Brincadeiras tradicionais da cultura popular amazônica ganham as telinhas de todo o país na estreia do desenho animado Brinquedonautas, produção inédita que a TV Brasil apresenta a partir desta segunda (18), às 8h30.

O seriado paraense mostra aventuras de cinco crianças em histórias que estimulam a inclusão social. A obra vai ao ar de segunda a sexta, sempre em mesmo horário, com dois episódios em sequência, na faixa TV Brasil Animada.

Em 13 edições de sete minutos, a animação independente resgata diversas brincadeiras de rua praticadas pela garotada na Região Norte do país. A proposta é compartilhar as experiências desse universo lúdico da infância local para a juventude brasileira por meio da produção realizada pelo estúdio Iluminuras.

As tramas que destacam essa riqueza cultural acompanham um grupo de crianças que viaja a bordo de um fantástico zepelim que também é uma brinquedoteca flutuante. Por onde passam para conhecer brincadeiras, Malu, Dara, Zeca, Gui e Tuti aprendem divertidas maneiras de se divertir.

Valorização do folclore regional

A turminha vai desembarcar do zepelim em vários lugares da Amazônia para brincar e conhecer atividades típicas da região. Os personagens percorrem cidades, mas também fazem amizades com jovens que residem próximos aos rios, nas aldeias indígenas e até em comunidades quilombolas.

A animação destaca manifestações folclóricas como Marabaixo, Boi de Máscaras e Carnaval no Mangue. Destaque, ainda, para brincadeiras como Piões de Babaçu e ciranda, além daquelas que têm outros nomes ao redor do país como as petecas de Belém, mais conhecida como bolinha de gude.

O desenho encoraja as relações sociais entre os pequenos. Aborda, também, relação entre tecnologia e passatempos manuais. A criançada experimenta atividades ao ar livre na natureza brincando de barquinhos, aviões, pipa e até fantasias com folhas. Eles também se entretêm com jogos de tabuleiro.

Personagens promovem inclusão social

Além de incentivar a descoberta de brincadeiras curiosas e fomentar a prática de atividades ao ar livre, as histórias buscam mostrar com naturalidade a importância da inclusão social. A série tem personagens com necessidades especiais que encaram essas condições com autonomia em seu cotidiano.

As características que distinguem os protagonistas da trama fortalecem a interação entre eles. Essas diferenças se complementam e enriquecem o convívio das crianças. As limitações físicas ou intelectuais não impedem os jovens de viverem uma infância bastante animada.

Cadeirante, Zeca é um menino muito corajoso, aventureiro e cheio de ginga que contagia a todos com sua alegria e otimismo. Ele adora brincadeiras que envolvem esportes. Malu tem grande sensibilidade artística, fala libras e usa um aparelho auditivo. Ela se aborrece quando bagunçam seus desenhos.

Engraçado e atrapalhado, Gui tem uma prótese colorida em um dos braços. Ele é muito companheiro e sabe rir de si mesmo. Dara é uma menina muito inteligente e independente que adora aprender. Já Tuti é o mais tímido da turma. Inventivo e genial, ele está no espectro autista que não fica explícito na série.

SERVIÇO

– TV Brasil Animada – segunda a sexta, das 7h30 às 9h45, das 10h às 19h, das 21h30 às 22h30; sábados, das 10h às 14h; domingos, das 11h às 15h.

 Brinquedonautas – segunda a sexta, às 8h30, na TV Brasil.

com informações de assessoria

10 Filmes com Matt Damon que valem a pena ser vistos

Com um talento extraordinário, Matt Damon encara de frente vários gêneros de filmes, apesar de ser reconhecido mais pelos de ação. Nosso compilado de produções incluem vários títulos que merecem ser vistos e revistos: O Talentoso Ripley Tom Ripley já foi vivido no...

Cine Bodó 2021 realiza formação audiovisual de jovens na periferia de Manaus

Para além das notícias policiais, para dentro das telas. É assim que o projeto Cine Bodó, propõe formação e produção de cinema dentro  das periferias de Manaus. Em sua 5ª edição, a iniciativa já atingiu mais de 300 jovens e adolescentes, passou por mais de 16...

Curta amazonense de Walter Fernandes vence festival no Rio de Janeiro

O cinema amazonense segue colecionando prêmios em festivais nacionais: agora, foi a vez de "Graves e Agudos em Construção" levar o prêmio de Melhor Curta-Metragem nacional na sétima edição do Festival Brasil de Cinema Internacional, realizado no Rio de Janeiro entre...

Festival POE de Cinema Fantástico fecha parceria com Darkflix em edição inclusiva

Em sua 6ª edição, o Festival POE de Cinema Fantástico se adapta às estruturas online com uma nova maneira de exibição de seus filmes e uma nova categoria para trazer maior diversidade ao evento. Entre os dias 21 e 30 de abril, serão exibidos 68 filmes na programação,...

Debate com Babu e Dira Paes abre o Festival de Cinema das Periferias da Amazônia

De 10 a 30 de abril, o Festival de Cinema das Periferias da Amazônia - Telas em Movimento vai realizar palestras, oficinas, circuito de cineclubes, mostra de filmes e de vídeo mapping trazendo como tema a inclusão digital. A ideia desse ano é trazer à tona a pauta da...

Presidente Figueiredo e Vila de Balbina recebem oficinas de cinema gratuitas

A terra das cachoeiras, Presidente Figueiredo, localizada a 107 quilômetros distante de Manaus, irá abrigar uma rara iniciativa de cinema. O diretor Heraldo Daniel e o produtor audiovisual Hernan Antony irão realizar uma oficina para a Sétima Arte entre os dias 19 de...

Festival Brasileiro de Cinema Cômico exibe filmes de 11 Estados

O Festival Brasileiro de Cinema Cômico é o primeiro na história do país a premiar os melhores curtas-metragens e artistas de humor, gênero ainda pouco reconhecido pelos críticos e mostras. A ideia do evento é valorizar a diversidade e a qualidade da comédia feita no...

Documentário irá retratar a história da cantora Lucinha Cabral

Mergulhar na vida e na obra de Lucinha Cabral é o que busca o longa-metragem “Caboquinha”, documentário biográfico que iniciou processo de filmagem na última semana do mês de março, em Manaus. Projeto foi contemplado pelo Prêmio Feliciano Lana, promovido pelo Governo...

Cine Vídeo Tarumã retorna com lives de importantes do audiovisual do Amazonas

Após um ano com suas atividades paralisadas, o Cine Vídeo Tarumã retorna para a programação cultural da Ufam nesse novo semestre da universidade. A pandemia trouxe dificuldades para muitas pessoas e para a educação trouxe novos desafios e novas formas de ensino. Da...

Representação feminina no audiovisual será tema de curso online de Lorenna Montenegro

Como  as  mulheres  são  representadas  no  cinema  e  TV?  Existe  igualdade  no  mercado audiovisual?  Curso  online  ao  vivo  promovido  pelo  Centro  Cultural  b_arco  em  sua programação online, traz debates sobre a presença de mulheres no audiovisual.  Lorenna ...