Com a proposta de reunir curtas-metragens realizados por universitários, o Festival Pirarucurta realiza sua segunda edição nos dias 15 e 16 de novembro, em Manaus. Além da mostra competitiva entre alunos de universidades da capital, este ano o evento também conta com uma mostra não competitiva para exibir o trabalho de realizadores amazonenses em geral. O evento será realizado no Centro Cultural Usina Chaminé, localizado no Centro da cidade. 

O festival é uma iniciativa da Faculdade Martha Falcão e, de acordo com a professora e coordenadora-geral, Carla Batista, se tornou uma forma de fomentar a produção audiovisual no meio acadêmico. “O objetivo do festival é dar visibilidade às produções audiovisuais que são feitas em sala de aula ou até mesmo durante o processo de formação do universitário. Essa proposta consequentemente está ligada a ideia de fomentar uma produção local”, afirma. 

Nesta edição, os estudantes competem nas categorias de ficção, não-ficção, animação, produção publicitária e produção de videoclipe. O júri do festival é composto por Rafael Ramos, diretor de ‘Formas de Voltar Para Casa’ e ‘Aquela Estrada’, Walter Fernandes, diretor de ‘Dispensa do Amor Mecânico’ e mentor do projeto Cineastas em Formação, e Camila Henriques, jornalista, membro do coletivo Elviras e crítica do Cine Set.  

Já na mostra não competitiva serão exibidos curtas de ficção, não-ficção, animação e produção publicitária. Para Carla Batista, a mostra paralela é uma forma de contemplar trabalhos realizados por alunos em outros anos e até mesmo relacionar o ambiente universitário com mercado audiovisual no Amazonas.  

EXPANSÃO PARA REGIÃO NORTE 

Com início no curso de Design, o Pirarucurta passou a englobar outros quatro cursos universitários nesta edição, assim como a participação de outras universidades. Como idealizadora, a professora acredita que as próximas edições possam ser expandidas para uma competição regional.  

“Nessas primeiras edições, a gente focou na produção local, mas não colocamos um tema especificamente porque queríamos atender a todos. A proposta é que nos próximos anos a gente possa fazer o festival com temas específicos como lendas amazônicas, por exemplo. Quanto a envolver outros estados, com certeza é uma possibilidade até porque o alcance do evento já chegou bem longe por meio das redes sociais, então consequentemente a região norte é o próximo passo”, considera Carla.  

Apesar do nome remeter à produção de curtas, a presença de longas-metragens também já está sendo debatida pela organização do evento, afirma a coordenadora do Festival. Entretanto, a proposta de envolver primordialmente produções acadêmicas será mantida.  

“Nós fizemos um levantamento sobre os eventos de audiovisual daqui e vimos que a grande parte das mostras era de cunho profissional. Então estamos trazendo algo inovador com o universitário sendo, de fato, protagonista”, completa Carla. 

SEM FACULDADE DE CINEMA EM MANAUS 

UEA - Curso de Produção Audiovisual

Apesar das conquistas do cinema amazonense alcançadas por nomes como Sérgio AndradeAldemar Matias nos últimos anos e a realização de importantes eventos como Amazonas Film Festival, Matapi e Olhar do Norte, estudar audiovisual está longe de se tornar uma realidade para quem mora em Manaus. 

A Universidade do Estado do Amazonas (UEA) até chegou a formar duas turmas do curso técnico de audiovisual. Mesmo após toda a compra de equipamentos, infelizmente, as atividades foram encerradas há dois anos. 

Uninorte também descontinuou as atividades do curso de Rádio e TV. Já a Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e as demais instituições de Ensino Superior do setor privado não possuem cursos do tipo, sendo atividades mais próximos do audiovisual feitas nos cursos de artes e jornalismo. 

Saudade vira ponto de partida para debate da alienação parental em ‘Tranças’

Saudade é uma palavra interessante e particularmente nossa. O dicionário a define como o sentimento causado pela distância ou ausência, mas só quem a sente compreende o quanto ela dói e é capaz de deixar cicatrizes. A questão é que nem sempre essas marcas são tão...

Por Dentro de ‘Enterrado no Quintal’: de Lars Von Trier à força de Isabela Catão

A sinopse de “Enterrado no Quintal” acabou ficando assim: Isabela, ainda adolescente, enterrou uma arma no quintal de casa como uma maneira de ter em mente uma forma de se vingar do seu padrasto, que agrediu a sua mãe diversas vezes durante a sua infância. Ela...

Por dentro de ‘Enterrado no Quintal’: Cuba para enxergar a zona oeste de Manaus

Desde que gravamos “Boto” (Artrupe Produções, 2017), pude fazer trabalhos que me possibilitaram viajar para outros lugares apresentando a produção que fazemos aqui. E é em situações como essas, distante da zona de conforto e rodeado de pessoas que não fazem ideia de...

Por dentro de ‘Enterrado no Quintal’: a Manaus poética marginal de Diego Moraes

Não lembro ao certo quando foi a primeira vez que li um texto do Diego Moraes. Foi pelo Facebook, anos atrás. De cara me atraiu o seu senso de humor autodepreciativo e politicamente incorreto. Um texto foi puxando outro, e outro, as situações que ele descrevia me...

Cine Set 5 Anos – As Sete Perguntas Mais Feitas sobre o Site

Já perdi a conta das inúmeras vezes desta confusão ter acontecido – tem gente, inclusive, da própria equipe que ainda bate cabeça.   Mas, a resposta é: Cine Set.  S-e-p-a-r-a-d-o.   Admito, entretanto, que a nossa logo precisa de uma reforminha para ficar mais claro e...

Quais são os principais estúdios do cinema de Hollywood?

O mundo do cinema está mudando graças às novas tecnologias e às novas formas de se consumir e acessar produtos audiovisuais. Os maiores estúdios de Hollywood estão se virando para se adaptar a essas mudanças, por isso este é um bom momento para analisarmos como eles...

Emmy: As Grandes Polêmicas da História da Premiação

Pâmela Eurídice e Rebeca Almeida falam sobre as principais polêmicas da história do Emmy, o Oscar da televisão mundial. https://www.youtube.com/watch?v=doVv1LhWI4c

Por que é coerente o governo Bolsonaro atacar o cinema brasileiro?

Reside na presidência de Jair Messias Bolsonaro um certo grau de beleza.   É uma beleza doida, sem noção e tentar entender o que ocorre a partir de um padrão lógico é uma tarefa inútil, pois, simplesmente não há.  Bolsonaro, por exemplo, é capaz de jogar fora uma...

Festival de Karlovy Vary: Diário de Bordo – Parte Final

Confira tudo o que ocorreu nos quatro primeiros dias no Diário de Bordo: Festival de Karlovy Vary - Parte 1 O dia 5 começou na Congress Hall do Hotel Thermal com a sessão de "The Father", comédia búlgara que se tornou rapidamente uma das minhas produções favoritas da...

A Disney e os filmes live action

A Disney se tornou uma máquina de produção de remakes live action, e o ano de 2019 promete grandes lançamentos. Para quem não está familiarizado com o termo, live action se refere a trabalhos cinematográficos feitos com atores reais, ao invés de animações, ou algo...