O diretor amazonense Aldemar Matias segue colecionando prêmios com o curta-metragem “El Enemigo. A produção rodada em Cuba conquistou o segundo prêmio do júri do Festival de San Sebastian, na noite de sexta-feira (25). Com a conquista, o filme já está na seleção de curtas da edição 2016 do Festival de Cannes, onde fará parte da Short Film Corner, uma espécie de midiateca em que os filmes estarão disponíveis e comercializados.

Antes de ser consagrado em San Sebastian dentro da categoria dedicado a estudantes de cinema, “El Enemigo” já conquistara o prêmio principal do júri do DocumentaMadrid, um dos principais eventos de cinema da Europa. Produção ainda recebeu a média de 8,32 do público do festival espanhol. Outro projeto de Aldemar Matias, “When I Get Home”, foi eleito pelo público como uma das melhores produções latino americanas no Kinoforum – 26º Festival Internacional de Curtas-Metragens de São Paulo.

“El Enemigo” acompanha o trabalho da agente de saúde Mayelín Martinez no combate ao mosquito da dengue em Cuba e como funcionam as relações de poder entre governo, profissionais e população. Projeto foi rodado por Aldemar Matias durante a estada dele na ilha da América Central, no período em que estudou na Escuela Internacional de Cine y TV de Cuba (EICTV).

El Enemigo, de Aldemar Matias

Aldemar Matias começou a carreira de documentarista com o curta-metragem “A Profecia de Elizon”. Em seguida, realizou “Parente”, filme sobre as campanhas de prevenção e combate ao HIV em comunidades indígenas na Amazônia. Já “Años de Luz” se passa em Cuba e mostra as memórias do fotógrafo Gregório “Goyo” Rivera Moreno. Todas as três produções levaram os prêmios de Melhor Filme da categoria documentário amazonense do Amazonas Film Festival.

Facebook Comments