Uma tocante história sobre crescer e achar aceitação longe do núcleo familiar, “Kajillionaire“, novo filme de Miranda July (“O Futuro”, “Eu, Você e Todos Nós”) é um projeto tematicamente ousado que confirma sua diretora como uma voz única no cinema independente estadunidense. Depois de estrear no Festival de Sundance e ser exibido no Festival de Londres, o projeto é mais uma mostra do poderio de Evan Rachel Wood (“Westworld”) – magnética no papel principal.

Ela interpreta Old Dolio Dyne, uma jovem que vive na Califórnia ajudando e acompanhando os pais (Richard Jenkins e Debra Winger), charlatões de marca maior, em diversos trambiques e esquemas. Durante uma operação, a família se envolve com Melanie (Gina Rodriguez), que desperta sentimentos inesperados em Old Dolio. Frustrada com sua vida de golpista e com a falta de afeto familiar, ela explode e foge com Melanie em uma jornada ao centro de si mesmo.

O roteiro, assinado pela diretora, é cheio de personagens cheios de maneirismos que são um dos charmes de sua obra. A protagonista, por exemplo, é tão retraída em suas interações sociais e desacostumada a carinho que não consegue ser tocada. Na cena em que ela tenta receber uma massagem, logo no início de “Kajillionaire”, ela reclama por estar sendo muito pressionada mesmo quando a massagista nem toca nela e chora. O momento é pura July: expondo uma fragilidade de maneira inesperada e com muita empatia. 

SENSIBILIDADE E AMBIÇÃO NA NARRATIVA PROPORCIONAIS

Centrada em mulheres, a trama passa no teste Bechdel com louvor. A interação entre Old Dolio e Melanie, que acaba guiando o filme, passa por diversos estágios e permite à produção tocar em diversos temas – como performatividade de gênero e vínculos familiares abusivos – de maneira leve. Observe a cena em que as duas fingem ser, respectivamente, um técnico de geladeira e uma cliente, parafraseando e subvertendo falas de um pornô barato ao mesmo tempo em que deixam a atração entre elas nas entrelinhas.

Esse eterno faz-de-conta, no entanto, é claramente nocivo a Old Dolio e, no fundo, ela quer que a aproximação com Melanie seja algo real. O vácuo afetivo deixado por seus pais golpistas é de partir o coração e Wood abraça essas emoções conflitantes com vigor, em uma das melhores atuações em uma carreira cheia delas. Ela e Rodriguez sustentam um longa que se sente livre para mudar de foco várias vezes, mas que nunca perde a direção.

Há algo de hermético na estética de July que faz seu cinema não parecer tão acessível a princípio. Esse julgamento, no entanto, é um tanto quanto injusto se forem levadas em conta a alma e a sensibilidade da obra da cineasta, bem como a sua ambição. Disfarçado de um romance LGBTQ, “Kajillionaire” é um filme que faz perguntas difíceis sobre necessidades emocionais e a natureza das relações humanas. Mesmo demandando mais do espectador do que suas obras anteriores, ele mostra uma clara evolução de sua realizadora. 

‘Delia Derbyshire: The Myths and Legendary Tapes’, o retrato multifacetado de uma viajante do tempo

https://www.youtube.com/watch?v=CM8uBGANASc O tradicional seriado “Doctor Who” completou 57 anos em novembro de 2020. A música-tema - um dos primeiros inteiramente eletrônicos criados para a televisão - entrou para os anais da ficção científica e, ainda que diversos...

‘David Byrne’s American Utopia’, a sequência espiritual de ‘Stop Making Sense’

Em certo ponto de "David Byrne's American Utopia", filme que registra o recente show que Byrne apresentou na Broadway, o músico faz questão de lembrar o público do Teatro Hudson, em Nova York, de que tudo o que eles estão ouvindo é gerado ao vivo. Ele admite não ter...

‘Cicada’: delicado romance marcado por traumas masculinos

Com uma poderosa abordagem sobre traumas masculinos, "Cicada" é um corajoso drama que aponta Matthew Fifer como uma nova voz do cinema queer dos EUA. O filme de Fifer e Kieran Mulcare, que estreou no Festival Outfest em Los Angeles e foi exibido no Festival de Londres...

‘Ammonite’: um cansativo sub-‘Retrato de uma Jovem em Chamas’

Depois do sucesso de seu primeiro longa, "O Reino de Deus", Francis Lee torna a apostar em um romance LGBT em sua nova produção, "Ammonite". No entanto, as semelhanças entre os filmes acabam por aí. Mesmo contando com performances poderosas de Kate Winslet e Saoirse...

‘A Voz Humana’: Tilda Swinton hipnotiza em Almodóvar menor

Unindo dois titãs do cinema, "A Voz Humana" é um filme cuja primeira foto de bastidor já foi suficiente para quebrar a internet cinéfila. A visão do diretor espanhol Pedro Almodóvar ao lado da atriz britânica Tilda Swinton veio cheia de promessa e o curta - que...

‘Um Crime Comum’: angústia da culpa domina belo thriller argentino

Combinando thriller psicológico e drama social, "Um Crime Comum", novo filme de Francisco Márquez, vê uma mulher entrar em colapso diante de um senso de culpa coletiva. Uma co-produção Argentina-Brasil-Suíça, o longa, que estreou na Berlinale, marca a única presença...

‘Another Round’: Mads Mikkelsen arrasador em comédia ácida

Se você queria ver Mads Mikkelsen bebendo até cair e mostrando um certeiro timing cômico, você acaba de achar seu filme do ano. "Another Round", longa de Thomas Vinterberg que estreou em Toronto e foi exibido no Festival de Londres deste ano, reúne o cineasta com o...

‘Fábulas Ruins’: conto italiano totalmente perdido

Era uma vez, nos subúrbios de Roma, crianças que tentaram sobreviver às férias de verão a despeito de seus pais e responsáveis. Esse é o mote de "Fábulas Ruins", drama italiano que estreou na Berlinale - onde ganhou o prêmio de melhor roteiro - e foi exibido no...

‘El Prófugo’: suspense digno dos clássicos do ‘Supercine’

Após um evento traumático, uma dubladora se vê às voltas com um estranho fenômeno em "El Prófugo", suspense argentino que estreou na Berlinale e foi exibido no Festival de Londres deste ano. Depois de brincar com a comédia policial em seu primeiro longa "Morte em...

‘Never Gonna Snow Again’: curiosa história de um super-herói do leste europeu

De uma terra desolada pela radiação, um viajante chega a uma cidade e, com estranhos poderes, se dedica a mudar a vida de seus habitantes. "Never Gonna Snow Again", drama polonês exibido no Festival de Londres deste ano, pode não pertencer à franquia da Marvel ou da...