Conhecido pelo jeito discreto, Ed Harris teve uma oportunidade de ouro na década de 1980: trabalhar com Stanley Kubrick em “Nascido Para Matar”. De forma surpreendente, porém, ele acabou recusando a oferta e deixou de interpretar o lendário Sargento Hartman. As revelações foram pelo ator em entrevista para o jornal Los Angeles Times desta quarta-feira (2).

“Stanley Kubrick me chamou um dia e perguntou se eu queria interpretar o sargento de “Nascido Para Matar” e eu disse não. R. Lee Ermey foi incrível e fez um trabalho muito melhor do que eu poderia ter feito. Mas sempre fico me perguntando: ‘o que você estava pensando?’ Talvez eu tenha bebido cervejas demais naquela noite. Foi uma tolice”, confessou.

Por sorte, Ed Harris pode trabalhar com outros grandes nomes do cinema em seguida como James Cameron, Jonathan Demme, Ron Howard, David Cronenberg, Darren Aronofsky. Com três indicações ao Oscar, o ator está atualmente no ar na série “Westworld“, da HBO.

“Nascido para Matar” é dividido em dois segmentos distintos – o treinamento dos soldados e a guerra em si. A produção marca o penúltimo trabalho de Kubrick como diretor e explora as loucuras da guerra e o que ela provoca na mente das pessoas.

Facebook Comments