O último dos três grandes diretores mexicanos dos anos 2000 venceu o prêmio máximo do Sindicato dos Diretores dos EUA. Por “A Forma da Água”, Guillermo Del Toro recebeu o DGA Awards de Melhor Direção nos cinemas na madrugada deste domingo (4). O cineasta é o favorito para levar o Oscar após ter vencido o Globo de Ouro na mesma categoria. As informações são do site Deadline.

A vitória de Del Toro mostra o domínio do México no DGA. Em 2014, Alfonso Cuáron levou o prêmio por “Gravidade”, enquanto Alejandro González Iñarritu faturou nos dois anos seguintes com “Birdman” e “O Regresso”. A única vitória americana veio no ano passado com Damien Chazelle em “La La Land – Cantando Estações”.

Vencer o DGA é praticamente assegurar o Oscar de Melhor Direção. De 2000 a 2017, o resultado foi diferente somente três vezes: Ang Lee, por “O Tigre e o Dragão” em 2001, Rob Marshall, por “Chicago” em 2003, e Ben Affleck, por “Argo” em 2013. Mirando o prêmio principal, “A Forma da Água” ganhou os sindicatos dos diretores e do produtores, enquanto “Três Anúncios Para um Crime” ficou com o sindicato dos atores.

Outros prêmios

Indicado ao Oscar 2018, Jordan Peele recebeu a estatueta de Melhor Filme de diretor estreante por “Corra!”. Por “City of Ghosts”, Matthew Heineman ganhou como Melhor Diretor em Documentários.

Reed Morano deu vez às mulheres e levou a estatueta de Melhor Direção em Série de Drama pela primeira temporada de “The Handmaid´s Tale”. Mantendo o predomínio nas minisséries, “Big Little Lies” rendeu o troféu para Jean-Marc Vallée, enquanto Beth McCarthy-Miller ganhou por “Veep” em Melhor Série de Comédia.

Facebook Comments