Caio Pimenta inicia o especial para falar dos possíveis candidatos ao Oscar 2021 e na primeira parte tem David Fincher e Christopher Nolan.

“MANK”, DE DAVID FINCHER

Seven“, “Clube da Luta“, “Zodíaco“, “Benjamin Button”, “A Rede Social”. David Fincher, sem dúvida, é um dos maiores diretores dos EUA das últimas décadas. porém, o Oscar não foi generoso até agora. 2021 pode mudar este cenário. Projeto da Netflix com fotografia em preto de branco, “Mank” retrata os bastidores do processo de criação de “Cidadão Kane“, especialmente, no embate entre o diretor e ator Orson Welles e o roteirista Herman J. Mankiewicz. 

Vencedor do Oscar por “O Destino de uma Nação“, Gary Oldman será o protagonista e terá ainda Lily Collins no elenco. “Mank” tem tudo para liderar as indicações para o Oscar 2021 e chegar forte na disputa. 

“TENET”, DE CHRISTOPHER NOLAN

Depois de muito penar, o Christopher Nolan, finalmente, conseguiu chegar ao Oscar de Melhor Direção com Dunkirk“. Agora, ele vai tentar de novo com “Tenet”. 

Com John David Washington e Robert Pattinson de protagonistas, o filme é um suspense de espionagem com ficção científica ambientado em sete países. 

Dentro do circuito de blockbusters, o Christopher Nolan é um alívio de inteligência e criatividade. Agora, conseguir quebrar a resistência da Academia com os filmes de ficção científica e as tramas intrincadas dele é que são o grande mistério. 

“DUNA”, DE DENIS VILLENEUVE

Falando em ficção científica, o Denis Villeneuve vai atacar com “Duna”. 

Nova versão do clássico do Frank Hebert, o filme mostra a história de um jovem pertencente a uma dinastia galáctica indo para um planeta proteger a produção de Melange, substância fundamental para produção de combustível e drogas. Um clã inimigo irá tentar tomar da família o comando da região. 

O filme tem um elenco repleto de estrelas: Timothee Chalamet, Zendaya, Oscar Isaac, Rebecca Fergunson e Jason Momoa. Há quem diga em Hollywood que a produção pode ser o novo “O Senhor dos Anéis“.

“THE FRENCH DISPATCH”, DE WES ANDERSON

Demorou um pouco para o Oscar começar a gostar do Wes Anderson, mas, de um tempo para cá, a Academia resolveu abraçar o diretor mais simétrico do cinema americano na atualidade com as indicações de “O Grande Hotel Budapeste” e “Ilha de Cachorros“. 

Para o Oscar 2021, Wes Anderson aposta em “The French Dispatch“, uma produção ambientada na França dos pós-guerra mostrando jornalistas americanos em busca de notícias. Além dos parceiros habituais – Bill Murray, Owen Wilson, Frances McDormand – o elenco ainda conta com Timothee Chalamet e Benicio Del Toro. 

“AMOR, SUBLIME AMOR”, DE STEVEN SPIELBERG

Steven Spielberg

Será que o remake de um ganhador do Oscar vai conquistar de novo a Academia? 

O clássico de Robert Wise vencedor do prêmio em 1962 terá nova versão dirigida por Steven Spielberg. A dúvida é saber se vai conseguir a excelência do musical da década de 1960. 

Se o Spielberg conseguiu colocar o apenas bom “Ponte de Espiões” e os fraquíssimos “Cavalo de Guerra” e “The Post” na briga de Melhor Filme, por que duvidar agora? 

“BERNSTEIN”, DE BRADLEY COOPER

Mesmo com um desempenho longe daquilo que se imaginava de “Nasce uma Estrela” no ano passado, o Bradley Cooper pegou o gosto pela corrida do Oscar. E em 2021, ele tem boas chances de vencer o prêmio. 

O Cooper vai dirigir, estrelar e produzir a cinebiografia sobre Leonard Bernstein, trazendo a trajetória dele desde o início da carreira até se tornar um sucesso pop com a trilha de “Amor Sublime Amor”. 

O filme da Netflix ainda terá como roteirista Josh Singer, o ganhador do Oscar por “Spotlight“. 

“O BECO DAS ALMAS PERDIDAS”, DE GUILLERMO DEL TORO

Depois de ser premiado com “A Forma da Água“, o Guillermo Del Toro pode retornar ao Oscar com o remake de “O Beco das Almas Perdidas”. 

Feito em 1947, o noir mostrava a história de um rapaz ambicioso que se apaixonada por uma mentalista casada com um vigarista. A situação se complica quando o protagonista perde o controle sobre seu desejo por mais poder. 

O Bradley Cooper será o protagonista de um elenco que ainda conta com Cate Blanchett, Willem Dafoe, Rooney Mara, Toni Colette e Richard Jenkins. Ou seja, muitos desses aí podem ser indicados nas categorias de atuação. 

“DA 5 BLOODS”, DE SPIKE LEE

Em 2019, o Spike Lee venceu o primeiro Oscar da carreira ao levar o prêmio de Melhor Roteiro Adaptado por “Infiltrado na Klan”. Mas, quem sabe em 2021, ele não alcança prêmios ainda maiores? 

