórica de ‘Menina de Ouro’ sobre ‘O Aviador’

O Oscar 2005 entrou para a história como uma das disputas mais acirradas. O resultado foi a vitória de “Menina de Ouro” em Melhor Filme e Direção com Clint Eastwood. Agora, como isso aconteceu? E foi um resultado justo ou não?...