Depois de muita preparação num episódio desanimador na semana anterior, Expresso do Amanhã pisa no acelerador da temporada nesta semana com “Sem Seu Criador”. O resultado é um episódio envolvente e que encerra uma história, aparentemente, e inicia outra, mais interessante, nos seus minutos finais.

Em 46 minutos, resolve-se a trama de assassinato que moveu toda a narrativa desde o início da série. Após a morte da personagem Nikki no final do anterior, fica claro para todos os envolvidos na investigação que o assassino pertence à primeira classe, e essa descoberta de Layton não é bem aceita por muitos a bordo. Afinal, um fato estabelecido dentro da história do Snowpiercer é que nunca aconteceu de um passageiro da primeira classe ser preso por um crime.

LEIA TAMBÉM: Crítica dos Episódios 1 e 2

A resolução em si não é lá muito surpreendente, mas é bem conduzida pelo roteiro e pelo diretor Frederick E. O. Toye, que vem fazendo boa carreira em séries recentes como Westworld, The Boys e Watchmen. A direção e a montagem estabelecem as pistas do mistério de forma ágil e eficiente, e Toye encena uma perseguição estranha no cenário confinado do trem, que acabou ficando visualmente interessante. O que diminui um pouco a empolgação da perseguição, o grande momento de ação do episódio, é o fato de o suspeito acabar fazendo de refém justo a garota simpática que compartilhou um momento romântico com a segurança do trem no prólogo do episódio… Santa coincidência manipulativa, Batman!

Apesar desse tropeço, o desfecho do mistério em torno do assassinato faz sentido e é satisfatório. A esse respeito, Toye e a direção de arte do episódio compõem um momento visual interessantíssimo, a cena em que Melanie e Layton percorrem um corredor repleto de obras de arte, salvas antes do congelamento do planeta e expostas na primeira classe para deleite dos ricos. Toye também consegue extrair atuações realmente boas de Daveed Diggs e da jovem Annalise Basso, que alguns espectadores deverão lembrar como uma das meninas de Capitão Fantástico (2016).

VIDA PRÓPRIA

Em meio a tudo isso, dois desenvolvimentos prometem desviar “os trilhos” da série: Josie estabelece um canal para enviar mensagem do fundo para a frente do trem, e a tensão entre Layton e Melanie atinge um clímax inesperado. Os momentos finais do episódio realmente têm força e surpreendem, e prometem levar a série a uma decisão interessante e potencialmente mais rica do ponto de vista dramático, em comparação com uma investigação se arrastando pela temporada inteira. Merece elogio também a atuação de Jennifer Connelly nesses momentos finais. A composição da personagem e o trabalho da atriz são muito interessantes, fazendo com que a nossa empatia pela Melanie oscile durante o episódio. A revelação em torno da personagem também tem bastante potencial – Fica a torcida para que os roteiristas não o desperdicem.

LEIA TAMBÉM: Crítica dos Episódio 3

Bem, nada como um dia após o outro… Ou novos trilhos a percorrer. Com este ousado episódio, com boas reviravoltas e desenvolvimentos interessantes, Expresso do Amanhã, a série, passa a ter chance de se tornar algo tão especial quanto a sua versão do cinema. E mais importante ainda, ganha chance de ter vida própria. A partir de agora, o interesse na série se renova – Merecidamente.

‘Lovecraft Country’ 1×10: final apressado destoa da temporada

O título deste episódio final da temporada de Lovecraft Country é “Círculo Completo”, e ele é quase que totalmente dedicado ao grande arco da temporada, o do confronto entre nossos heróis contra os planos de Christina Braithwhite. De fato, ele acaba fazendo um circulo...

‘A Maldição da Mansão Bly’: terror dá espaço para o drama em boa série

Dois anos após o sucesso estrondoso de ‘A Maldição da Residência Hill’, o showrunner Mike Flanagan voltou a nos assombrar com sua forma sensível de contar histórias sobre fantasmas. Mas, embora tenha uma proposta parecida com a série anterior, ‘A Maldição da Mansão...

‘The Boys’ 2×08: temporada encerra lembrando fim do primeiro ano

Subvertendo o gênero de super-heróis mais uma vez, ‘The Boys’ chega ao final de sua segunda temporada correspondendo às expectativas do público. Ao apostar em cenas marcantes e revelações aguardadas, a série consegue entreter e dar continuidade às narrativas...

‘Lovecraft Country’ 1×09: massacre de Tulsa para jamais esquecer

Na minha crítica do oitavo episódio da temporada de Lovecraft Country, ressaltei como um evento real ditou o tom daquele segmento em particular. Pois neste nono episódio, intitulado “Voltando para 1921”, a série repete esse expediente, de forma até mais efetiva, ao...

‘Bom Dia, Verônica’: roteiro excelente encontra elenco em alto nível

Baseada no livro homônimo de Raphael Montes e Ilana Casoy, ‘Bom dia, Verônica’ é mais uma série nacional na Netflix que traz muito orgulho para o audiovisual brasileiro. Digo isto, pois, além de contar com uma história instigante e muito bem apresentada ao longo de...

‘Lovecraft Country’ 1×08: ‘Fuck the Police’

Se há uma coisa que o triste ano de 2020 deixou absolutamente óbvio para o mundo é que, nos Estados Unidos, a polícia é inimiga da população negra. Sério, como alguém pode discordar disso ao ver algumas poucas estatísticas, e ao presenciar a comoção mundial que casos...

‘The Boys’ 2×07: crítica social e sadismo lado a lado em grande episódio

Embora o episódio final da temporada sempre seja o mais aguardado e, por vezes, aclamado nos seriados, muito da expectativa sobre ele é construída no episódio anterior, responsável por unificar narrativas e preparar um bom desfecho. Sabendo disso,...

‘Lovecraft Country’ 1×07: sci-fi à serviço do empoderamento

Até agora, a série Lovecraft Country explorou mais os ingredientes de terror e de fantasia das obras da literatura pulp e do autor H. P. Lovecraft. Mas literatura pulp também é território da ficção-científica... Já sabíamos, desde a menção de uma tal “máquina do...

‘The Boys’ 2×06: irreverência em divertida releitura do Asilo Arkham

Desde detalhes nos figurinos até os diálogos, ‘The Boys’ sempre encontra uma forma de referenciar outros universos de super-heróis, rendendo ótimas piadas e até mesmo críticas. Desta vez, a série nos leva diretamente a uma releitura do Asilo Arkham de Gotham City,...

‘Lovecraft Country’ 1×06: surpreendente romance em meio ao terror

Bem, uma coisa ninguém pode dizer de Lovecraft Country: ser um seriado chato e previsível. O sexto episódio da temporada, “Me encontre em Daegu”, é um momento inspirado da série, uma hora cheia de imagens grotescas muitas vezes contrapostas a um clima tocante, belo...