A quarta temporada da série “House of Cards” vai estrear mundialmente no Netflix em 4 de março. Faltando pouco para essa estreia, o Netflix e a produtora Media Rights Capital, que produzem o seriado, anunciaram que ele foi renovado e, ano que vem, veremos a quinta temporada.

No entanto, essa boa notícia veio acompanhada de outra notícia, esta mais preocupante. O criador da série e seu produtor-executivo, Beau Willimon, divulgou num comunicado que deixará o programa: A quarta temporada será a última sob o seu comando.

“Sou grato ao Netflix e à MRC, a meus companheiros produtores, aos meus dois incandescentes astros Kevin Spacey e Robin Wright, aos nossos talentosos roteiristas e aos incríveis elenco e equipe com quem tive o privilégio de trabalhar”, diz o comunicado de Willimon. “Depois de cinco anos e quatro temporadas, é hora de ir em busca de novos objetivos, mas estou muito orgulhoso do que fizemos juntos, desejo que a série continue fazendo sucesso e a deixo nas mãos da nossa equipe capaz”.

Willimon não detalhou qual seriam esses “novos objetivos”, mas o site Indiewire especula que ele pode estar querendo voltar para o cinema – ele foi indicado ao Oscar pelo roteiro de “Tudo Pelo Poder” (2011) – e também está desenvolvendo uma minissérie para a HBO, chamada “Jack Johnson”. Em todo caso, trata-se da segunda troca de comando numa grande série do Netflix em pouco tempo: A segunda temporada de “Narcos”, a estrear este ano, também foi produzida por um grupo de produtores diferente do da primeira – o brasileiro José Padilha foi um dos poucos nomes da equipe que voltou para o segundo ano.

Perder o criador é sempre motivo para acionar o sinal de alerta num seriado. Como “House of Cards” se comportará ano que vem sem Willimon? É esperar para ver.

Facebook Comments