O sexo continua sendo tabu. Pelo menos, para as redes de cinema que atuam no Brasil. Com cenas de nudez e sexo explícitas, “Love 3D” está enfrentando resistências para ganhar o circuito nas duas maiores empresas do mercado em atuação no país, o Cinemark e o Cinépolis. A informação foi divulgada pelo presidente da Imovision, distribuidora do filme, Jean-Thomas Bernardini, ao site G1.

Segundo Bernardini, o Cinemark não vai exibir o filme, enquanto o Cinépolis chegou a cancelar sessões de “Love 3D”. Uma delas, aliás, aconteceu no Shopping Ponta Negra, em Manaus. O longa dirigido por Gaspar Noé estava programado para ter uma pré-estreia na madrugada de sábado para domingo, porém, acabou sendo desmarcada pela rede mexicana.

O Cinemark informou ao G1 que aspectos mercadológicos definem a estreia dos filmes nos cinemas da empresa, não havendo restrições específicas para obras com cenas de sexo. Já o Cinépolis, também ao G1, através do gerente de programação, Eduardo Chang, afirmou que, em todo Brasil, “Love 3D” terá apenas uma sessão em São Paulo, depois das 22h, já que, pelo “conteúdo com sexo explícito não faz sentido o filme ter sessões regulares”.

Matéria completa do G1 aqui

Facebook Comments