Caio Pimenta apresenta a história das transmissões do Oscar na televisão brasileiro da TV Tupi até as exibições na Globo. 

DA TUPI À GLOBO

Se nos EUA, a primeira transmissão televisionada do Oscar aconteceu em 1953, aqui, no Brasil, foi preciso esperar um pouquinho mais. A TV Tupi exibiu a cerimônia pela primeira vez no país em 1970. Depois, em 1972 e 1973, a TV Record, Rio e a Difusora de Porto Alegre fecharam uma parceria para mostrar o Oscar no Brasil. 

Mas, foi a partir de 1974, que a Globo assumiu o comando da exibição do Oscar no Brasil com presença do repórter Hélio Costa direto de Los Angeles. Já entre 1975 e 1980, o Hilton Gomes apresentou. Foi na cerimônia de 1980, aliás, que o Rubens Ewald Filho passou a integrar a equipe comentar os resultados e assim foi durante os próximos 10 anos. 

Na década de 1980, o Renato Machado também foi apresentador do Oscar na Globo. O comando mudou em 1991 com a Doris Giesse e o Maurício Kubrusly, mas, voltou para o Renato Machado no ano seguinte e em 1993. E, então, veio uma grande mudança. 

CHEGADA DO SBT

Na renovação do contrato, a Globo não aceitou uma cláusula da ABC, a detentora dos direitos para venda internacional, que incluía o Oscar junto com um pacote de 30 filmes e uma linha de produtos da emissora. A Globo só queria o Oscar, bateu o pé, o Silvio Santos e levou a festa para o SBT. 

Apesar de uma ou outra gafe, o SBT mandou muito bem com uma ampla cobertura na programação, anúncios de jornal e a exibição do tapete vermelho e da cerimônia na íntegra ao vivo, algo que a Globo não fazia. A apresentação foi do Boris Casoy com o Rubens Ewald Filho. Nos anos seguintes, o Boris deu lugar para a Marília Gabriela e, em 1996, aliás, a audiência superou a Globo na hora do anúncio de Melhor Filme em Língua Inglesa. Na época, “O Quatrilho” estava indicado. 

Porém, não durou muito e o Oscar voltou para a Globo em 1997, mas, de novo, em segundo plano. Pelo menos, a gente começou a ter a exibição no Telecine com comentários do José Wilker, gerando uma opção para os cinéfilos. O SBT recuperou os direitos da festa em 2000 e exibiu a cerimônia até 2004. A Babi Xavier e a Maria Cândida apresentaram a festa ao lado do Rubens Ewald Filho. 

DE VOLTA À GLOBO E O PROBLEMA DO BBB

E, então, de 2005, o Oscar sossegou na Globo. O José Wilker comentou durante muito tempo a cerimônia até a precoce morte dele em 2014. Daí, tentaram vários comentários: o Lázaro Ramos, Dira Paes e o Miguel Falabella até que não comprometeram, bem diferente do micaço digno de meme da Glória Pires. A apresentação dos últimos anos ficou com a Maria Beltrão e os comentários do Artur Xexéo. 

O grande problema na Globo tem sido sempre a preferência da emissora por outras atrações que não o Oscar. Quando é o carnaval, eu até compreendo por ser a maior representação da cultura popular brasileira, agora, ceder para exibir o Big Brother Brasil não dá. Aliás, em 2020, a gente ainda viu a Globo trocar o Oscar pelo jogo da Seleção Pré-Olímpica, um negócio maluco.  

O ex-diretor de programação da emissora, o Roberto Buzzoni, chegou a explicar, lá nos anos 1990, essa certa rejeição ao Oscar: para a emissora, é um produto que dá pouco audiência e um retorno de faturamento abaixo do que se imagina. Porém, fica a pergunta: se é para ser exibido como sobra da programação, por que não abrir mão e deixar outra emissora como, a Band, por exemplo, exibir? 

Ainda bem que existe a TNT que, pode não ter a transmissão mais perfeita do mundo, mas, permite assistir o evento com a possibilidade da sempre bem-vinda opção do áudio original.

