De Rachel Zegler a Lady Gaga e Kristen Stewart, Caio Pimenta apresenta as chances das principais candidatas ao Oscar 2022 de Melhor Atriz. 

CHANCES MÍNIMAS  

Emma Stone tem poucas chances de voltar ao Oscar após a nomeação por “A Favorita”, em 2019.

 

Apesar dos muitos elogios a elas, três candidatas parecem bem longe de disputar o Oscar. 

A Jodie Comer, de “O Último Duelo”, é uma delas. A atriz conhecida por “Killing Eve” recebeu boas críticas pelo épico do Ridley Scott, mas, não conseguiu atingir unanimidade que a colocasse com força na disputa. Por “Cruella”, a Emma Stone só teria chances por um milagre e com um ano bem fraco de candidatas, o que não será o caso. Já a Claire Foy até foi elogiada por “The Eletric Life of Louis Wan”, porém, o filme tem o Benedict Cumberbatch como principal destaque. Deve ficar pelo meio do caminho. 

Algumas atrizes podem crescer na temporada de premiações. São os casos da Sandra Bullock, por “The Unforgivable”, Halle Berry, por “Bruised”, e também da Rachel Zegler, de “Amor, Sublime Amor”. 

Americana de origem colombiana, a Zegler é a menina dos olhos de Hollywood, sendo, inclusive, já confirmada como a Pequena Sereia na versão live-action. Nomeá-la pode ser uma forma de vingar a Natalie Wood esnobada em Melhor Atriz na edição de 1962. 

Neon tenta aproveitar o buzz da vitória de Renate Reinsve no Festival de Cannes para levá-la ao Oscar 2022.

 

Por fim, tem uma candidatíssima a zebra bem-vinda da temporada. 

Vencedora de Melhor Atriz em Cannes, Renate Reinsve foi unanimidade por onde passou com “The Worst Person in the World”. As chances da Neon emplacar a produção norueguesa em Melhor Filme Internacional são fortes, o que poderia beneficiar a atriz. O problema será superar tantos grandes nomes de Hollywood para conseguir a vaga. 

CORREM POR FORA 

Jennifer Hudson busca a segunda nomeação da carreira por “Respect”.

 

Começando a turma que corre por fora, duas atrizes podem sofrer com estratégias de campanhas erradas. 

Emilia Jones dependerá de como a Academia irá acolher “Coda”, lançado no streaming em agosto pela Apple TV. Caso a produção se torne uma queridinha da Academia igual faz por onde passa, as chances dela aumentam ainda que pareça improvável no momento pela competição acirrada.

A Jennifer Hudson pode se dar mal com a decisão da MGM em ter transferido “Respect” para a disputa do Oscar 2022. Apesar de nunca ser prudente duvidar de interpretações vindas de cinebiografias, as nomeações recentes de Renée Zellweger e Andra Day por papéis desta linha podem fazer os jurados optarem por outro tipo de personagem, ainda mais com um filme não tão bem recebido assim.  

A Netflix tem três candidatas para o Oscar de Melhor Atriz e duas parecem um pouco para trás. 

Jennifer Lawrence é a estrela de “Don´t Look Up”, novidade da Netflix prevista para estrear no dia 24 de dezembro.

 

O pouco que foi revelado de “Don´t Look Up” não deu indícios suficientes para confiar que a Jennifer Lawrence chegue forte à temporada de premiações. Porém, para quem já foi nomeada por “Joy”, tudo pode acontecer.

Com “Passing”, a Tessa Thompson foi elogiada em Sundance, mas, isso foi no início do ano. A estreia do longa da Rebecca Hall no dia 29 de outubro na Netflix pode recolocá-la no páreo.   

E pode contar a favor da Tessa Thompson o fato que, das três postulantes da Netflix à categoria, ser ela quem nunca foi indicada diante das já vencedoras Lawrence e Olivia Colman.   

Por fim, tem as incógnitas da categoria.  

Rooney Mara ou Cate Blanchett: quem ficará em Melhor Atriz pelo novo filme de Guillermo Del Toro?

 

Ainda não se sabe ao certo se a Cate Blanchett ou Rooney Mara vão concorrer em Melhor Atriz por “O Beco do Pesadelo”.

E tudo indica que a Kirsten Dusnt, por “The Power of the Dog”, deve ir para atriz coadjuvante, onde a disputa estará aberta para que possa vencer. Mesma situação da Caitriona Balfe, por “Belfast”. 

GRANDES CANDIDATAS 

Depois de Virgínia Woolf, Nicole Kidman chega ao segundo Oscar interpretando Lucille Ball?

