Narciso Lobo é um dos pesquisadores essenciais para compreender o cinema no Amazonas. Versado em letras, literatura, poesia, música, cinema e política, sua contribuição é tão pertinente, que, mesmo após 10 anos de seu falecimento, ele permanece sendo imprescindível para a cultura audiovisual local.

Por isso, o Cine Set foi atrás de críticos, pesquisadores e diretores de cinema para saber qual o legado de Narciso Lobo ao nosso cinema.

“Narciso é um ser transdisciplinar. As intervenções feitas por ele tiveram essa marca da sala de aula à rua, nos espaços por onde andou, experimentou e protagonizou acontecimentos.

Precisamos colher as contribuições de Narciso Lobo nas várias áreas. No rádio, criou, em parceria com outros professores, o Programa Radiofônico Universidade Livre de Manaós, apresentado por mais de dez anos na Rio Mar e, mais tarde, transformado em projeto de extensão com participação direta dos estudantes de jornalismo da Ufam. No Encontro de Ideias, projeto realizado entre o final de 1989 até 1992, impulsionou grandes debates com foco em temas de relevância para a Amazônia e o Amazonas. Conectou esta região com o Brasil a partir dos diálogos entre universidades e múltiplas áreas do conhecimento. Nos jornais, onde atuou como articulista e repórter, qualificou a abordagem cultural; seguiu na problematização das séries para a televisão e o lugar da Amazônia nessas narrativas.

No cinema, havia uma luta local, para manter salas de cinemas abertas e ampliação desses espaços. É nesse ritmo de “Hoje tem Guarany”, livro produzido por ele e pela Profª Selda Vale, que noções de direitos humanos e do acesso a bens culturais são lançadas e ganham as ruas, as discussões nos botecos, nos encontros dos intelectuais e dos artistas, nas sala de aula. Esse rosto da luta travada naquele momento engloba questões pelas quais lutamos hoje e espalhou sementes de resistência; a outra face está na determinação do Prof. Narciso em conhecer a história do cinema local, produzir pesquisas, estimular o debate e os estudantes a se interessarem por essa temática.

Como árvore, Narciso Lobo tinha galhos longos e em cada um deles estava abrigada uma proposta cultural-acadêmica. Organizar os eixos de atuação de Narciso é uma tarefa que se coloca menos pela homenagem a ele e mais por necessidade nossa, a fim de, na memória, nos reencontrarmos e encontrarmos as razões para resistir ao tempo da selvageria de agora. O cinema, e o cinema na Amazônia, é um dos territórios da cidadania defendida por Narciso”.

“Acho que Narciso não tem apenas um legado, ele tem legados. Quanto mais leio e procuro saber sobre a trajetória dele mais me surpreendo. As atividades enquanto militante, as inquietações enquanto pesquisador, e sobretudo a dedicação ao ensino como professor da Ufam.

Certamente Narciso é uma referência para nós como Centro Popular do Audiovisual, por mostrar que o cinema vai além dos filmes, e se desdobra em atividades outras”.

“O professor Narciso Lobo foi alguém de uma influência tremenda em diversas áreas. Para o Cinema amazonense ele foi alguém que deu complexidade aos estudos do cinema, por um lado, pois discutiu cinema em relação a cultura, a política, a sociedade e etc. Por outro lado, ele aproximou o cinema de muitas gerações, inclusive gerações de jornalistas que foram formados por ele na Ufam e mais tarde, como no meu caso, formado pela Ufam, mas depois de sua ida.

Eu conheci a obra do Narciso pelo seu livro ” A tônica da descontinuidade: cinema e política em Manaus na década de 60″ uma obra riquíssima, fruto de um pesquisador maduro e dedicado, mas que por outro lado é prazeroso de ler e acompanhar. Foi um livro que me ajudou muito a abrir a mente para estudar o cinema em Parintins, no meu mestrado. Lembro também do livro “Hoje Tem Guarany” escrito junto a professora Selda Vale, onde além do intelectual, aparece de forma muito forte o militante, algo que ele fazia muito bem e da melhor forma possível, ser um intelectual denso, mas também um militante popular e presente”.

“O professor Narciso será sempre lembrado por sua contribuição para os estudos do cinema no Amazonas por ser basicamente um dos indivíduos que trouxeram à tona essa história. Simplesmente não há pesquisa séria sobre a temática que não o cite. O afinco e olhar crítico do professor também marcaram sua atuação como docente consciente, politizado e envolvido com a democratização da informação,  além de seus estudos na área de ficção seriada, usualmente menos lembrado.

Pensando estritamente em termos de cinema, a trajetória do professor Narciso é uma das razões da história do cinema amazonense continuar a ser contada hoje, pois além de sua produção própria, ele esteve diretamente envolvido na formação de vários diretores, pesquisadores, jornalistas e críticos de cinema no estado”.

