O homem que matou nesta quinta-feira (23) duas pessoas e feriu outras nove em um cinema da cidade de Lafayette, no estado da Louisiana, no sul dos Estados Unidos, foi identificado pela polícia local como John Russell Houser, de 59 anos. Ele se suicidou após os disparos.

Em entrevista coletiva, o chefe da polícia de Lafayette, Jim Craft, explicou nesta sexta-feira (24) que o homem morava em um motel da cidade desde meados de julho e que antes tinha vivido no estado do Alabama.

Houser se suicidou após matar a tiros duas mulheres no cinema Grand Theatre de Lafayette, em um município de 120 mil habitantes, por volta de 19h20 (20h20 em Brasília) enquanto era projetado o filme “Descompensada”, que tinha começado às 19h.

Segundo o governador da Louisiana, Bobby Jindal, Houser tinha a intenção de realizar o atentado e fugir, já que estacionou o carro perto da saída, mas acabou se matando ao ser cercado pela polícia.

Os tiroteios com várias vítimas e em lugares públicos ocorrem nos Estados Unidos em média a cada duas semanas, e normalmente são realizados por pessoas com problemas mentais que não têm dificuldades para conseguir armas, indicou um relatório do jornal “USA Today”.

O caso é semelhante ao ocorrido em 2012, quando James Holmes lançou granadas de gás e abriu fogo contra a plateia de um cinema de Aurora, Colorado, que estava presente a uma sessão de pré-estreia do blockbuster Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge. No último 16 de julho, Holmes foi condenado após três meses de julgamento e agora aguarda sentença, que pode ser a pena de morte.

Facebook Comments