‘Que eu consiga representar todas as mulheres que estejam em relação opressiva e ajude a libertá-las’.  

Com este mantra, Jocê Mendes chegava ao set de filmagem de “O Buraco”, novo filme do cinema amazonense dirigido por Zeudi Souza (“Perdido”, “No Rio das Borboletas”). Gravado ao longo de mês de dezembro respeitando as normas sanitárias impostas pela pandemia da COVID-19, o terror psicológico sobre violência doméstica em uma casa da periferia de Manaus está disponível no YouTube até o próximo dia 18 de janeiro gratuitamente. 

No curta de 20 minutos, Jocê encarna uma dona de casa vítima do horror da violência física e psicológica imposta pelo próprio marido interpretado por Victor Kaleb (“Sons do Igarapé”). As sucessivas agressões são vistas pelo filho do casal através do buraco na parede do quarto dele. Aline Guedes e Daura Caroline completam o elenco do curta dirigido e roteirizado pelo próprio Zeudi. 

Para a construção da personagem, Jocê Mendes se inspirou na atuação de Camila Morgado na série “Bom Dia, Verônica”, e, principalmente, na entrevista feita com a atriz amazonense Rosa Malagueta na pré-produção do curta. “Eu não sou mãe, nunca sofri violência física, no máximo, psicológica. Para mim, era muita responsabilidade por não estar no lugar de fala daquelas mulheres, porém, ao escutar estas vítimas, isso me deu uma licença poética para que pudesse representá-las”, declarou em entrevista ao Cine Set. 

‘ATO POLÍTICO, LIBERTADOR’ 

Victor Kaleb sendo orientado por Zeudi durante gravação

Apesar da tensão inerente ao tema do filme, as gravações, segundo Jocê, fluíram em clima de seriedade e parceria necessários para que tudo desse certo. “O set foi leve, cheio de sensações, vibrações, emoções, choros e comemoração a cada cena. Permitimos nos jogar sem medo de se machucar ou se cortar. Aliás, fiz uma das cenas com pé furado de prego, mas não quis perder o calor do momento. Foi lindo e dolorido, mas cheio de amor pelo momento vivido” recordou. 

“O filme dá esta possibilidade de revolução, de denúncia, de protesto, de liberdade. Acredito que a personagem irá contribuir na questão de identificação: em que lugar me sinto representada em cada cena? Muitas vezes, a mulher nem sabe que está sendo violenta, oprimida por achar que aquilo é o normal, pois, o sistema patriarcal criou este pensamento de que merecemos apanhar quando erramos ou merecemos ouvir uma palavra mais alta de um homem por ele mandar, bancar a casa. A mulher tem que ser perfeita. “O Buraco” é um ato político, libertador”, completa a atriz. 

Com inspiração do longa espanhol “Pelos Meus Olhos”, de Icíar Bollain, “O Buraco” conta com Claudilene Siqueira como diretora de produção, Flávia Abtibol foi a assistente de direção, Robert Coelho foi o diretor de fotografia, Heverson Batista ficou na direção de som, a direção de arte esteve sob a responsabilidade de Aline Guedes e a montagem com Castro Jr. O filme ainda não tem data para estrear. 

ASSISTA AO FILME: 

Lenda do boi bumbá de Parintins, Sidney Rezende será tema de documentário dirigido por Cristiane Garcia

“Viaja caboclo, viaja Viaja em teu pensamento Ao olhar no espelho das águas, o azul do firmamento”  Essa canção eternizada na voz do saudoso Arlindo Júnior oferece um vislumbre sobre a produção musical de Sidney Rezende e sua influência no boi-bumbá parintinense. O...

Ateliê 23 adapta peça ‘Ensaio de Despedida’ para o cinema com clássicos modernos de referências

 Companhia teatral surgida em Manaus no ano de 2013, o Ateliê 23 traz “Ensaio de Despedida” como um de seus maiores sucessos. Protagonizada por Taciano Soares e Thais Vasconcelos, a peça dirigida por Eric Lima estreou em fevereiro de 2017 e, um mês depois, abriu a 11ª...

Cinema e cores de Mario Bava inspiram Lucas Martins em novo filme

Com três curtas-metragens já produzidos, o jovem diretor amazonense de 27 anos, Lucas Martins, se prepara para lançar seu mais novo trabalho intitulado "Um Mal Necessário", contemplado pelo edital Feliciano Lana, do governo do Amazonas com recursos da Lei Aldir Blanc....

Em Manaus, pós-graduação de cinema reúne profissionais premiados do audiovisual brasileiro

Produtora amazonense criada por Erlan Souza e Gustavo Soranz, a Rizoma Audiovisual lança um novo curso para quem deseja estudar cinema. Com inscrições abertas (clique aqui), a pós-graduação é voltada para o aperfeiçoamento de profissionais que já atuam no setor....

Roteiristas vencedores do Amazonas Film Festival são tema de nova websérie

Evento cinematográfico de maior porte já realizado no Estado, o Amazonas Film Festival contou com 10 edições entre 2004 e 2013 trazendo estrelas nacionais e internacionais para Manaus, além de contribuir para a geração de uma nova leva de profissionais do audiovisual...

‘Manaus Hot City’ e ‘O Barco e o Rio’ são selecionados para festival no México

"Manaus Hot City", de Rafael Ramos, e "O Barco e o Rio", de Bernardo Abinader, seguem ganhando o mundo. As duas produções do cinema amazonense estão selecionados para o Shorts México 2021, único festival internacional de curtas-metragens do país da América Central....

Filmes dos amazonenses Henrique Amud e Zeudi Souza concorrem em festival brasileiro nos EUA

O Amazonas terá dois representantes na 25ª Inffinito Film Festival, evento em formato híbrido com a missão de levar o cinema brasileiro aos EUA em 2021. "O Buraco", de Zeudi Souza, e "Atordoado, Eu Permaneço Atento", de Henrique Amud e Lucas H. Rossi dos Santos,...

Amazonense ‘O Barco e o Rio’ estará em edição especial do Festival do Rio

O cinema amazonense terá representante no Festival do Rio: "O Barco e o Rio" está selecionado para a Première Brasil entre os curtas-metragens nacionais. O evento inicia nesta quinta-feira (5) e segue até 15 agosto com a programação gratuita e online através da...

Laboratório de argumentos para longas, Manaó Cinelab abre inscrições gratuitas

Oportunidade rara para quem deseja estudar cinema em Manaus: um laboratório para desenvolvimento de argumento de longas-metragens será promovido pela produtora Tamba-Tajá Criações. Iniciativa gratuita, o 'Manaó Cinelab: Em busca da escrita perfeita' terá 10 vagas,...

Animação pós-apocaliptíca representa o Amazonas no Festival de Gramado 2021

O Festival de Gramado volta seu olhar novamente para a produção amazonense: a animação "Stone Heart" será o representante do Estado na mostra de curtas nacionais, a mesma vencida em 2020 por "O Barco e o Rio", de Bernardo Abinader. Dirigido pelo parintinense Humberto...