Primeiro longa-metragem da diretora amazonense Cristiane Garcia, “Enquanto o Céu não me Espera” teve as filmagens finalizadas nesta semana, em Manaus. O projeto da produtora local Olha Já Filmes, idealizado por Jean Robert Cesar, conta no elenco principal com Irandhir Santos, Priscila Vilela, Maycon Douglas, Jully Fabielly, Ágatha Dinelli e Cauãn.

“Enquanto o Céu não me Espera” traz Irandhir Santos como Vicente, um agricultor, morador do beiradão de rio, herdeiro de uma cultura que seu pai iniciou e que garantiu o sustento de toda a família por um bom tempo. “Com as mudanças climáticas, sobreviver da agricultura de várzea ficou muito difícil. O “tempo” mudou. A enchente vem mais intensa, mais bruta. A seca racha ainda mais o solo. Vicente não desiste; persiste até a exaustão por dias melhores e noites tranquilas”, explicou a diretora em postagem feita nas redes sociais.

O filme foi um dos 10 selecionados do Edital de Longa de Baixo Orçamento, do hoje extinto Ministério da Cultura. Nele, os projetos poderiam receber até R$ 1,25 milhão e o orçamento total de cada um deles não poderia ultrapassar R$ 1,8 milhão. A iniciativa rendeu frutos importantes para o cinema amazonense em outras edições: o diretor local Sérgio Andrade conseguiu financiar, através do mesmo tipo de edital, os três filmes da carreira – “A Floresta de Jonathas“, “Antes o Tempo Não Acabava” e “A Terra Negra dos Kawa“.

TRAJETÓRIAS PREMIADAS

Cristiane Garcia traz uma premiada carreira comandando curtas-metragens. A adaptaçãod do conto do escritor amazonense Milton Hatoum, “Nas Asas do Condor”, foi o primeiro filme em 35mm do Amazonas em mais de três décadas. O projeto ganhador do prêmio Daycoval no Amazonas Film Festival de 2006 circulou por mais de 30 mostras e festivais, sendo exibido no Festival Internacional de Cinema Infantil – FICI. Já “Abóbora” se sagrou vencedor do Prêmio do Público e do Júri da Mostra de Curtas-Metragens Digital – Amazonas AFF. Por fim, “Aquário” integrou a primeira edição da Mostra do Cinema Amazonense.

Irandhir Santos é um dos principais atores do cinema nacional na atualidade. A filmografia do ator nascido em Limoeiro, interior de Pernambuco, traz sucessos de público e crítica como, por exemplo, “Viajo Porque Preciso, Volto Porque Te Amo”, “Tropa de Elite 2”, “A Febre do Rato”, “O Som ao Redor”, “Tatuagem” (venceu o prêmio de Melhor Ator do Festival de Gramado, em 2013), “A História da Eternidade”, “Redemoinho”, “Aquarius” e “O Animal Cordial”.