A atriz Diane Ladd parece não ter ficado muito contente com a esnobada que levou no Oscar deste ano pela interpretação da avó da personagem título de “Joy”. Nesta semana, a mãe de Laura Dern recebeu um prêmio e, ao dar uma entrevista no tapete vermelho, não poupou críticas à política dos estúdios de colocar protagonistas como candidatos a coadjuvante.

“Eu estou muito feliz [de ganhar esse prêmio], porque eu fiquei bem chateada com a ganância dos estúdios de colocar atrizes principais na ‘minha’ categoria de melhor coadjuvante no Oscar. Rooney Mara ganhou melhor atriz em Cannes; três atrizes [nessa categoria] são protagonistas. Por que elas estão na categoria de coadjuvante?”, questionou.
Ladd concorreu ao Oscar três vezes como coadjuvante: em 1975, por “Alice Não Mora Mais Aqui”; em 1990 por “Coração Selvagem”, e no ano seguinte por “As Noites de Rose”.

Facebook Comments