As narrativas de ódio espalhadas na internet viram arte na websérie “Contos da Vida e Norte”. O lançamento do projeto acontece neste sábado (20), com a exibição na íntegra dos três episódios em sequência no Palácio da Justiça, localizado na Avenida Eduardo Ribeiro, no Centro de Manaus. O evento ainda contará com apresentações culturais e exposição artística.

A iniciativa surgiu a partir do edital da Safernet, canal de denúncias contra a propagação do ódio na internet. Com esta proposta em mente, o coletivo Cumbuca reuniu três artistas locais – a cantora Catarina, a artista visual Kerol Kemblim e a drag amazônica Úyra – com o objetivo de relacionar seus trabalhos com os ataques virtuais.

De acordo com a produtora da websérie, Mariah Brandt, a ideia de inserir três artistas teve como objetivo observar como o discurso de ódio é transformado em arte por cada um. “A abordagem que a gente fez foi da própria vida deles. Queremos entender de que maneira eles se curam desse ódio e como que isso é vivenciado dentro desse trabalho”, explica.

Ao abordar essa relação na vida dos artistas, Mariah afirma que Manaus também se tornou um importante elemento narrativo. Assim, cada personalidade ocupa um espaço da capital durante os episódios, com uma divisão principal entre floresta e urbano. “Parte do processo criativo foi se locomover pela cidade com cada um dos três artistas e conversar sobre o discurso de ódio, da arte e de Manaus”, afirmou.  

Personagens

O primeiro episódio é voltado para a história de Catarina Eduarda, rapper de Manaus que viralizou em 2018 com o vídeo “SLAM Inconformação – Poesia Marginal”, em que falou sobre o cenário político da época. Na websérie, a cantora revela seu processo criativo na cidade, as letras voltadas à liberdade de expressão, identidade, modo de agir, falar e sobre ser mulher.

Já a segunda parte da produção é voltada para a história de Emerson Munduruku, que performa a drag Úyra Sodoma. Como biólogo e mestre em ecologia, Emerson utilizou seus conhecimentos para criar uma drag amazônica, a qual utiliza elementos da própria floresta em sua construção visual. Assim, as performances de Úyra buscam valorizar a diversidade sob diferentes perspectivas, da ecologia às questões de gênero.

Por fim, Kerol Kemblim é o foco do último episódio da websérie. Inspirada por sua vivência religiosa na Umbanda, a artista visual reflete em suas obras o processo de cura a partir da medicina ancestral indígena e africana, a liberdade religiosa, a autonomia do corpo feminino e a padronização imposta pela mídia. Para expor suas obras apresenta como suporte a xilogravura, pintura, fotografia, gravura, colagem, o próprio corpo, a palavra e o som. Durante o lançamento da websérie será realizada uma exposição dos trabalhos artísticos de Kerol.

Programação

Além da exposição de Kerol, a programação neste sábado também inclui apresentações musicais e uma roda de conversa. A partir das 17h, o público poderá conferir shows dos artistas Karen Francis, Elisa Maia, Aruack e Catarina, protagonista da websérie.

Antes da exibição dos episódios, uma roda de conversa com o tema “Discurso de ódio e o corpo” será realizada. Com mediação de Jéssica Dandara, o debate conta com a participação dos influenciadores digitais Andreia Gouveia (@Gordeia), Suelen Lima (@rostodeneve), Elisa Maia (@elisamaiamusic) e Gabriel Torres (@aruack092).

SERVIÇO

O QUÊ: Lançamento da websérie ‘Contos de Vida e Norte’

QUANDO: 20 de Julho, das 17h às 21h

ONDE: Palácio da Justiça – Av. Eduardo Ribeiro, 833, Centro de Manaus

Amazonense ‘O Barco e o Rio’ é selecionado para festival na Espanha

Depois de passagens de sucessos por festivais brasileiros, chegou a hora de “O Barco e o Rio” alcançar novos caminhos: a produção amazonense está selecionada para o Festival Internacional de Cinema de Huesca, na Espanha. O curta-metragem de Bernardo Abinader disputa a...

Quatro filmes representam o Amazonas na Mostra Histórias do Brasil Profundo

Fruto das políticas públicas de regionalização do audiovisual brasileiro, o atual momento do cinema amazonense alcançou feitos considerados impossíveis décadas atrás, incluindo, desde o surgimento de eventos locais importantes como o Amazonas Film Festival, Olhar do...

Em Manaus, curso gratuito prepara realizadores para primeiro filme

Formação cultural através do audiovisual. Essa é a proposta do projeto “Nosso Primeiro Filme”, contemplado pela Lei Aldir Blanc, através do Prêmio Feliciano Lana da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa. O curso propõe um panorama dos principais setores...

Curtas de Begê Muniz e Lucas Martins representam o Amazonas no CineFantasy

O cinema amazonense estará representado em dose dupla no 11.º Cinefantasy – Festival Internacional de Cinema Fantástico. Os curtas "À Beira do Gatilho", de Lucas Martins, e "Jamary", de Begê Muniz, serão exibidos no evento previsto para ocorrer entre os dias 16 e 29...

Websérie Terceiro Ciclo do Cinema Amazonense – Ep 7: O Que Esperar do Futuro?

Caio Pimenta fala sobre o que esperar do futuro do cinema amazonense e os desafios impostos ao audiovisual local.  https://www.youtube.com/watch?v=rQ79UdbQ4yQ O FUTURO PÓS-ALDIR BLANC A curto prazo, o cinema do Amazonas deve ter um bom 2021 e, talvez, 2022. Falo isso...

Cinemas de Joaquim Marinho no Centro de Manaus serão tema de websérie

Muito antes dos multiplexs dos shoppings centers, os cinemas de rua do Centro de Manaus foram referências de cultura e entretimento durante décadas - atualmente restou apenas o resiliente Casarão de Ideias. Durante os anos 1970 ao início do século XXI, as salas de...

Plataforma digital reunirá dados sobre o audiovisual do Amazonas

Uma plataforma digital com o catálogo de profissionais e empresas de audiovisual do Amazonas somado a um observatório com pesquisas e estudos sobre o setor. Esta é a proposta do projeto Tela Amazônia, da produtora Leão do Norte, organizadora do Matapi – Mercado...

‘O Barco e o Rio’ entra no TOP 10 da Abraccine dos melhores curtas de 2020

A trajetória bem-sucedida do filme amazonense "O Barco e o Rio" segue firme em 2021: a produção dirigida por Bernardo Ale Abinader entrou no TOP 10 dos melhores curtas-metragens de 2020 da Associação Brasileira de Críticos de Cinema (Abraccine). A lista foi divulgada...

Websérie Terceiro Ciclo do Cinema Amazonense – Ep 6: A Tônica da Descontinuidade

Caio Pimenta fala sobre um dos maiores e históricos problemas do cinema produzido no Amazonas: a descontinuidade.  https://www.youtube.com/watch?v=3rosA6214mc ‘A Tônica da Descontinuidade’. Este é o título do livro mais importante sobre o cinema do Amazonas. O autor é...

Cine Set está credenciado para a cobertura do Festival de Berlim 2021

O Cine Set se prepara para uma nova cobertura internacional: a partir de março, o site de cinema produzido em Manaus traz as novidades sobre o Festival de Berlim 2021. O nosso correspondente internacional, Lucas Pistilli, já está credenciado para o evento online...