O cineasta mexicano Alejandro González Iñárritu receberá neste sábado o Oscar Honorário pela obra “Carne y Arena”, em uma cerimônia que deve ter as presenças de Guillermo del Toro, Gael García Bernal e Angelina Jolie, por exemplo.

Ganhador duas vezes seguidas do prêmio de melhor diretor (“Birdman” e “O Regresso”), ele recolherá a estatueta esta noite junto com o diretor de fotografia Emmanuel Lubezki, “em reconhecimento a uma experiência narrativa visionária e poderosa”, conforme indicou a direção da Academia de Hollywood quando anunciou a premiação, em 27 de outubro.

“Eles abriram novas portas à percepção cinematográfica”, disse o presidente da Academia, John Bailey.

Iñárritu e Lubezki uniram os seus talentos para construir, durante quatro anos, uma experiência artística na qual a realidade virtual e o simbolismo situam o espectador no coração dos imigrantes ilegais que cruzam aos Estados Unidos a partir do México. Com base em depoimentos de várias dessas pessoas, Iñárritu, que apresentou o projeto na última edição do Festival de Cannes, elaborou uma obra que vai além de uma mera instalação ou exposição.

Hiper-realista, o trabalho coloca o espectador no meio do Deserto de Sonora, onde compartilha o drama de um grupo de imigrantes ilegais que, liderados por um traficante de seres humanos, tenta entrar em território americano, enquanto agentes de imigração se esforçam para impedir.

A cerimônia do Oscar Honorário acontecerá no sala Ray Dolby Ballroom, do Hollywood & Highland Center, às 20h (horário local, 1h de domingo em Brasília). No evento, a Academia entregará prêmios também ao ator canadense Donald Sutherland, a cineasta belga Agnès Varda, o roteirista e diretor americano Charles Burnett e o diretor de fotografia americano Owen Roizman.

da Agência EFE

Facebook Comments