 

A corrida, agora, se afunila e, sinceramente, eu acho que as indicadas sairão destes próximos nomes. A primeira delas é a Nicole Kidman, de “Being the Ricardos”.  

No filme do Aaron Sorkin, ela vai interpretar ‘apenas’ Lucille Ball, uma das maiores estrelas da televisão dos EUA de todos os tempos. Hollywood falando de Hollywood, transformação visual impressionante, a busca pela precisão de um retrato fiel e respeitoso à homenageada… Mais Oscar bait impossível. 

Como eu falei ainda há pouco, a Olivia Colman deve ser a grande aposta da Netflix na categoria por “The Lost Daughter”. Pelo personagem, ela foi extremamente elogiada em Veneza e, como se não bastasse, a britânica está em uma fase incrível coroada com o Emmy de Melhor Atriz em Série de Drama por “The Crown”. Vejo como um nome próximo da indicação. 

Das grandes candidatas à vaga, uma delas sofreu um baque recente. 

Jessica Chastain é a grande atração de “The Eyes of Tammy Faye”.

 

As críticas negativas a “The Eyes of Tammy Faye” abalaram a confiança de que Jessica Chastain poderia entrar em condições de vencer o Oscar de Melhor Atriz. A corrida, agora, é para garantir a indicação.  

Para os fãs da Chastain, duas boas notícias: ela é uma atriz respeitada demais na indústria e há uma sensação de que ela já merece um Oscar. E para isso acontecer, participar constantemente é fundamental mesmo que seja para construção de uma narrativa futura. 

Segundo que tivemos atuações nomeadas em Melhor Atriz vindas de filmes contestados: os casos mais recentes são da Andra Day, de “Os EUA Vs Billie Holliday”, Cynthia Erivo, de “Harriet”, e a Glenn Close, por “A Esposa”. 

Lady Gaga tenta se firmar como atriz em “House of Gucci”.

 

O time fica completo com Lady Gaga, de “House of Gucci”. A estrela pop pode ser a grande atração da noite e aumentar a audiência do Oscar tranquilamente, uma ótima notícia para a Academia após o fracasso da edição deste ano. Os filmes de Ridley Scott costumam render nomeações aos seus atores – recentemente foram os casos de Matt Damon, de “Perdido em Marte”, e Christopher Plummer, por “Todo o Dinheiro do Mundo”. Para completar, o visual demonstra o poder camaleônico de Gaga em se transformar em várias personas, nada lembrando a personagem de “Nasce uma Estrela”.  

Se fosse somente pelo hype, a Gaga não apenas seria indicada como venceria o prêmio. Resta esperar o filme para confirmar a força ou não dela na temporada de premiações. 

 AS FAVORITAS 

Se vencer, Frances McDormand se junta a Katharine Hepburn como a maior ganhadora de Melhor Atriz com quatro estatuetas.

 

Aqui, são as candidatas certas nas indicações e brigando pela estatueta.  

Para começar, vamos com uma invicta na categoria. 

A Frances McDormand teve três indicações a Melhor Atriz e venceu todas elas. Agora, ela deve chegar novamente com “A Tragédia de Macbeth”. 

Parece improvável demais que ela não seja nomeada por um filme com tamanhas credenciais.

Por outro lado, dois fatores podem pesar para uma zebra: a última indicação de uma adaptação direta de Shakespeare em Melhor Atriz foi com a Norma Shearer, de “Romeu e Julieta”, em 1937, e as duas vitórias recentes dela na categoria. Talvez a Academia queira dar um tempo nela e privilegiar novos nomes.

A força da McDormand na indústria, entretanto, é grande demais para conseguir se desvencilhar destas armadilhas. 

Penélope Cruz se sagrou a Melhor Atriz do último Festival de Veneza.

 

A candidata de filme de língua não-inglesa já tem dona no Oscar 2022. 

Em mais uma celebrada parceria com Pedro Almodóvar, a Penélope Cruz venceu o prêmio de Melhor Atriz no Festival de Veneza deste ano por “Madres Paralelas”.

Além da atuação premiada e bastante exaltada por onde passa, há também uma crescente sensação de que a estrela espanhola está longe do Oscar há muito tempo: a última nomeação dela foi em atriz coadjuvante por “Nine” na cerimônia de 2010.  

Para vencer, entretanto, a Penélope Cruz precisará repetir um feito raro de ser premiada por uma produção de língua não inglesa. Na história, apenas a italiana Sophia Loren, de “Duas Mulheres”, e a francesa Marion Cotillard, por “Piaf”, conseguiram esta proeza. 

