O cinema do Amazonas registra mais uma importante perda em 2019: Luiz Maximino de Miranda Corrêa morreu aos 84 anos, na última quarta-feira (10), na cidade de Caxias do Sul, no interior do Rio Grande do Sul. Segundo informações da Academia Amazonense de Letras, a causa da morte foi um mal súbito. A Prefeitura de Manaus decretou luto oficial de três dias.

Luiz Maximino de Miranda Corrêa foi produtor do filme dirigido pelo escritor Márcio Souza, “A Selva”. “Eu, Márcio (Souza) e Geraldo (Broch) éramos iniciantes. Foi um filme corajoso. Se fazer cinema no Brasil é difícil até hoje, imagine naquela época”, declarou em entrevista ao jornal A Crítica durante o Amazonas Film Festival 2009 em que foi jurado da mostra competitiva logal. Também esteve na mesma função em projetos como “Os Foragidos da Violência”, “Como Matar uma Sogra”.

Esteve também envolvido na vinda do lendário Glauber Rocha para Manaus. O mestre do Cinema Novo brasileiro realizou “Amazonas, Amazonas” entre dezembro de 1965 e janeiro de 1966. A participação e os relatos de Luiz Maximino de Miranda Corrêa sobre esta passagem estão disponíveis no livro “Amazônya de Glauber Rocha”, de Rosiel Mendonça.

Somente neste ano, o cinema amazonense perdeu nomes fundamentais como Joaquim Marinho, Óscar Ramos, Luiz Vitalli e Selma Bustamante.

Nomeações de Reizo, Carlos Portta e Elias Emanuel na Manauscult provocam reação da classe artística

Não bastasse toda a devastadora segunda onda da COVID-19 em Manaus, a classe artística da cidade ainda precisou lidar com uma notícia preocupante nesta quinta-feira (20). O Diário Oficial do Município confirmou a nomeação de conhecidos nomes ligados à política...

Novo curta de Thiago Morais mostra o impacto da pandemia em família ribeirinha

Responsável pelos populares cursos de cinema do Museu Amazônico da Universidade Federal do Amazonas, Thiago Morais viu o curta “A Estranha Velha que Enforcava Cachorros”, produzido como trabalho de conclusão de curso em audiovisual na Universidade do Estado do...

‘Os Traços Urbanos da Floresta’ estreia trazendo a história do graffiti em Manaus

Com depoimentos dos principais nomes do graffiti de Manaus, o documentário manauara "Os Traços Urbanos da Floresta" já está disponível no YouTube. A produção conta com entrevistas de artistas como Débora Erê, Lore Paes, Gaby, Zet, Paradise, Zet, Arab, Liu, Olhinho,...

Websérie Terceiro Ciclo do Cinema Amazonense – Ep 2: De Silvino Santos a ‘O Barco e o Rio’

Caio Pimenta fala sobre os dois primeiros ciclos e porque é possível afirmar que estamos na terceira fase da produção do Amazonas. https://www.youtube.com/watch?v=axvIfHOQ-kE O saudoso professor da Universidade Federal do Amazonas, Narciso Lobo, no livro “A Tônica da...

Websérie Terceiro Ciclo do Cinema Amazonense – Ep 1: Apresentação

Sejam bem-vindos à websérie “Terceiro Ciclo do Cinema Amazonense”. https://www.youtube.com/watch?v=n2TLnLspBXA Este é o novo projeto do Cine Set e foi contemplado no Prêmio Feliciano Lana, promovido pela Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa com recursos...

Com influência de ‘Oliver Twist’, Augustto Gomes prepara roteiro de longa

Augustto Gomes conseguiu circular festivais do Brasil afora com “Zana - O Filho da Mata”: a aventura infantil chegou a vencer 12 prêmios. Agora, o diretor retorna a esse universo com “Não me Deixe Dormir”, roteiro de longa-metragem em desenvolvimento contemplado...

Série amazonense em desenvolvimento aborda amores em ‘tempos líquidos’

O cenário contemporâneo de uma Manaus urbana e conectada é o pano de fundo para esta série que narra as desventuras compartilhadas por um grupo de amigos de trinta de tantos anos. É protagonizada por Letícia, uma mulher solteira  com conflitos de relacionamento, uma...

Websérie do Cine Set destaca filmes e diretores do atual cinema amazonense

Os avanços do audiovisual do Amazonas neste século com filmes premiados em festivais ao redor do planeta e o surgimento de eventos em larga escala como o Amazonas Film Festival, Matapi e Olhar do Norte serão o foco da websérie “Terceiro Ciclo do Cinema Amazonas”. O...

Cinemas de Manaus registram queda de 75,4% nas bilheterias em 2020

A crise provocada pela pandemia da COVID-19 levou os cinemas de Manaus aos piores números em anos. Fechadas por mais de cinco meses entre março a agosto, as salas tiveram reduções no faturamento total, do público e dos filmes exibidos, segundo dados do Observatório...

Zeudi Souza retorna ao cinema com terror psicológico sobre violência doméstica

Zeudi Souza anunciou uma pausa no audiovisual em 2017 durante uma entrevista aqui no Cine Set. Para o bem do cinema amazonense, o recesso não durou muito tempo e, pouco mais de três anos depois, ele realiza dois novos projetos: o curta-metragem “O Buraco” e o...