O ator Channing Tatum, que atualmente se encontra no meio da divulgação do seu novo filme “Magic Mike XXL”, a continuação do inesperado sucesso de 2012, teve um ataque de sinceridade no programa de rádio do apresentador Howard Stern. Quando foi perguntado sobre “G.I. Joe: A Origem de Cobra”, filme de ação de 2009 baseado nos brinquedos conhecidos no Brasil como Comandos em Ação, Tatum respondeu com um palavrão: “Olha, vou ser sincero… Eu odeio aquela p**** de filme”.

O ator se explicou: “Fui meio que forçado a fazer aquele filme. Depois de ‘Coach Carter: Treino para a Vida’ [2005], assinei um contrato [com o estúdio Paramount] de três filmes. Quando se é jovem, você pensa: ‘Meu Deus, que incrível, claro que vou fazer isso!'”.

Tatum afirmou que era fã dos brinquedos e do desenho dos G.I. Joe quando criança, e esperava pegar o papel de Snake Eyes, que acabou sendo interpretado por Ray Park. “Eu simplesmente não sabia se queria ser G.I. Joe. E o roteiro não era nada bom”, completou o ator. Um pouco depois ele tentou se retratar, dizendo que o filme “não era tão ruim assim”, mas não convenceu, e reafirmou que foi forçado por contrato a fazer o filme. “Precisei fazer ou me processariam”, relembrou.

O filme teve uma continuação, “G.I. Joe: Retaliação”, lançada em 2013, na qual Channing Tatum já teve uma participação menor. Um terceiro filme está em desenvolvimento, mas depois dessas declarações é meio improvável que o ator seja convidado para participar…

Facebook Comments