Oscar 2022 de Melhor Ator: Previsões Iniciais

De Clint Eastwood a Will Smith, Caio Pimenta apresenta as chances das principais candidatas ao Oscar 2022 de Melhor Ator.  https://www.youtube.com/watch?v=3R1FHc5qXlI CHANCES MÍNIMAS    Tem muita gente sem grandes chances no Oscar 2022 de Melhor Ator. Quatro...

Oscar: O Melhor e o Pior das Indicações de Frances McDormand

A Katharine Hepburn pode ser a maior vencedora do Oscar de Melhor Atriz com quatro estatuetas, porém, a Frances McDormand detém um recorde incrível: 100% de aproveitamento na categoria com três indicações e três vitórias.   Ela ainda soma outras nomeações em atriz...

Oscar 2022 de Melhor Atriz: Previsões Iniciais

De Rachel Zegler a Lady Gaga e Kristen Stewart, Caio Pimenta apresenta as chances das principais candidatas ao Oscar 2022 de Melhor Atriz.  https://www.youtube.com/watch?v=IwUGzahLr6c CHANCES MÍNIMAS     Apesar dos muitos elogios a elas, três candidatas parecem...

Oscar: O Melhor e o Pior das Indicações de Leonardo DiCaprio

De "Gilbert Grape" a "Era uma vez em Hollywood", Caio Pimenta analisa quais as melhores e piores indicações de Leonardo DiCaprio no Oscar. https://www.youtube.com/watch?v=zjIqnog1h8Y 6. O REGRESSO  Igual fiz com o Martin Scorsese, começo com o desempenho que valeu o...

Museu da Academia em Los Angeles abre e promete passeio cinéfilo inesquecível

Chegou o dia: o Museu da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas está aberto para todo o público em Los Angeles. A cerimônia de inauguração aconteceu nesta quinta-feira, 30 de setembro, na The Walt Disney Company Piazza. O passeio promete ser parada obrigatória...

Oscar 2022 de Melhor Filme: Previsões Iniciais – Parte II

Angelina Jolie, Clint Eastwood, Nicole Kidman, Paul Thomas Anderson, Guillermo del Toro e Lady Gaga estão na segunda parte das previsões iniciais do Cine Set para o Oscar 2022 de Melhor Filme.  https://www.youtube.com/watch?v=GIHfiW9th-A CHANCES MÍNIMAS  Três filmes...

Oscar: O Melhor e o Pior das Indicações de Anthony Hopkins

De "O Silêncio dos Inocentes" a "Meu Pai", Caio Pimenta analisa quais as melhores e piores indicações de Anthony Hopkins no Oscar. https://www.youtube.com/watch?v=02BMDi_x_3Y 6. AMISTAD  Em 1998, o Anthony Hopkins foi indicado a Melhor Ator Coadjuvante por “Amistad”. ...

Oscar 2022 de Melhor Filme: Previsões Iniciais – Parte I

Chegou a hora de falar do Oscar 2022: a partir de agora até o dia 27 de março, tudo sobre o evento mais popular do cinema você encontra aqui no canal do Cine Set no YouTube.  Para começar, vamos com as previsões iniciais para Melhor Filme. Nesta primeira parte, tem...

Oscar: O Melhor e o Pior das Indicações de Martin Scorsese

Pode-se dizer sem pestanejar que Martin Scorsese seja o maior diretor vivo do cinema dos EUA. Na história, está ao lado de D.W Griffith e John Ford como os maiores de todos os tempos.  As obras de Scorsese são fundamentais para entender a criação, formação e as...

Oscar: O Melhor e o Pior das Indicações de Robert De Niro

Do patriarca da família mais famosa do cinema a um taxista em crise passando por um boxeador campeão e perturbado: grandes papéis não faltaram na carreira do Robert De Niro. Da comédia ao drama, ele brilhou em obras-primas históricas.  Ao longo da carreira, foi...