Também conhecida como uma das melhores séries brasileiras da Netflix, ‘Coisa Mais Linda’ voltou para uma segunda temporada tão satisfatória quanto a anterior. Apesar das grandes qualidades serem mantidas, desta vez, a narrativa corrida atrapalha a conexão do público com suas personagens, as quais passam por demasiadas situações e reviravoltas nos seis episódios da temporada. Porém, mesmo com seu lado disfuncional, a série continua sendo uma ótima experiência para seu público. 

Após o término dramático da primeira fase, o grupo de amigas liderado por Malu (Maria Casadevall) passa a lidar com as mudanças de cada uma. A própria protagonista precisa se recuperar fisicamente ao mesmo tempo em que seu marido volta para tomar seu clube de música. Por outro lado, Adélia (Pathy Dejesus) marca a data de seu casamento com Capitão (Ícaro Silva) enquanto sua irmã, Ivone (Larissa Nunes), permeia entre o sonho como cantora e a realidade como mulher negra independente na década de 1960. Já Thereza (Mel Lisboa) mantém a posição de mulher liberal com sua volta para o mercado de trabalho. 

Mesmo com um elenco extenso, os maiores destaques de ‘Coisa Mais Linda’ seguem sendo Adélia e Malu, as quais passam por muitas reviravoltas. Na intenção de deixar a história interessante, algumas subtramas são desenvolvidas e encerradas em questão de poucas cenas, algo que poderia ser desenvolvido com maior atenção. Exemplo disso é a doença de Adélia, a qual torna-se uma solução fácil para uma problemática pessoal e o surgimento de um vereador na vida de Malu, o que serve apenas para ser mais um obstáculo em sua trajetória. 

Assim, de maneira geral, a temporada abraça muitas histórias para suas personagens, o que é positivo para o ritmo incansável, mas nada eficaz quando pensamos na falta de densidade dessas narrativas. Os consecutivos plots twists não são capazes de animar tanto quanto o ineditismo da primeira temporada, entretanto, ainda existem outras facetas de suas personagens que ganham o destaque merecido e marcam positivamente a nova fase. 

Personagens e sonhos 

Se, por um lado, as novas narrativas das personagens não possuem densidade, por outro, a constante busca por independência e sonhos se mantém mais forte que nunca. Antes, o grupo de amigas descobria muito mais do que beleza nas mulheres, agora, a intenção é ter sonhos maiores para si mesmas, tudo bem delineado em grandes e certeiros diálogos. 

Com pequenas alterações no elenco principal, Ivone é a grande beneficiada e se destaca positivamente. Apesar de sua construção ser muito parecida com a de Lígia (Fernanda Vasconcellos), Ivone apresenta novas temáticas para a série e aprofunda o debate sobre racismo já levantado por Adélia. 

Assim como a determinação de Malu, Adélia e Thereza, o amor pela bossa nova e pelo Rio de Janeiro voltam como ótimos cenários de suas histórias. Apesar da trilha sonora ser geralmente voltada para momentos mais românticos, ela também surpreende ao marcar presença em cenas dramáticas, beneficiando bastante a construção dos momentos mais densos. Da mesma forma, o design de produção continua como grande aliado da série sendo notório nas transformações de seus personagens. 

No geral, a segunda temporada de ‘Coisa Mais Linda’ consegue consolidar a série de forma bem sucedida apesar de seus erros pontuais. O gancho para a terceira temporada, mesmos se tratando de um clichê previsível, aponta para a grande possibilidade de uma boa trama e, quem sabe, um ótimo desfecho para a produção antes que seja altamente saturada. Afinal, como eu disse lá em cima, ‘Coisa Mais Linda’ é uma ótima produção da Netflix, um elogio que já vale muitíssimo ultimamente. 

‘Cursed – A Lenda do Lago’: flop do avatar de ‘Game of Thrones’ da Netflix

Não é segredo para ninguém que a Netflix procura um Game of Thrones para chamar de seu, um fenômeno do gênero fantasia com impacto na cultura pop comparável à série da HBO. No final de 2019, mesmo ano em que Thrones acabou, a Netflix trouxe The Witcher, estrelada por...

‘The Umbrella Academy’: 2ª Temporada: alto nível mantido

Após a adaptação bem-sucedida da primeira temporada, ‘The Umbrella Academy’ dá continuidade à sua história se distanciando dos quadrinhos, mas, se aproximando da realidade com tramas sobre racismo e homofobia. Além de buscar maior engajamento com o público,...

‘Boca a Boca’: as pandemias sociais brasileiras e as resistências

Desde o início da pandemia do novo coronavírus, produções sobre doenças como ‘Contágio’ e ‘A Gripe’ rapidamente tornaram-se massivamente comentadas nas redes sociais. Mais uma vez, a vida imitando a arte se tornou real e, em busca de uma identificação, o público...

‘Expresso do Amanhã’ – Episódios 9 e 10: caminhos empolgantes para novo ano

Num certo sentido, uma série de TV – ainda mais as atuais – são como um trem em movimento. Uma série nos leva numa viagem, às vezes aos trancos e barrancos, mas geralmente com as principais paradas já programadas com antecedência. Claro, o mundo real muitas vezes...

‘Expresso do Amanhã’ – Episódio 8: revolução eletrizante

As pessoas a bordo do Snowpiercer acreditam no mito de um salvador: o homem que criou o trem, Wilford, e salvou uma parte da raça humana quando o congelamento do planeta se tornou realidade. Isso é algo muito poderoso. A humanidade tem, sim, uma necessidade por mitos,...

‘Expresso do Amanhã’ – Episódio 7: tensão e ansiedade ao máximo

ATENÇÃO: texto com spoilers Depois da emergência quase catastrófica do episódio anterior e do seu final apoteótico que representou um breve momento de felicidade para quase todos os personagens a bordo do Snowpiercer, as coisas voltam a ficar sérias e sombrias em “O...

Por que ‘Dark’ se tornou a melhor série da Netflix?

Recentemente, uma pesquisa feita no Rotten Tomatoes elegeu Dark como a melhor série original Netflix. A produção criada por Baran Bo Odar e Jantje Friese interliga quatro famílias da pequena cidade de Winden por meio de laços temporais e consanguíneos e segredos....

‘Dark’ – 3ª Temporada: verdadeira definição de um final agridoce

“Se a gente soubesse onde nossas decisões nos levariam, a gente mudaria o nosso destino?” Para onde nossas escolhas nos levam? Dark fecha o seu último ciclo se consagrando como a melhor produção da Netflix. Criada por Baran Bo Odar, que assume a direção de todos os...

‘Coisa Mais Linda’ – 2ª Temporada: a melhor série brasileira da Netflix

Também conhecida como uma das melhores séries brasileiras da Netflix, ‘Coisa Mais Linda’ voltou para uma segunda temporada tão satisfatória quanto a anterior. Apesar das grandes qualidades serem mantidas, desta vez, a narrativa corrida atrapalha a conexão do público...

‘Expresso do Amanhã’: Episódio 6 – alegria e união momentânea em meio ao caos

Em “Expresso do Amanhã”, o mundo do lado de fora do Snowpiercer pode estar congelado, mas o clima a bordo do trem volta a esquentar neste sexto episódio da temporada, “De onde menos se espera...”. Mas é um calor só superficial... É um episódio curioso da série, no...