Filme mais polêmico do cinema brasileiro, “Aquarius” conquistou o Festival de Mar Del Plata. Em cerimônia de premiação ocorrida na noite de sábado (26), a produção pernambucana recebeu dois prêmios no evento na Argentina. O longa ganhou nas categorias de Melhor Atriz para Sônia Braga e Melhor Filme do Júri Popular. As informações são do site The Hollywood Reporter.

O Brasil ainda venceu na competição latino-americana: “Martírio”, de Vincent Carelli, Tatiana Almeida e Ernesto De Carvalho, ganhou como melhor filme. O documentário ovacionado no Festival de Brasília deste ano traz uma análise da violência sofrida pelo grupo Guarani Kaiowá, uma das maiores populações indígenas do Brasil nos dias de hoje e que habita as terras do centro-oeste brasileiro, entrando constantemente em conflito com as forças de repressão e opressão organizadas pelos latifundiários, pecuaristas e fazendeiros locais, que desejam exterminar os índios e tomar as terras para si.

O grande ganhador do festival foi “People That Are Not Me”. A produção suíça dirigida por Hadas Ben Aroya recebeu a estatueta de Melhor Filme do Júri da Competição Internacional de Longas-Metragens. Já o romeno Radu Jade ganhou como Melhor Diretor por “Scarred Hearts”. Conhecido pela série “House of Cards”, Mahershala Ali foi consagrado como Melhor Ator pelo desempenho em “Moonlight”.

Recentemente indicado ao Spirit Awards, maior prêmio do cinema independente dos EUA, “Aquarius” traz a história de Clara (Sonia Braga), jornalista de 65 anos aposentada, viúva e mãe de três adultos. Ela mora em um apartamento localizado na Av. Boa Viagem, no Recife, onde criou seus filhos e viveu boa parte de sua vida. Interessada em construir um novo prédio no espaço, os responsáveis por uma construtora conseguiram adquirir quase todos os apartamentos do prédio, menos o dela. Por mais que tenha deixado bem claro que não pretende vendê-lo, Clara sofre todo tipo de assédio e ameaça para que mude de ideia.

VEJA A LISTA COMPLETA DE VENCEDORES:

Competição Internacional

Melhor Filme: People That Are Not Me, de Hadas Ben Aroya

Melhor Diretor: Radu Jude, por Scarred Hearts 

Menção Especial por Melhor Fotografia: Nocturama – Bertrand Bonello

Melhor Ator: Mahershala Ali (Moonlight)

Melhor Atriz: Sonia Braga (Aquarius)

Melhor Roteiro: Paradise – Andreí Konchalovsky, Elena Kiseleva

Prêmio do Público: Aquarius – Kleber Mendonça Filho

Prêmio da Crítica de Melhor Filme Argentino: Balloons (Mariano González)

Competição Latino-Americana

Melhor Filme: Martírio – Vincent Carelli, Tatiana Almeida e Ernesto De Carvalho (Brasil)

Melhor Curta-Metragem: Aire quemado – Yamil Quintana

Prêmio Especial do Júri: The Human Surge – Eduardo Williams (Argentina-Brasil-Portugal)

Competação Argentina

Melhor Filme: El aprendiz – Tomas De Leone

Melhor Diretor: Lukas Valenta Rinner, for A Decent Woman.

Melhor Curta-Metragem:  Murciélagos – Felipe Ramírez Vilches

Melhor Diretor de Curta-Metragem:  Mariano Cócolo, for Al silencio

Facebook Comments