Caio Pimenta analisa quais os esnobados e as surpresas da lista de indicados do Oscar 2021 revelada neste dia 15 de março. 

SURPRESAS 

Surpresas são sempre uma faca de dois gumes: tem aquelas muito legais e outras questionáveis. Em Melhor Documentário, por exemplo, a gente teve uma boa: o chileno “Agente Duplo”, disponível na Globoplay, foi nomeado e, com isso, se torna a única produção latina no Oscar 2021 e aumenta a força do cinema do país na premiação. Nos últimos cinco anos, o Chile já venceu duas estatuetas: em 2016 com o curta “A História de um Urso” e, dois anos depois, com “Uma Mulher Fantástica” em Filme Internacional. 

Nas categorias técnicas, a principal surpresa foi “Meu Pai” nomeado em Design de Produção. Raro vermos uma produção contemporânea por aqui e superando filmes de época como “Os Sete de Chicago” ou de fantasia como “Mulan”. 

Em Efeitos Visuais, “O Grande Ivan” e, principalmente, “Love and Monsters” foram as grandes surpresas assim como os Better Days”, de Hong Kong, e “O Homem que Vendeu Sua Pele”, da Tunísia, em Filme InternacionalJá em Roteiro Adaptado,  “Borat 2” e “O Tigre Branco” repetiram o feito que tinham conseguido no WGA Awards, o prêmio do sindicato da categoria. 

As categorias de atuação foram naquilo que esperávamos, mas, ainda assim, resolveu duas surpresas e todas em Ator Coadjuvante. 

Por “O Som do Silêncio”, Paul Raci se recuperou das esnobadas no SAG e Globo de Ouro para ser lembrado na Academia. Já Lakeith Stanfield, por “Judas e o Messias Negro”, rendeu a indicação mais polêmica. 

Afinal de contas, é estranho demais um filme ter seus dois atores principais nomeados em coadjuvante. O jeitinho para encaixar o Stanfield na categoria já o coloca como uma das grandes fraudes de categoria dos últimos anos. 

Por fim, a boa surpresa da lista foi a inclusão do Thomas Vinterberg em Melhor Direção de “Another Round”. O diretor, um dos nomes fortes do Dogma 95 ao lado do Lars Von Trier, agora, chega ao mainstream definitivamente e mostra como a categoria cada vez mais está internacional: Bong Joon-ho, Alfonso CuáronAlejandron González Iñarritu, Guillermo Del Toro, Paweł PawlikowskiYorgos Lanthimos foram bons exemplos recentes. 

ESNOBADOS

Agora, claro, chegou a hora mais divertida. Afinal, tem coisa melhor do que criticar o Oscar pelos filmes e atuações que ficaram de fora? Inicio a lista de esnobados com Melhor Documentário e as ausências de “As Mortes de Dick Johnson”, da Netflix, e “Boys State, da Apple. O segundo, especialmente, era muito cotado, porém, mais uma vez, a categoria deixa um dos grandes candidatos de fora como ocorrera com “Apollo 11”, em 2020, e “Won´t You Be My Neighboor?”, em 2019. 

Das categorias técnicas, “Bem-Vindo à Chechênia” não emplacou a tão esperada vaga em Efeitos Visuais, enquanto “Mank”, apesar de liderar a corrida com 10 indicações, ficou de fora de Melhor Montagem, complicando suas chances rumo a Melhor Filme. 

Falando de algo que nos toca, o cinema latino-americano foi completamente deixado de lado em Melhor Filme Internacional. Tínhamos três candidatos – o chileno “Agente Duplo”, “La Llorona”, da Guatemala, e Ya No Estoy Aquí, do México – e todos ficaram de fora. A lista novamente se voltou para a Europa e Ásia. 

Em Roteiro Adaptado, “A Voz Suprema do Blues” e “Relatos do Mundo” ficaram de fora, perdendo as vagas para “Borat 2” e “O Tigre Branco”. Já Mank levou mais uma dura pancada ao ser esnobado entre os originais. Curioso que a produção da Netflix é roteirizada pelo pai de David Fincher, sendo o filme uma homenagem a ele. 

Jodie Foster empolgou todo mundo com a vitória no Globo de Ouro por “The Mauritanian”, porém, a reação parece que veio tarde demais e a esnobada veio no Oscar. Helena Zengel, por “Relatos do Mundo”, também ficou de fora em uma categoria das mais imprevisíveis. 

Felizmente, a Academia não caiu na armadilha Jared Leto, por “Os Pequenos Vestígios”. Ainda bem. Por outro lado, o Oscar de Ator Coadjuvante deixou de lado as belas atuações do Alan Kim, por “Minari” e Bill Murray, por “On the Rocks”. 

Em Melhor Ator, os esnobados foram Delroy Lindo, de Destacamento Blood”, e Mads Mikkelsen, por “Another Round”. Preferiram o Gary Oldman, de “Mank”. Vai entender. Já em direção, se o Aaron Sorkin não faz falta, lamento demais a ausência da Regina King, de “Uma Noite em Miami”: seria incrível vê-la como a primeira mulher negra nomeada em Direção. 

