O que já circulava forte nos bastidores de Hollywood se confirmou nesta quarta-feira (25): Sam-Taylor Johnson não será a diretora da sequência de “Cinquenta Tons de Cinza”. Segundo os principais sites de cinema internacional, as divergências entre a cineasta e autora do livro, E.L James, são apontadas como principal fator da saída dela da série.

» Leia também: “Cinquenta Tons de Cinza” tenta apresentar um príncipe de conto de fadas como protagonista – mas com alma de serial killer

Outro nome que não vai voltar para a continuação da trama do bilionário Christian Grey com a jovem Anastasia Steele será a roteirista Kelly Marcel. A Variety informa que a Universal Pictures já está atrás de um novo nome para ser o responsável pelo texto do filme. Há possibilidade da própria E.L James assumir essa função já no segundo filme.

Para os fãs, o grande alívio é saber que, após idas e vindas, Jamie Dornan e Dakota Johnson estão confirmados na continuação de “Cinquenta Tons de Cinza”. Não há data definida para a estreia do segundo filme da série.

Facebook Comments