Após ser bem recebido em festivais, “Por Onde Anda Makunaíma?”  vencedor da Mostra Oficial de Longa-Metragem do Festival de Brasília do Cinema Brasileiro de 2020  estreia na TV com exclusividade no canal Curta!. O premiado filme do diretor Rodrigo Séllos relembra o célebre anti-herói de Mário de Andrade, conhecido por metaforizar o povo brasileiro, em um resgate histórico e cultural. O projeto é uma parceria da produtora de Roraima, Platô Filmes (RR) com a Boulevard Filmes (SP).

O documentário não se concentra apenas na encarnação modernista desse personagem. Séllos, que também atua como montador no longa, conduz o espectador ao seu mito de origem (em que “Makunaíma” é grafado com a letra k), registrado nos escritos do etnólogo alemão Koch-Grünberg, feitos em 1910, durante a convivência com povos indígenas da tríplice fronteira Brasil-Venezuela-Guiana. Após a rapsódia modernista, o personagem passa por representações no cinema e no teatro, até chegar à contemporaneidade com a pergunta: se fosse revisto hoje, por onde andaria Macunaíma?

Com depoimentos em três diferentes línguas — português, espanhol e inglês — e em três diferentes linguagens — oral, escrita e audiovisual —, o filme sai em busca de ilustrar um pouco do multiculturalismo brasileiro, através de um “molho” de diferentes vozes e olhares acerca desse personagem. Entre os depoentes estão os atores Paulo José e Joana Fomm, que são convidados a assistir novamente ao filme “Macunaíma”, de Joaquim Pedro de Andrade — um clássico do Cinema Novo no qual ambos atuaram, em 1969.

Em uma mistura antropofágica — tal qual fariam os nossos modernistas —, o filme conecta diversos pontos de vista e une cinema, culturas popular e erudita, política, literatura e pesquisa acadêmica. O longa também tem uma relação antropofágica com os vários tipos de imagem dos quais se utiliza: takes aéreos de paisagens naturais e urbanas, entrevistas, cenas cotidianas em aldeias indígenas e em grandes cidades, fotografias, vídeos antigos, além de trechos de peças de teatro e de produções cinematográficas. 

Séllos mescla, ainda, a linguagem documental e ficcional, quando transforma o próprio Mario de Andrade em uma espécie de narrador-personagem: “Eu copiei o Brasil, ao menos naquela parte que me interessava satirizar o Brasil por meio dele mesmo”, revela o escritor através da interpretação vocal do ator Pascoal da Conceição.

“Por Onde Anda Makunaíma?” é uma produção da Platô Filmes com coprodução da Boulevard Filmes, viabilizada pelo Curta! através do Fundo Setorial do Audiovisual. Estreia na Quinta do Pensamento, 18 de março, às 22h20.

com informações de assessoria

10 Filmes com Matt Damon que valem a pena ser vistos

Com um talento extraordinário, Matt Damon encara de frente vários gêneros de filmes, apesar de ser reconhecido mais pelos de ação. Nosso compilado de produções incluem vários títulos que merecem ser vistos e revistos: O Talentoso Ripley Tom Ripley já foi vivido no...

Cine Bodó 2021 realiza formação audiovisual de jovens na periferia de Manaus

Para além das notícias policiais, para dentro das telas. É assim que o projeto Cine Bodó, propõe formação e produção de cinema dentro  das periferias de Manaus. Em sua 5ª edição, a iniciativa já atingiu mais de 300 jovens e adolescentes, passou por mais de 16...

Curta amazonense de Walter Fernandes vence festival no Rio de Janeiro

O cinema amazonense segue colecionando prêmios em festivais nacionais: agora, foi a vez de "Graves e Agudos em Construção" levar o prêmio de Melhor Curta-Metragem nacional na sétima edição do Festival Brasil de Cinema Internacional, realizado no Rio de Janeiro entre...

Festival POE de Cinema Fantástico fecha parceria com Darkflix em edição inclusiva

Em sua 6ª edição, o Festival POE de Cinema Fantástico se adapta às estruturas online com uma nova maneira de exibição de seus filmes e uma nova categoria para trazer maior diversidade ao evento. Entre os dias 21 e 30 de abril, serão exibidos 68 filmes na programação,...

Debate com Babu e Dira Paes abre o Festival de Cinema das Periferias da Amazônia

De 10 a 30 de abril, o Festival de Cinema das Periferias da Amazônia - Telas em Movimento vai realizar palestras, oficinas, circuito de cineclubes, mostra de filmes e de vídeo mapping trazendo como tema a inclusão digital. A ideia desse ano é trazer à tona a pauta da...

Presidente Figueiredo e Vila de Balbina recebem oficinas de cinema gratuitas

A terra das cachoeiras, Presidente Figueiredo, localizada a 107 quilômetros distante de Manaus, irá abrigar uma rara iniciativa de cinema. O diretor Heraldo Daniel e o produtor audiovisual Hernan Antony irão realizar uma oficina para a Sétima Arte entre os dias 19 de...

Festival Brasileiro de Cinema Cômico exibe filmes de 11 Estados

O Festival Brasileiro de Cinema Cômico é o primeiro na história do país a premiar os melhores curtas-metragens e artistas de humor, gênero ainda pouco reconhecido pelos críticos e mostras. A ideia do evento é valorizar a diversidade e a qualidade da comédia feita no...

Documentário irá retratar a história da cantora Lucinha Cabral

Mergulhar na vida e na obra de Lucinha Cabral é o que busca o longa-metragem “Caboquinha”, documentário biográfico que iniciou processo de filmagem na última semana do mês de março, em Manaus. Projeto foi contemplado pelo Prêmio Feliciano Lana, promovido pelo Governo...

Cine Vídeo Tarumã retorna com lives de importantes do audiovisual do Amazonas

Após um ano com suas atividades paralisadas, o Cine Vídeo Tarumã retorna para a programação cultural da Ufam nesse novo semestre da universidade. A pandemia trouxe dificuldades para muitas pessoas e para a educação trouxe novos desafios e novas formas de ensino. Da...

Representação feminina no audiovisual será tema de curso online de Lorenna Montenegro

Como  as  mulheres  são  representadas  no  cinema  e  TV?  Existe  igualdade  no  mercado audiovisual?  Curso  online  ao  vivo  promovido  pelo  Centro  Cultural  b_arco  em  sua programação online, traz debates sobre a presença de mulheres no audiovisual.  Lorenna ...