Com um show que unirá artistas remanescentes da música de beiradão e músicos da nova geração, a Cauxi Produções lançará, no dia 6 de novembro, o documentário “A poética dos beiradões”, contemplado no Edital Natura Musical 2018, que faz um recorte sobre o movimento que dominou as rádios e as festas amazonenses na década de 80. O evento acontecerá dentro da programação do projeto “Tacacá na Bossa”, no Largo de São Sebastião, com acesso gratuito.

O documentário aborda a produção fonográfica de compositores amazonenses como Teixeira de Manaus, Magalhães da Guitarra, André Amazonas, Oseas da Guitarra e Chico Caju que, na década de 80, ambientados ao longo das beiradas dos rios amazônicos, instituíram um fazer musical baseado em experimentações e trocas de saberes culturais.

Diretor do documentário e produtor cultural, Rafael Ângelo, destaca que o show de lançamento vai contar com leituras e releituras das músicas dos artistas retratados no vídeo.

“O show vai ser especial com Chico Caju cantando as músicas autorais e também algumas do Teixeira de Manaus; Lico Magalhães, que é filho do Magalhães da Guitarra, vai fazer as músicas do pai, junto com os músicos da Alaídenegão e Betinho da Guitarra”, adianta Rafael, que também é guitarrista da Alaídenegão. “Queremos mostrar toda a diversidade do beiradão”.

“A poética dos beiradões” foi contemplado pelo Edital Natura Musical 2018. Com pouco mais de uma hora de duração, conta com entrevistas e relatos dos músicos que protagonizaram o movimento musical do beiradão; depoimentos dos pesquisadores Rafael Branquinho, sobre a etnografia do beiradão; e Odenei Ribeiro, sobre as questões sociais que envolvem o lazer da música do beiradão; e do o músico Eliberto Barroncas, que conta suas experiências, percepções e ideias sobre música de beiradão.

Também estão no documentário alguns espectadores dos shows de beiradão como Gildomar Campos e Raiuda Moreira, que relatam suas vivências no auge do movimento; além de leituras e releituras de sucessos do beiradão.

“O beiradão não é um gênero, é um movimento musical que mistura diversos ritmos, entre eles carimbó, lambada, xote, samba, forró e música latina. Queremos mostrar um pouco da história dessas canções gravadas na década de 80 e que são de uma originalidade ímpar, que têm um diferencial de tudo o que é feito, que é referência para nós, e que até hoje inspira grupos que se baseiam nessa estética musical”, comenta o diretor.

Após o lançamento, “A poética dos beiradões” será disponibilizado no canal da Cauxi Produções no YouTube e demais plataformas gratuitas.

com informações de assessoria

Prazos apertados levam desafios ao audiovisual do Amazonas em editais da Lei Aldir Blanc

Os editais do Governo do Amazonas e da Prefeitura de Manaus provenientes do repasse da Lei Aldir Blanc iniciam a fase de inscrição das propostas a partir desta semana. A Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), por exemplo, lançou 11 editais do...

Manuscrito histórico de Silvino Santos aguarda publicação na Ufam

A morte de Silvino Santos completou 50 anos no último dia 14 de maio. A trajetória rica do pioneiro do cinema na região amazônica aparece em detalhes no manuscrito “Romance da Minha Vida”, de autoria do próprio diretor dos clássicos “No Paiz das Amazonas” e “Amazonas,...

Vitória de ‘O Barco e o Rio’ em Gramado não é exceção, mas, pode vir a ser

Parte do que será colocado neste texto também foi abordado pelo João Fernandes, diretor-proprietário do Casarão de Ideias, em sua coluna no jornal A Crítica deste domingo (27) (clique aqui para ler).  --  Dirigido por Bernardo Ale Abinader, “O Barco e o Rio” escreveu...

Animação amazonense ‘Lupita’ vence prêmio no Festival de Gramado 2020

A festa do audiovisual amazonense foi completa na noite de premiação do Festival de Gramado 2020: além dos cinco Kikitos vencidos por “O Barco e o Rio” entre os curtas-metragens nacionais, “Lupita no Planeta de Gente Grande”, da manauara Petit Fabrik em parceria com a...

Amazonense ‘O Barco e o Rio’ domina Festival de Gramado e vence 5 Kikitos

O cinema do Amazonas viveu uma noite histórica neste sábado (26): “O Barco e o Rio” conquistou cinco prêmios na mostra competitiva de curtas-metragens nacionais do Festival de Gramado 2020. A produção levou os Kikitos de Melhor Filme, Melhor Direção para Bernardo...

Saiba o horário de exibição de ‘O Barco e o Rio’ no Festival de Gramado

O Festival de Gramado 2020 começa nesta sexta-feira (18) com uma atração especial para os amazonenses: "O Barco e o Rio" representa o Estado dentro da Mostra Competitiva Nacional de Curtas-Metragens. O filme dirigido e roteirizado por Bernardo Abinader e protagonizado...

Manaus sedia 10ª Cinefantasy, festival internacional de cinema fantástico

Manaus irá sediar o CineFantasy - Festival Internacional de Cinema Fantástico 2020 entre os próximos dias 15 a 19 de setembro. Com sessões gratuitas no Teatro Amazonas e no Cine Teatro Guarany, o evento contará com a pré-estreia mundial de "O Cemitério das Almas...

Matapi terá edição em formato 100% online e aberta para todo Brasil

Principal evento de mercado audiovisual da Região Norte, o ‘Matapi 2020’ chega à terceira edição com novo formato: o evento será 100% online entre os dias 25 e 28 de novembro. Debates sobre a produção audiovisual na Amazônia, bate-papo com players e mercados nacionais...

Com concurso de cosplay, festival de cinema em Parintins abre inscrições

Conhecida por ser a terra do boi-bumbá de Caprichoso e Garantido, Parintins abriga um dos raros eventos de cinema do interior do Amazonas. Com inscrições abertas, o Festival de Cinema Focaliza Parintins (FOPIN) chega à segunda edição em 2020 superando as adversidades...

Cinépolis reabre cinemas em Manaus após 5 meses

Com 26 salas em Manaus em três importantes shoppings da cidade, o Cinépolis retoma, nesta quinta-feira (3), as atividades paralisadas desde março por conta da pandemia da COVID-19. Os complexos localizados no Manaus Plaza, na Avenida Djalma Batista, e no Ponta Negra,...