Em Melhor Filme, “A Voz Suprema do Blues”, “Relatos do Mundo” e “Uma Noite em Miami” ficaram pelo caminho. 

Não lamento tanto por nenhum deles, apesar de gostar bastante do filme da Amazon. Agora, é inacreditável ver “Destacamento Blood”, “Nunca Raramente às Vezes Sempre” e “First Cow” sem nenhuma indicação. Para mim, são três dos melhores filmes de 2020 e não ver, por exemplo, o Delroy Lindo indicado a Melhor Ator e, pelo menos, os roteiros dos longas da Eliza Hittman e da Kelly Reichart nomeados deixa uma lacuna grande na temporada de premiações. Mostra também como filmes lançados antes do segundo semestre foram totalmente esquecidos. 

Oscar: TOP 10 Maiores Momentos da Década 2010

De Leonardo DiCaprio a Lady Gaga, Caio Pimenta apresenta uma lista com os 10 momentos mais marcantes do Oscar na década de 2010.  https://www.youtube.com/watch?v=HZm_rdBu7d8 10. RUTH E. CARTER E HANNAH BEACHLER  https://www.youtube.com/watch?v=bw_n6O0d46k...

Oscar 2021: Qual filme tem mais chance de surpreender “Nomadland”?

Grandes rivalidades marcaram muitos anos do Oscar.  Quem não lembra dos duelos de “E o Vento Levou” e “O Mágico de Oz” ou “A Malvada” versus “Crepúsculo dos Deuses”, “A Noviça Rebelde” contra “Doutor Jivago”, “O Poderoso Chefão” versus “Cabaret”, “Kramer Vs Kramer”...

SAG 2021: ‘Os Sete de Chicago’ vence Melhor Elenco e ganha força para o Oscar

Apesar de uma lista repleta de diversidades, o SAG 2021 de Melhor Elenco foi para uma produção de maioria branca com “Os Sete de Chicago”. https://www.youtube.com/watch?v=dh-sPpPXQ0E O filme traz gigantes como Michael Keaton, Eddie Redmayne, Sacha Baron Cohen,...

SAG 2021: Viola Davis mostra força e vence em Melhor Atriz

Até tentaram tirar o protagonismo do filme dela, mas, Viola Davis é tão forte que cá está conquistando o prêmio de Melhor Atriz do SAG 2021 por "A Voz Suprema do Blues". Este é o segundo prêmio da estrela no evento: a primeira aconteceu em 2012 com “Histórias...

SAG 2021: Chadwick Boseman segue imbatível e vence Melhor Ator

A maior barbada do SAG 2021 se confirmou: Chadwick Boseman leva o prêmio de Melhor Ator por “A Voz Suprema do Blues”. Este é o primeiro troféu póstumo da categoria. https://www.youtube.com/watch?v=lyWyv6fYmQ8 Vale lembrar que o Chadwick já venceu o Globo de Ouro e o...

SAG 2021: destaque de ‘Minari’, Yun-Jung Youn vence Melhor Atriz Coadjuvante

Yun-Jung Youn. Vencedora de Melhor Atriz Coadjuvante por “Minari”, ela é a primeira mulher vencedora de um SAG no cinema por um filme não falado em inglês. Entre os homens, o feito ficou por conta do Roberto Benigni, em 1999, por “A Vida é Bela”. ...

SAG 2021: Daniel Kaluuya mantém domínio e vence Melhor Ator Coadjuvante

Depois de levar o Globo de Ouro e o Critics Choice Awards, chegou a hora de Daniel Kaluuya conquistar o SAG 2021. Ele venceu Melhor Ator Coadjuvante por “Judas e o Messias Negro”.  https://www.youtube.com/watch?v=zgKyo_vtBWw Dividindo o protagonismo com...

Oscar 2021: As Cinco Categorias Mais Disputadas da Temporada

Caio Pimenta analisa quais são as cinco categorias mais indefinidas da disputa pelo Oscar 2021 e as possibilidades dos indicados.  https://www.youtube.com/watch?v=moG6OZ3IQ4Q CANÇÃO ORIGINAL  A categoria traz “Speak Now”, de “Uma Noite em Miami”, “Fight for You”, de...

Oscar 2021: Os Impactos do PGA e WGA na Premiação

Caio Pimenta analisa os resultados do PGA e WGA, respectivamente, os prêmios dos sindicatos dos Produtores e Roteiristas para o Oscar 2021.  https://www.youtube.com/watch?v=yqpRA9sLo3E SINDICATO DOS PRODUTORES O PGA Awards, prêmio do Sindicato dos Produtores dos EUA,...

Oscar 2021: Safra de filmes indicados fraca ou subestimada?

Caio Pimenta compara a atual safra dos indicados ao Oscar de Melhor Filme com as seleções dos últimos 50 anos.  https://www.youtube.com/watch?v=Qrfwimq5IUU OS FILMES DO OSCAR 2021  Dos oito filmes indicados à categoria máxima, para mim, o melhor de todos disparado é...