 “O legado de Narciso para o cinema foi ser um dos precursores na pesquisa sobre a produção e exibição de filmes no Amazonas, além de refletir a importância do movimento cineclubista em Manaus a partir dos anos 1960.

Junto com a Selda, foi quem desenvolveu estudos e levantamentos acerca dessa historiografia do cinema na região, contribuindo para que o Amazonas ocupe um lugar histórico no cenário nacional, na identificação de um de seus pioneiros (Silvino Santos)”.

‘Tudo Em Todo O Lugar Ao Mesmo Tempo’ chega aos cinemas de Manaus

Filme: Tudo Em Todo O Lugar Ao Mesmo Tempo Direção: Dan Kwan e Daniel Scheinert Elenco: Michelle Yeoh, Ke Huy Quan, Stephanie Hsu, Jenny Slate, Harry Shum Jr., James Hong Sinopse: Aventura acompanha Evelyn Wang, uma mulher de meia-idade que emigrou da China, deixando...

‘Lightyear’ e documentário sobre a Vaza-Jato são atrações nos cinemas de Manaus

Filme: Lightyear Direção: Angus MacLane Vozes de: Chris Evans, Keke Palmer, Peter Sohn, Taika Waititi, Dale Soules, James Brolin, Uzo Aduba Sinopse: Acompanha o lendário patrulheiro espacial após ser abandonado em um planeta hostil a 4,2 milhões de anos-luz da Terra...

Novo Aly Muritiba, ‘Jesus Kid’ estreia em Manaus neste fim de semana

Filme: Jesus Kid Direção: Aly Muritiba Elenco: Sérgio Marone, Paulo Miklos, Maureen Miranda Sinopse: Eugênio (Sérgio Marone) é um escritor de livros de faroeste que está passando por uma crise. O mais novo livro de seu personagem mais famoso, Jesus Kid, está sendo um...

‘Jurassic World: Domínio’ é a grande atração nos cinemas de Manaus

Filme: Jurassic World: Domínio Direção: Colin Trevorrow Elenco: Chris Pratt, Bryce Dallas Howard, Laura Dern, Jeff Goldblum, Sam Neill, DeWanda Wise Sinopse: Aventura acontece quatro anos após a destruição da Isla Nublar. Os dinossauros agora vivem – e caçam – ao lado...

De Manaus para Curitiba: Cine Set fará a cobertura do Olhar de Cinema 2022

Pela primeira vez, o Cine Set terá um correspondente in loco para a cobertura do Olhar de Cinema que ocorre entre os dias 1 e 9 de junho, em Curitiba. Gabriel Bravo de Lima irá de Manaus para a capital paranaense acompanhar o festival, produzindo críticas dos longas e...

‘Top Gun: Maverick’ domina o circuito de cinema em Manaus

Filme: Top Gun: Maverick Direção: Joseph Kosinski Elenco: Tom Cruise, Miles Teller, Jennifer Connely Sinopse: Depois de mais de 30 anos servindo a marinha como um dos maiores pilotos de caça, Pete “Maverick” Mitchell continua na ativa, se recusando a subir de patente...

Novo filme de Dira Paes é a principal atração nos cinemas de Manaus

Filme: Pureza Direção: Renato Barbieri Elenco: Dira Paes, Flávio Bauraqui, Matheus Abreu, Mariana Nunes, Claudio Barros Sinopse: Inspirado em fatos reais, o filme conta a história de uma mãe (Pureza) que sai em busca de seu filho (Abel), desaparecido após partir para...

Nicolas Cage e ‘O Homem do Norte’ são destaques nos cinemas de Manaus

Filme: O Peso do Talento Direção: Tom Gormican Elenco: Nicolas Cage, Pedro Pascal, Sharon Horgan, Alessandra Mastronardi Sinopse: Criativamente insatisfeito e enfrentando a ruína financeira, a versão ficcional de Cage deve aceitar uma oferta de US $ 1 milhão para...

‘Doutor Estranho no Multiverso da Loucura’ domina cinemas de Manaus

Filme: Doutor Estranho no Multiverso da Loucura Direção: Sam Raimi Elenco: Benedict Cumberbatch, Elizabeth Olsen, Chiwetel Ejiofor, Benedict Wong, Rachel McAdams Sinopse: O Multiverso foi aberto e expande seus limites para mais longe do que nunca. Embarque em uma...

‘Jujutsu Kaisen 0’ e ‘Downton Abbey’ são as novidades nos cinemas de Manaus

Filme: Jujutsu Kaisen 0 Direção: Megumi Ogata Sinopse: O jovem Yuta Okkotsu ganha o controle de um espírito extremamente poderoso, então um grupo de feiticeiros o matriculam na Tokyo Prefectural Jujutsu High School, para ajudá-lo a controlar esse poder e também para...