Depois de muita polêmica, o edital de TVs Públicas teve o resultado divulgado nesta terça-feira (21), no Diário Oficial da União. O Amazonas teve quatro projetos aprovados entre os participantes da Região Norte do Brasil. Os selecionados foram os seguintes: 

  • Segunda Temporada de “Lupita no Planeta de Gente Grande”,da Petit Fabrik; 
  • “No Rastro dos Bichos”, da Cambará Filmes; 
  • “Cururu Teitei e os Eletrobabies”, da Paulo César Freire Produções Cinematográficas; 
  • “Ciência Flutuante”, da Flávia L. B. Abtibol Criações. 

Neste terceiro edital voltado para as TVs Públicas, o Amazonas tinha 15 projetos de 13 produtoras diferentes na expectativa pelo resultado da decisão de investimento. A aprovação de apenas quatro foi o resultado mais baixo alcançado pelo Estado desde a implementação da linha. 

No primeiro edital para TVs Públicas, oito projetos do Amazonas foram selecionados, entre eles, os programas “Amazônia Postal”, de Gustavo Soranz, “Meu Pequeno Mundo”, de Welder Alves Pedroso, e “Plantão da Imaginação”, de Christiane Garcia. Já o segundo edital, de 2015, teve outras seis produções aprovadas como, por exemplo, “O Boto”, da Artrupe Produções. 

INFANTIL E MEIO-AMBIENTE: PROJETOS LOCAIS NO PRODAV 

Em entrevista para o Cine Set em agosto de 2019, Bruno Vilela, sócio-proprietário da Cambará Filmes, revelou detalhes sobre “No Rastro dos Bichos”. A série irá abordar animais ameaçados a partir do olhar de povos originários e comunidades tradicionais no Brasil.Orçado em R$ 400 mil, “No Rastro dos Bichos” deve gerar, pelo menos, 20 empregos diretos. 

Aprovado no segundo edital do Prodav, a animação “Lupita no Planeta de Gente Grande” vai ganhar novas aventuras após a primeira temporada ter 13 episódios. Produzida pela Petit Fabrik, o programa é uma série em animação 3D voltada para crianças de 0 a 3 anos e acompanha a personagem-título uma bebê de pouco mais de um ano de idade, mostrada como uma astronauta e, em cada ambiente, para ela, é como um planeta a ser explorado. 

Selecionada pelo projeto “Ciência Flutuante”, Flávia Abtibol é uma das diretoras mais ativas dos últimos anos na cena amazonense com filmes como “Strip Solidão” e “Dom Kimura”, ambos curtas-metragens passagens por festivais nacionais. Já o produtor Paulo César Freire também tem extensa trajetória no audiovisual local, tendo feito a animação “Nas Asas do Condor” e o futuro longa “Enquanto o Céu não me Espera”, os dois dirigidos por Christiane Garcia. 

EDITAL NO MEIO DE POLÊMICA COM BOLSONARO 

O edital das TVs Públicas tornou-se nacionalmente conhecido após o presidente Jair Bolsonaro, nas suas tradicionais lives de quinta, criticar nominalmente quatro propostas com temática LGBT – “Afronte”, “Transversais”, “Religare queer” e “Sexo reverso”. Segundo ele, eram obras que não poderiam receber verba pública por atentarem contra os valores da família brasileira.  

Não demorou muito para Bolsonaro, através do ministro da Cidadania, Osmar Terra, decidir suspender o edital como um todo por um prazo de 180 dias, com possibilidade de extensão para mais 180 dias. 

Porém, por entender haver indícios de que o Ministério da Cidadania agiu de forma discriminatória a homossexuais e transexuais, a 11ª Vara Federal do Rio de Janeiro concedeu, no dia 7 de outubro, tutela de urgência para obrigar a União a dar continuidade a processo, promovido pela da Agência Nacional do Cinema (Ancine), para seleção de projetos audiovisuais que seriam veiculados nas TVs públicas. 

Sean Connery, o astro mais perigoso do cinema

O cinema perdeu Sean Connery. No último 31 de outubro de 2020, foi anunciada pela família a morte do ator, que se foi tranquilamente durante o sono. Até o momento de escrita deste texto, a causa da morte não foi informada. Micheline Roquebrune, a viúva do astro,...

Olhar de Cinema e o ano que vivemos em quarentena

No Brasil de 2020, a leitura de mundo e a leitura de obras audiovisuais por parte de quem as consome encontra uma forte tensão: o país descobriu, não tão de repente, que a realidade objetiva só é palpável na medida em que é mensurada por nossos sentidos, sejam os...

Brasil na Covid-19 X Filmes de Fim de Mundo: Realidade mais irracional que a Ficção

A realidade é, muitas vezes, mais estranha que a ficção. E a realidade brasileira, então, nem se fala. Neste artigo vou comentar um pouco sobre como o Brasil do Covid-19 se compara com alguns elementos e clichês de filmes de catástrofes e fim do mundo que Hollywood e...

30 Anos de ‘Lua de Cristal’: documentário celebra sucesso estrelado por Xuxa

Em 1990, Xuxa Meneghel estava no auge de sua carreira. A loira mais famosa do Brasil já era recordista em vendagem de discos e seu programa “Xou da Xuxa”, exibido nas manhãs pela TV Globo, rompia barreiras e começava a ganhar repercussão internacional. Se tal fenômeno...

Bond, Cannes, Mercado Brasileiro: o Impacto do Coronavírus no Cinema

O surto de COVID-19, conhecido popularmente como coronavírus, tem deixado o mundo em pânico nestes últimos meses. O alto número de pessoas diagnosticadas com o vírus e o crescente número de mortes só tem alarmado mais ainda a situação. O surto teve início na cidade de...

César 2020 e a vitória de Polanski: triste dia para o cinema da França

https://www.youtube.com/watch?v=PXnNOBj26lk&t=13s A primeira e única vitória de Roman Polanski na categoria de Melhor Direção no Oscar, em 2003, foi recebida em clima de euforia. No anúncio dos indicados, gritos e aplausos mais fortes para o cineasta responsável...

Os 10 maiores ataques do governo Bolsonaro ao cinema do Brasil em 2019

Jair Bolsonaro, de fato, é um fenômeno. Dólar passando dos R$ 4,20. Economia com crescimento pífio. Desemprego na casa de 12,5 milhões de pessoas. Perda da credibilidade internacional do Brasil ao redor do planeta. Parceria com EUA marcada por um lado recebe MUITO...

Os Mafiosos de Martin Scorsese: de ‘Caminhos Perigosos’ a ‘O Irlandês’

ALERTA: este artigo possui SPOILERS! Com a estreia de “O Irlandês”, o diretor Martin Scorsese parece encerrar um ciclo de produções sobre a vida dentro da máfia, uma jornada iniciada 1973 com o experimental “Caminhos Perigosos” (1973), primeira parceria dele com...

O caso James Dean e os limites (ou não) do uso do CGI no cinema

Há algumas semanas foi anunciado que o ícone de Hollywood, James Dean (1931-1955), será revivido via computação gráfica para aparecer no filme Finding Jack, um drama ambientado na Guerra do Vietnã a ser dirigido pela dupla Anton Ernst e Tati Golykh. Bem... Todos nós...

Saudade vira ponto de partida para debate da alienação parental em ‘Tranças’

Saudade é uma palavra interessante e particularmente nossa. O dicionário a define como o sentimento causado pela distância ou ausência, mas só quem a sente compreende o quanto ela dói e é capaz de deixar cicatrizes. A questão é que nem sempre essas marcas são tão...