O Festival Olhar do Norte continua nesta sexta-feira (26) com uma programação extensa de filmes e oficinas para os amantes de cinema.

O Cine Set, claro, traz os destaques do evento neste post especial:

1. Início da Mostra Amazonas – Local: Teatro da Instalação

Três filmes amazonenses abrem a mostra dedicada ao cinema local. Tem produções para todos os gostos: na primeira sessão, às 16h, Lucas Martins traz o curta “Barulhos”, enquanto Jimmy Christian apresenta o documentário “Ruas de Rio”. Durante à noite, o público confere o experimental “Filme de Viagem e Meio Ambiente”, de Adanilo Reis.


Parente, de Aldemar Matias2. Clássicos do Cinema Amazonense – Local: Teatro da Instalação

O Festival Olhar do Norte traz como grande diferencial para a produção local o resgate de filmes antigos da nossa cinematografia. Dois curtas serão exibidos na primeira sessão às 16h: o bom “Rota da Ilusão”, de Dheik Praia, e o ótimo “A Última no Tambor”, de Ricardo Manjaro. Já às 19h, é a vez do melhor filme amazonense dos anos 2000, o documentário de Aldemar Matias, “Parente”, além do sempre necessário resgate histórico de “Uma Janela Para o Outro” sobre o professor Narciso Lobo.


3. Nova chance para ver “Maria” – Local: Teatro da Instalação

Ganhador da votação popular da Mostra do Cinema Amazonense 2017, “Maria”, de Elen Linth e Maria Moraes, será exibido em Manaus novamente. A produção participa da Mostra Norte e será exibida às 19h junto com o paraense “Meninx”, de Tarcísio Gabriel. Antes disso, às 16h, a Mostra Norte reserva o paraense “O Caminho das Pedras”, de Alexandre Nogueira e Fernando Segtowick.


4. Mostra Outros Nortes traz filme premiado em Brasília – Local: Teatro da Instalação

Se você acha que o cinema brasileiro não sabe fazer ficção científica, vá ao Teatro da Instalação para a sessão de 16h e confira o curta-metragem “Chico”. Fiz uma crítica elogiando este criativo filme dirigido pelos irmãos Eduardo e Marcos Carvalho com uma importante temática social (clique aqui). Já às 19h, o público pode conferir o paulista “Vaca Profana”, de René Guerra.


5. Começo das oficinas – Local: Café Teatro 

Ter a oportunidade de adquirir conhecimento cinematográfico sempre é bom e as oficinas do festival começam nesta sexta-feira. De manhã, Carlos Barbosa e Clemilson Farias abordam a produção executiva, enquanto Michelle Andrews fala sobre a visão criativa na produção audiovisual. As inscrições estão encerradas.


happy joy GIF
BÔNUS – TUDO DE GRAÇA!

Facebook Comments