E mais um nome consagrado do cinema americano se muda de mala e cuia para o mundo dos seriados da TV… O site Deadline noticiou que o diretor William Friedkin, vencedor do Oscar pelo filme “Operação França” (1971) e também realizador do clássico “O Exorcista” (1973), vai comandar a adaptação para a TV de um dos seus próprios filmes, o policial dos anos 1980 “Viver e Morrer em Los Angeles” (1985).

O projeto da série é do canal WGN America. Friedkin vai dirigir e atuar também como produtor-executivo. O cineasta vem trabalhando na adaptação ao lado de Bobby Moresco, roteirista vencedor do Oscar por “Crash: No Limite” (2005). Moresco será um dos principais roteiristas e também produtor-executivo ao lado de Friedkin. Espera-se que, assim que o roteiro do primeiro episódio seja aprovado, a série entre em produção.

“Viver e Morrer em Los Angeles” não foi um grande sucesso na época do lançamento, mas com o tempo foi redescoberto e hoje é considerado um dos melhores filmes policiais e de ação dos anos 1980. Na trama do filme, William Petersen vivia um policial viciado em perigo que se envolvia numa trama de vingança contra o falsificador que matou o seu parceiro. O vilão era vivido por Willem Dafoe, num dos seus primeiros papeis.

Cena de "Viver e Morrer em Los Angeles"

Cena de “Viver e Morrer em Los Angeles”

No ano passado Friedkin demonstrou seu interesse na TV ao afirmar: “A única coisa na qual me interesso hoje é na narrativa longa, que é o que se chama a televisão. Não quero fazer um filme, porque não quero fazer um filme sobre um cara mascarado num traje colante que voa e salva o mundo”, numa das suas muitas críticas ao cinema americano atual, muito centrado em espetáculos e filmes de super-heróis.

Facebook Comments