Kristen Stewart. intérprete da Princesa Diana em “Spencer”, tem a narrativa perfeita para o Oscar.

 

E chegamos à grande favorita do Oscar de Melhor Atriz em 2022.

Consagrada em Veneza e Telluride, a Kristen Stewart é o nome do momento para sair com o prêmio pelo trabalho como a Princesa Diana em “Spencer”.

A narrativa e o hype estão todos com ela: a força de uma personagem querida nos dias atuais, a atenção e o interesse crescente à família real britânica nos últimos tempos e a sensação de ser merecedora da estatueta após reconstruir a carreira por caminhos bem menos óbvios do que se esperava para uma estrela da idade e sucesso dela.  

Até que se prove o contrário, a Kristen Stewart é o nome a ser batido no Oscar 2022 de Melhor Atriz.  

Oscar 2022: O Impacto do Globo de Ouro e das indicações ao SAG

Caio Pimenta analisa como fica a corrida do Oscar 2022 com os resultados do Globo de Ouro, as indicações ao SAG e a revelação das pré-listas do Bafta. https://www.youtube.com/watch?v=gBdDE53f-HY GLOBO DE OURO  O prêmio da Associação de Imprensa Estrangeira em...

SAG 2022: Previsões Finais dos Indicados

Caio Pimenta traz as previsões para as indicações ao SAG 2022, o prêmio do Sindicato dos Atores dos EUA; divulgação será no dia 12 de janeiro. https://youtu.be/VqeURXvkXRg MELHOR ATRIZ COADJUVANTE  A corrida por Melhor Atriz Coadjuvante traz quatro nomes definidos e...

Oscar: O Melhor e o Pior das Indicações de John Ford

De "O Delator" a "Depois do Vendaval", Caio Pimenta analisa da pior à melhor indicação da carreira de John Ford. 5. DEPOIS DO VENDAVAL  “Depois do Vendaval” foi a última indicação da carreira do Ford e rendeu a ele o recorde de vitórias da categoria.  A quarta...

Oscar 2022: Previsões das Indicações – Virada do Ano

Caio Pimenta aponta quais serão os indicados ao Oscar 2022 em Melhor Filme, Direção, Ator, Atriz, Coadjuvantes, Roteiros Adaptado e Original, Animação e Filme Internacional. https://www.youtube.com/watch?v=ai0PLy0HXeE ROTEIROS  Começamos com Roteiro Adaptado, onde...

Oscar: O Melhor e o Pior das Indicações de James Stewart

De "A Mulher Faz o Homem" a "Anatomia de um Crime", Caio Pimenta analisa da pior à melhor indicação da carreira de James Stewart. https://www.youtube.com/watch?v=ZmSCAyOB_x4 5. MEU AMIGO HARVEY  A indicação mais fraca da carreira de James Stewart ao Oscar veio em...

Oscar: Os Filmes Natalinos que Disputaram o Prêmio

De ”A Felicidade Não se Compra” a “Klaus”, Caio Pimenta apresenta a lista dos filmes natalinos indicados na história do Oscar. https://www.youtube.com/watch?v=mah6cVwm2kc O término da Segunda Guerra Mundial fez o Oscar se voltar para os esperançosos filmes natalinos...

Oscar: O Melhor e o Pior das Indicações de Glenn Close

De "O Mundo Segundo Garp" a "Era uma vez um Sonho", Caio Pimenta analisa da pior à melhor indicação da carreira de Glenn Close. https://youtu.be/RMbZHUMUnU8 8. UM HOMEM FORA DE SÉRIE  Em 1985, a Glenn Close foi indicada ao Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante por “Um...

Oscar 2022: Previsões Finais para a Shortlist

Caio Pimenta faz as apostas de quais produções devem aparecer na aguardada shortlist do Oscar nas categorias de Melhor Filme Internacional, Documentário, Efeitos Visuais, Maquiagem e Penteado, Canção Original e Trilha Sonora....

Oscar: O Melhor e o Pior das Indicações de Amy Adams

De "Retrato de Família" a "Vice", Caio Pimenta analisa da pior a melhor indicação de Amy Adams ao Oscar, além da maior esnobada. https://www.youtube.com/watch?v=1lCZYK3nvFM 6. VICE  A última nomeação da Amy Adams é justamente a pior da carreira dela.  Em “Vice”, ela...

Oscar: O Sobe e Desce das Primeiras Premiações da Temporada

A temporada de premiações já começou com os primeiros eventos revelando os vencedores e indicados. Gotham Awards, National Board of Review, o TOP 10 do American Film Institute, European Film Awards são alguns destes eventos.  Por isso, eu trago agora um panorama do...