As narrativas de ódio espalhadas na internet viram arte na websérie “Contos da Vida e Norte”. O lançamento do projeto acontece neste sábado (20), com a exibição na íntegra dos três episódios em sequência no Palácio da Justiça, localizado na Avenida Eduardo Ribeiro, no Centro de Manaus. O evento ainda contará com apresentações culturais e exposição artística.

A iniciativa surgiu a partir do edital da Safernet, canal de denúncias contra a propagação do ódio na internet. Com esta proposta em mente, o coletivo Cumbuca reuniu três artistas locais – a cantora Catarina, a artista visual Kerol Kemblim e a drag amazônica Úyra – com o objetivo de relacionar seus trabalhos com os ataques virtuais.

De acordo com a produtora da websérie, Mariah Brandt, a ideia de inserir três artistas teve como objetivo observar como o discurso de ódio é transformado em arte por cada um. “A abordagem que a gente fez foi da própria vida deles. Queremos entender de que maneira eles se curam desse ódio e como que isso é vivenciado dentro desse trabalho”, explica.

Ao abordar essa relação na vida dos artistas, Mariah afirma que Manaus também se tornou um importante elemento narrativo. Assim, cada personalidade ocupa um espaço da capital durante os episódios, com uma divisão principal entre floresta e urbano. “Parte do processo criativo foi se locomover pela cidade com cada um dos três artistas e conversar sobre o discurso de ódio, da arte e de Manaus”, afirmou.  

Personagens

O primeiro episódio é voltado para a história de Catarina Eduarda, rapper de Manaus que viralizou em 2018 com o vídeo “SLAM Inconformação – Poesia Marginal”, em que falou sobre o cenário político da época. Na websérie, a cantora revela seu processo criativo na cidade, as letras voltadas à liberdade de expressão, identidade, modo de agir, falar e sobre ser mulher.

Já a segunda parte da produção é voltada para a história de Emerson Munduruku, que performa a drag Úyra Sodoma. Como biólogo e mestre em ecologia, Emerson utilizou seus conhecimentos para criar uma drag amazônica, a qual utiliza elementos da própria floresta em sua construção visual. Assim, as performances de Úyra buscam valorizar a diversidade sob diferentes perspectivas, da ecologia às questões de gênero.

Por fim, Kerol Kemblim é o foco do último episódio da websérie. Inspirada por sua vivência religiosa na Umbanda, a artista visual reflete em suas obras o processo de cura a partir da medicina ancestral indígena e africana, a liberdade religiosa, a autonomia do corpo feminino e a padronização imposta pela mídia. Para expor suas obras apresenta como suporte a xilogravura, pintura, fotografia, gravura, colagem, o próprio corpo, a palavra e o som. Durante o lançamento da websérie será realizada uma exposição dos trabalhos artísticos de Kerol.

Programação

Além da exposição de Kerol, a programação neste sábado também inclui apresentações musicais e uma roda de conversa. A partir das 17h, o público poderá conferir shows dos artistas Karen Francis, Elisa Maia, Aruack e Catarina, protagonista da websérie.

Antes da exibição dos episódios, uma roda de conversa com o tema “Discurso de ódio e o corpo” será realizada. Com mediação de Jéssica Dandara, o debate conta com a participação dos influenciadores digitais Andreia Gouveia (@Gordeia), Suelen Lima (@rostodeneve), Elisa Maia (@elisamaiamusic) e Gabriel Torres (@aruack092).

SERVIÇO

O QUÊ: Lançamento da websérie ‘Contos de Vida e Norte’

QUANDO: 20 de Julho, das 17h às 21h

ONDE: Palácio da Justiça – Av. Eduardo Ribeiro, 833, Centro de Manaus

Laboratório de argumentos para longas, Manaó Cinelab abre inscrições gratuitas

Oportunidade rara para quem deseja estudar cinema em Manaus: um laboratório para desenvolvimento de argumento de longas-metragens será promovido pela produtora Tamba-Tajá Criações. Iniciativa gratuita, o 'Manaó Cinelab: Em busca da escrita perfeita' terá 10 vagas,...

Animação pós-apocaliptíca representa o Amazonas no Festival de Gramado 2021

O Festival de Gramado volta seu olhar novamente para a produção amazonense: a animação "Stone Heart" será o representante do Estado na mostra de curtas nacionais, a mesma vencida em 2020 por "O Barco e o Rio", de Bernardo Abinader. Dirigido pelo parintinense Humberto...

Camila Henriques e Pâmela Eurídice são as duas novas representantes do Amazonas na Abraccine

O Amazonas ganhou mais dois novos nomes na Abraccine - Associação Brasileira de Críticos de Cinema: Camila Henriques e Pâmela Eurídice estão entre as novas integrantes da entidade existente desde 2011. A dupla se junta a Susy Freitas, primeira amazonense selecionada...

‘Os Segredos do Putumayo’, de Aurélio Michiles, é selecionado para festival na Irlanda

O filme "Segredos do Putumayo", dirigido pelo amazonense Aurélio Michiles, é um dos destaques do festival irlandês Galway Film Fleadh que acontece entre os dias 20 e 25 de julho. Ainda inédito nos cinemas brasileiros, conta com a distribuição global da O2 Play. O...

Cineclube Olhar do Norte terá debates sobre grandes filmes do cinema brasileiro

Principal festival de cinema da atualidade em Manaus, o Olhar do Norte prepara uma novidade para 2021: o Cineclube Olhar do Norte. Com a exibição e o debate de importantes filmes do cinema amazonense e brasileiro recentes, a iniciativa irá marcar a inauguração do site...

‘A Terra Negra dos Kawá’ e ‘Manaus Hot City’ vencem prêmios em festivais nacionais

O cinema amazonense segue acumulando conquistas importantes em festivais nacionais e internacionais. Três curtas-metragens locais - "A Terra Negra dos Kawá", de Sérgio Andrade, "Manaus Hot City", de Rafael Ramos, e "Graves e Agudos em Construção", de Walter Fernandes...

Cinemas de Manaus são autorizados a reabrirem após seis meses

Os cinemas de Manaus estão autorizados a reabrirem a partir da próxima segunda-feira, dia 28 de junho. A decisão foi tomada pelo Comitê Intersetorial de Enfrentamento à Covid-19, do Governo do Amazonas. Para a retomada, as empresas deverão obedecer as normas...

UEA estuda retorno do curso de audiovisual para 2022

A vitória de “O Barco e o Rio” com cinco Kikitos no Festival de Gramado 2020 simbolizou os avanços do cinema amazonense cada vez mais presente em eventos nacionais e internacionais. Um vácuo, entretanto, insiste em permanecer: a ausência de um curso regular do setor...

Cinemas de Manaus completam seis meses fechados em meio a incerteza de reabertura

O gráfico sobre a participação de filmes brasileiros nos cinemas por Estados em 2021 aparece sem a presença do Amazonas. Caso incluísse as produções estrangeiras, a imagem permaneceria a mesma. O informativo, disponível no Observatório Brasileiro do Cinema e...

Com curadoria do Matapi, streaming do Itaú Cultural apresenta filmes do Norte do Brasil

No Dia do Cinema Brasileiro, um presente para os cinéfilos: o Itaú Cultural lança, neste sábado (19), um streaming dedicado às produções do país. O catálogo oferece mais de cem títulos já na estreia e é composto de filmes, séries, programas de TV, festivais e mostras...