A sinceridade é tardia em Hollywood. Depois de promoções cheias de elogios e a arrecadação milionária nas bilheterias, diretores e astros do cinema americano resolvem soltar os podres escondidos ou terem ataques de ‘sincericídio’. Nem mesmo o mestre Steven Spielberg resistiu a entrar na onda.

Diretora do documentário “Spielberg”, Susan Lacy, revelou o filme da série “Indiana Jones” que ele menos gostou do resultado. O renegado é “Indiana Jones e o Templo da Perdição”, segundo longa da franquia. O próprio diretor já havia dado uma declaração sobre o assunto em 1989. “Não fiquei feliz com a continuação de modo algum. Era muito escuro, subterrâneo e horrível. Não há nada pessoal nele”, declarou.

Filme de 1984, “Indiana Jones e o Templo da Perdição” traz o herói interpretado por Harrison Ford sendo chamado para resgatar jóias roubadas por um feiticeiro. Ele e acaba descobrindo que diversas crianças estão sendo feitas escravas. Entre sacrifícios humanos e corrida em carrinhos de mineração, o filme recebeu Oscar de Efeitos Especiais.

Para quem quiser saber mais sobre o mestre do blockbuster americano, “Spielberg” será lançado na HBO no dia 7 de outubro.

Facebook Comments