Mesmo mergulhada em uma grave crise política e social, a Venezuela ainda consegue produzir bons filmes. Manaus vai poder conferir alguns exemplares da atual safra do país nesta semana com a IV Mostra de Cinema da Venezuela. As sessões serão gratuitas começam a partir das 18h30 no Teatro Gebes Medeiros, localizado na Avenida Eduardo Ribeiro, 833, na Avenida Eduardo Ribeiro, no Centro de Manaus.

VEJA A PROGRAMAÇÃO COMPLETA:

QUARTA-FEIRA (08/08)

Diário de Bucaramanga  – Venezuela, 2013 – Ficção/História – 129min.

Direção: Carlos Alberto Fung

Elenco: Simón Pestana, Pedro Cohen, Albi de Abreu

Classificação: Livre

SINOPSE

Este filme nos leva ao ano de 1828, quando o Libertador Simon Bolívar, acompanhado de seu Estado Maior, encontra-se no povoado colombiano de Bucaramanga, onde aguarda notícia dos acontecimentos que se desenvolvem na Convenção de Ocaña. São dias dramáticos e conflituosos que precedem a criação de uma nova Constituição para a Colômbia, envolvendo intriga e traição comandados pelo General colombiano Francisco de Paula Santander. O futuro da unidade da Grã Colômbia está em jogo, mas tempos hostis também servem de reflexão para Bolívar, que recorda distintos aspectos de sua vida relatados pelo seu assistente, o General francês Luis Perú Delacroix.

QUINTA-FEIRA (09/08)

Cartões Postais de Leningrado – Venezuela, 2007 – Drama/Ficção – 90min.

Direção: Mariana Rondón

Elenco: Laureano Olivares, William Cifuentes, Haydee Faverola

Classificação: 16 anos

SINOPSE

Nos levantes armados da esquerda dos anos 60 na Venezuela, uma jovem guerrilheira deu a luz na clandestinidade. No entanto, sua filha é a primeira a nascer durante o Dia das Mães, então suas imagens aparecem em todos os jornais venezuelanos daquele dia. A menina é a narradora desta história e, juntamente com seu primo Teo, reinventam as aventuras de seus pais guerrilheiros criando uma série de jogos, histórias e fantasias em que aparecem super-heróis e guerrilheiros. No entanto, esses jogos não conseguem esconder as torturas, mortes e desaparecimentos do ambiente infantil. As crianças vão querer se tornar o Homem Invisível para ficarem seguras e não correr mais perigos. Mesmo que consigam escapar por alguns instantes, eles sabem que seus pais podem nunca mais retornar, enquanto apenas recebem seus cartões postais de Leningrado.

 

SEXTA-FEIRA (10/08)

Reverón – Venezuela, 2011 – Drama/Biográfico – 110min.

Direção: Diego Rísquez

Elenco: Luigi Sciamanna, Sheila Monterola

Classificação: 16 anos

SINOPSE

História situada entre os anos 1924 e 1954, nas margens do Mar do Caribe, onde descobrimos o universo do grande artista venezuelano Armando Reverón e seu grande amor Juanita, sua musa, cúmplice e companheira inseparável. O filme mostra-nos a construção e recriação dos objetivos que compõem seu mundo, assim como sua obsessão com a luz dos trópicos que o cegam e o desenvolvimento de sua doença mental. Retrata-se o universo lúdico, emocional e doloroso dentro de um espaço mágico chamado “O Castillete”, a oficina enigmática de Reverón à qual todos são atraídos para conhecer suas peculiaridades, excentricidades e até levar para casa um retrato desse gênio da pintura.

Facebook Comments