O Cinema Itinerante Amazônia Cine Sol chega, neste sábado (15/06) à Praça dos Três Poderes, no município de Iranduba, às 19h. Trata-se da terceira edição do projeto, contemplado pela Lei Paulo Gustavo (LPG), executada pelo Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa. 

O objetivo do projeto é democratizar o acesso ao cinema e popularizar a produção audiovisual regional e de temas amazônicos, levando sessões de cinema em lugares de difícil acesso, de maneira sustentável e inclusiva, para comunidades em que o custo de um ingresso de cinema, na maioria das vezes, não cabe no orçamento. 

As ações desta primeira edição tiveram início no dia 1º de junho, levando atividades culturais gratuitas para a comunidade indígena Sahu Apé, da etnia Sateré Mawé, em Manacapuru; seguindo depois para no dia 12 de outubro (Dia das Crianças). 

A magia e nostalgia de uma sessão de cinema ao ar livre, com uma tela gigante, som de primeira e uma pipoca na mão, pôde ser sentida pelas crianças da Comunidade Indígena Sahu Apé, da etnia Saterê Maué, no quilômetro 34 da rodovia AM-070 (Manoel Urbano), em Manacapuru, na primeira sessão do projeto, em 1º de junho, de maneira gratuita. Ao final da exibição, as crianças indígenas ainda participaram de sorteios de brindes.   

Energia solar

Estão previstas 12 exibições de cinema ao ar livre, movido por meio de energia solar, nas regiões periféricas da cidade e em alguns municípios do interior do estado. Além das exibições dos filmes, os participantes assistem a palestras sobre a utilização de energia limpa e metodologias de conservação e preservação do meio ambiente. 

Segundo a idealizadora da ação, a jornalista e engenheira eletricista Liliane Costa, o evento busca valorizar a produção cinematográfica regional amazonense e temas de conservação e preservação da Amazônia. As exibições usam a energia do sol, por meio de placas solares, para dar toda a eletricidade necessária em lugares de difícil acesso. Ela afirma que para cada exibição, são projetados curtas e médias, de classificação livre para atender principalmente o público infantil. 

“Fazer um evento como este não é uma tarefa fácil, mas é extremamente gratificante. Assim como as nossas baterias do motorhome são recarregadas por meio do sol, para garantir toda energia para as exibições, nossas baterias emocionais são carregadas ao ver o sorriso de cada uma dessas crianças. Toda gargalhada faz cada esforço valer a pena, é muito gratificante”, relata Liliane. 

Entre os filmes exibidos estão o curta-metragem infantil “Contos Mirabolantes – O Olho do Mapinguari”, de  Andrei Miralha e Petrônio Medeiros, e o documentário “Amazônia Pura Essência”, de Liliane Costa. 

O Cinema Itinerante Amazônia Cine Sol foi contemplado por meio da Lei Paulo Gustavo para ações Audiovisual, e está sendo realizado com o patrocínio do Governo do Amazonas, Conselho Cultural do Amazonas, Secretaria de Estado, Cultura e Economia Criativa, Ministério da Cultura e Governo Federal, com o apoio do Instituto Comunidade em Foco e RVA Engenharia. 

O próximo município que vai receber a ação neste mês de junho é Rio Preto da Eva, no dia 29. Porém no dia 19 de junho, data em que é comemorado o Dia do Cinema, uma edição especial vai acontecer no Mirante Lucia Almeida, localizado no Centro Histórico de Manaus, com distribuição de pipoca feita na hora para os participantes, deixando o cheiro de cinema no ar. E será preciso chegar cedo para garantir o lugar na sessão. Brindes serão sorteados. 

com informações de assessoria