Ele vai comandar “Da 5 Bloods“, filme sobre soldados americanos na guerra do Vietnã. O projeto terá distribuição da Netflix com Chadwick Boseman, o Pantera Negra, de protagonista. 

“ON THE ROCKS”, DE SOFIA COPPOLA

Longe das principais categorias do Oscar desde 2004 com “Encontros e Desencontros”, a Sofia Coppola vai tentar uma reconciliação com a Academia no filme “On the Rocks”. 

Nele, o Bill Murray interpreta um playboy se reencontrando com a filha após anos sem se falarem. Com isso, eles embarcam em uma aventura por Nova York. 

A pressão em torno da Academia para que mulheres voltem a ser indicadas em Melhor Direção pode ajudar a Sofia Coppola.que foi esnobada injustamente nos últimos anos com ótimos filmes como “Bling Ring” e “O Estranho que Nós Amamos“. 

“HILLBILLY ELEGY”, DE RON HOWARD

Será que, finalmente, chegou a hora da Glenn Close sair premiada do Oscar? 2021 pode ter uma nova chance. 

“Hillbilly Elegy” mostra um estudante de Direito voltando para casa onde teoricamente reina o famoso american way of life. Porém, o alcoolismo, racismo e a pobreza arranham essa fachada de perfeição. 

A Glenn Close não é a única sem sorte no Oscar que estará no filme: Amy Adams, que já perdeu seis vezes, também vai estar no elenco. 

Oscar: O Melhor e o Pior das Indicações de Viola Davis e Renée Zellweger

De "O Diário de Bridget Jones" a "A Voz Suprema do Blues", Caio Pimenta analisa da pior à melhor indicação da carreira de Viola Davis e Renée Zellweger. https://youtu.be/nRan4CesJTQ 4. JUDY  A indicação mais fraca da carreira de Renée Zellweger foi justamente a que...

Oscar 2022: O Impacto do Globo de Ouro e das indicações ao SAG

Caio Pimenta analisa como fica a corrida do Oscar 2022 com os resultados do Globo de Ouro, as indicações ao SAG e a revelação das pré-listas do Bafta. https://www.youtube.com/watch?v=gBdDE53f-HY GLOBO DE OURO  O prêmio da Associação de Imprensa Estrangeira em...

SAG 2022: Previsões Finais dos Indicados

Caio Pimenta traz as previsões para as indicações ao SAG 2022, o prêmio do Sindicato dos Atores dos EUA; divulgação será no dia 12 de janeiro. https://youtu.be/VqeURXvkXRg MELHOR ATRIZ COADJUVANTE  A corrida por Melhor Atriz Coadjuvante traz quatro nomes definidos e...

Oscar: O Melhor e o Pior das Indicações de John Ford

De "O Delator" a "Depois do Vendaval", Caio Pimenta analisa da pior à melhor indicação da carreira de John Ford. 5. DEPOIS DO VENDAVAL  “Depois do Vendaval” foi a última indicação da carreira do Ford e rendeu a ele o recorde de vitórias da categoria.  A quarta...

Oscar 2022: Previsões das Indicações – Virada do Ano

Caio Pimenta aponta quais serão os indicados ao Oscar 2022 em Melhor Filme, Direção, Ator, Atriz, Coadjuvantes, Roteiros Adaptado e Original, Animação e Filme Internacional. https://www.youtube.com/watch?v=ai0PLy0HXeE ROTEIROS  Começamos com Roteiro Adaptado, onde...

Oscar: O Melhor e o Pior das Indicações de James Stewart

De "A Mulher Faz o Homem" a "Anatomia de um Crime", Caio Pimenta analisa da pior à melhor indicação da carreira de James Stewart. https://www.youtube.com/watch?v=ZmSCAyOB_x4 5. MEU AMIGO HARVEY  A indicação mais fraca da carreira de James Stewart ao Oscar veio em...

Oscar: Os Filmes Natalinos que Disputaram o Prêmio

De ”A Felicidade Não se Compra” a “Klaus”, Caio Pimenta apresenta a lista dos filmes natalinos indicados na história do Oscar. https://www.youtube.com/watch?v=mah6cVwm2kc O término da Segunda Guerra Mundial fez o Oscar se voltar para os esperançosos filmes natalinos...

Oscar: O Melhor e o Pior das Indicações de Glenn Close

De "O Mundo Segundo Garp" a "Era uma vez um Sonho", Caio Pimenta analisa da pior à melhor indicação da carreira de Glenn Close. https://youtu.be/RMbZHUMUnU8 8. UM HOMEM FORA DE SÉRIE  Em 1985, a Glenn Close foi indicada ao Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante por “Um...

Oscar 2022: Previsões Finais para a Shortlist

Caio Pimenta faz as apostas de quais produções devem aparecer na aguardada shortlist do Oscar nas categorias de Melhor Filme Internacional, Documentário, Efeitos Visuais, Maquiagem e Penteado, Canção Original e Trilha Sonora....

Oscar: O Melhor e o Pior das Indicações de Amy Adams

De "Retrato de Família" a "Vice", Caio Pimenta analisa da pior a melhor indicação de Amy Adams ao Oscar, além da maior esnobada. https://www.youtube.com/watch?v=1lCZYK3nvFM 6. VICE  A última nomeação da Amy Adams é justamente a pior da carreira dela.  Em “Vice”, ela...