Dentro do cinema do Amazonas, Walter Fernandes Jr. já atuou em diversas funções: de professor do antigo curso de audiovisual da Universidade do Estado do Amazonas a idealizados do curso ‘Cineastas em Formação’, no Casarão de Ideias, até jurado e mediador de debates do Festival Olhar do Norte. Agora, com a ajuda de ‘Nosso Senhor Sganzerla’, ele realiza o primeiro curta-metragem como diretor em Manaus com “Graves e Agudos em Construção”. 

Projeto contemplado no Prêmio Conexões Culturais 2020 – Lei Aldir Blanc – Audiovisual, o filme é o oitavo curta da carreira de Walter Fernandes. “Graves e Agudos em Construção” traz a história de um pedreiro, uma prostituta e um garoto que se relacionam e buscam perspectivas que possam dar um rumo em suas vidas. “É um roteiro escrito há mais ou menos 10 anos e que porventura ao reler considerei o contexto bem atual. A ideia é a mesma de sempre nos meus curtas: a classe média perdida em suas virtudes e defeitos”, disse o diretor ao Cine Set. 

As gravações aconteceram em cinco dias no mês de dezembro durante a pandemia da COVID-19. “Mais do que as normas sanitárias de distanciamento social, o uso da máscara e do álcool em gel, o desafio maior mesmo foi fazer esse filme em menos de um mês. Foram muitos projetos contemplados e todos tendo que cumprir o curto prazo para execução. Foi difícil organizar o cronograma já que todos estavam envolvidos em outros projetos”, disse. A equipe rodou Manaus nas filmagens com locações no Museu do Paço, Japiim, Parque 10, Planalto, Avenida do Turismo, Cabaret Night Club e uma loja de autopeças. 

LANÇAMENTO À MODA ANTIGA 

Álex Jansen, Julia Kahane e Rhuann Gabriel formam o trio de protagonistas de “Graves e Agudos em Construção”. “Tive muita sorte de poder contar com a Julia que estava com a agenda bem ocupada, enquanto o Rhuan Gabriel foi um verdadeiro achado para mim no dia do teste de elenco. Um anjinho que caiu do céu. Já o Alex foi uma indicação do Ricardo Manjaro (produtor do filme), pois, eu precisava de um ator que tocasse guitarra e ele é músico”, recordou Walter. 

Thiago Morais (“A Estranha Velha que Enforcava Cachorros”) ficou na direção de fotografia, Helione Meireles no som direto, Duque Ribeiro na direção de arte e figurino, Felipe Rodrigues na montagem, Mário Jorgi como assistente de direção e Hina Oliveira como assistente de arte e figurino integram o time técnico de “Graves e Agudos em Construção”.  

Com o filme pronto, Walter espera fazer um lançamento tradicional. “Espero lançar à moda antiga nos cinemas, mas, para isso, precisamos da vacina”, declarou. Que, então, chegue logo à data de lançamento de “Graves e Agudos em Construção”. 

Walter Fernandes (à dir.) orienta a equipe nos bastidores.

Thiago Morais filma Julia Kahane em cena de “Graves e Agudos em Construção”

Laboratório de argumentos para longas, Manaó Cinelab abre inscrições gratuitas

Oportunidade rara para quem deseja estudar cinema em Manaus: um laboratório para desenvolvimento de argumento de longas-metragens será promovido pela produtora Tamba-Tajá Criações. Iniciativa gratuita, o 'Manaó Cinelab: Em busca da escrita perfeita' terá 10 vagas,...

Animação pós-apocaliptíca representa o Amazonas no Festival de Gramado 2021

O Festival de Gramado volta seu olhar novamente para a produção amazonense: a animação "Stone Heart" será o representante do Estado na mostra de curtas nacionais, a mesma vencida em 2020 por "O Barco e o Rio", de Bernardo Abinader. Dirigido pelo parintinense Humberto...

Camila Henriques e Pâmela Eurídice são as duas novas representantes do Amazonas na Abraccine

O Amazonas ganhou mais dois novos nomes na Abraccine - Associação Brasileira de Críticos de Cinema: Camila Henriques e Pâmela Eurídice estão entre as novas integrantes da entidade existente desde 2011. A dupla se junta a Susy Freitas, primeira amazonense selecionada...

‘Os Segredos do Putumayo’, de Aurélio Michiles, é selecionado para festival na Irlanda

O filme "Segredos do Putumayo", dirigido pelo amazonense Aurélio Michiles, é um dos destaques do festival irlandês Galway Film Fleadh que acontece entre os dias 20 e 25 de julho. Ainda inédito nos cinemas brasileiros, conta com a distribuição global da O2 Play. O...

Cineclube Olhar do Norte terá debates sobre grandes filmes do cinema brasileiro

Principal festival de cinema da atualidade em Manaus, o Olhar do Norte prepara uma novidade para 2021: o Cineclube Olhar do Norte. Com a exibição e o debate de importantes filmes do cinema amazonense e brasileiro recentes, a iniciativa irá marcar a inauguração do site...

‘A Terra Negra dos Kawá’ e ‘Manaus Hot City’ vencem prêmios em festivais nacionais

O cinema amazonense segue acumulando conquistas importantes em festivais nacionais e internacionais. Três curtas-metragens locais - "A Terra Negra dos Kawá", de Sérgio Andrade, "Manaus Hot City", de Rafael Ramos, e "Graves e Agudos em Construção", de Walter Fernandes...

Cinemas de Manaus são autorizados a reabrirem após seis meses

Os cinemas de Manaus estão autorizados a reabrirem a partir da próxima segunda-feira, dia 28 de junho. A decisão foi tomada pelo Comitê Intersetorial de Enfrentamento à Covid-19, do Governo do Amazonas. Para a retomada, as empresas deverão obedecer as normas...

UEA estuda retorno do curso de audiovisual para 2022

A vitória de “O Barco e o Rio” com cinco Kikitos no Festival de Gramado 2020 simbolizou os avanços do cinema amazonense cada vez mais presente em eventos nacionais e internacionais. Um vácuo, entretanto, insiste em permanecer: a ausência de um curso regular do setor...

Cinemas de Manaus completam seis meses fechados em meio a incerteza de reabertura

O gráfico sobre a participação de filmes brasileiros nos cinemas por Estados em 2021 aparece sem a presença do Amazonas. Caso incluísse as produções estrangeiras, a imagem permaneceria a mesma. O informativo, disponível no Observatório Brasileiro do Cinema e...

Com curadoria do Matapi, streaming do Itaú Cultural apresenta filmes do Norte do Brasil

No Dia do Cinema Brasileiro, um presente para os cinéfilos: o Itaú Cultural lança, neste sábado (19), um streaming dedicado às produções do país. O catálogo oferece mais de cem títulos já na estreia e é composto de filmes, séries, programas de TV, festivais e mostras...