Pássaros são o coro grego que acompanha à distância o desmoronamento da vida de um empresário em “Bird Atlas”, novo filme de Olmo Omerzu. A co-produção República Tcheca-Eslovênia-Eslováquia, que teve sua estreia mundial no Festival Internacional de Cinema de Karlovy Vary deste ano, é uma dramédia com uma boa dose de humor ácido que voa alto como seus alados figurantes.

Depois de uma breve internação hospitalar por conta de um colapso, Ivo (Miroslav Donutil) vê sua empresa ter milhões desviados pela contadora Marie (Alena Mihulová). Não bastasse isso, a família dele tenta mitigar sua autoridade na briga pelo comando da companhia. Dá para piorar? Sim: todos os contatos telefônicos de Ivo com várias mulheres são expostos aos filhos. A sequência de eventos dá início a tentativas cada vez mais desesperadas de recolocar tudo nos trilhos, com graves consequências para todos os envolvidos.

Omerzu, assistido pelas imagens do diretor de fotografia Lukás Milota e da música da compositora Monika Midriaková, filma a história como um thriller corporativo, com a câmera posicionada à distância a se aproximar das personagens, como a encurralá-las. Porém, o roteiro escrito por ele juntamente com Petr Pýcha, não perde a oportunidade de subverter essa estrutura com um humor cáustico que eventualmente transforma o longa em uma grande farsa.

FOCO NOS EFEITOS DOS DESVIOS

Ivo é o clássico homem tradicional, defensor da família, do trabalho e dos bons costumes, que tem amantes, paga propina e sempre deixa os filhos em segundo (ou terceiro) plano. Confrontado suas atitudes com as da sua contadora (e ex-amante), que acaba cometendo um crime em prol de algo que acredita ser justo, “Bird Atlas” faz um grande questionamento moral sobre o que motiva essas pessoas – e expõe o absurdo que rege suas vidas internas.

O dinheiro desviado por Marie desencadeia a tragicômica odisséia de Ivo, mas a produção o trata como um certo “MacGuffin”: “Bird Atlas” está claramente mais preocupado com o que as personagens fazem diante do desvio do que em dar respostas claras sobre esse sumiço. A subtrama de Ivo e as várias mulheres, que ele salva sob o nome de pássaros em seu celular – o “atlas de pássaros” do título – também é mencionada brevemente, com o diretor mais interessado em ver como essa descoberta afeta a autopercepção do empresário do que outra coisa.

No entanto, a imagem de um “atlas de pássaros” – um mosaico que produz uma informação apenas para desaparecer em uma revoada – é acertada para o filme de Omerzu. A todo momento, “Bird Atlas” se reconfigura e desafia a audiência a se perguntar exatamente o que está assistindo.

Seus pássaros, longe dos algozes de Hitchcock, assistem impassíveis – e trocam inestimável sabedoria – enquanto seu protagonista, cego pela própria soberba, afunda em autocomiseração. Na sua crítica mordaz, “Bird Atlas” é um filme sobre o que acontece quando os frutos de uma vida inteira voam céu afora.

‘Adeus Leonora’: a carta de despedida do mestre Paolo Taviani

A morte é a grande protagonista de “Leonora Adeus”, recente filme do lendário diretor italiano Paolo Taviani. Ele mesmo, no alto dos seus 91 anos, constrói uma narrativa tragicômica da morte e como ela permeia o nosso universo ao redor. Com um olhar melancólico,...

‘Meu Álbum de Amores’: a linha tênue entre o amor e o brega

Ah, o amor. As delícias das paixões desenfreadas, cegas e absurdas. O amor latente, pulsante, que corre por entre as veias e explode em adrenalina e desespero. O amor é inexplicável. Há quem diga que só vivemos um grande amor por toda a vida. Há aqueles que vivem...

Festival de Karlovy Vary 2022: ‘Flux Gourmet’, de Peter Strickland

"Flux Gourmet", novo filme de Peter Strickland, é um prato reservado aos curiosos gastronômicos de plantão. O projeto do atual mestre do bizarro inglês foi exibido no Festival Internacional de Cinema de Karlovy Vary deste ano após estreia em Berlim e vem recheado das...

‘The Five Devils’: a falácia do mito do “lugar de gente de bem”

"The Five Devils", novo filme da francesa Léa Mysius, é um misto de drama familiar e thriller sobrenatural que leva o espectador por caminhos inesperados. O longa, que estreou na mostra Quinzena dos Realizadores em Cannes e foi exibido no Festival Internacional de...

‘Trem-Bala’: carisma de Brad Pitt faz longa pueril valer a pena

Eis que chega às telonas “Trem-Bala”, mais uma obra que segue o filão do cinema de ação espertinho à la Deadpool. Ou seja: temos aqui uma maçaroca de referências pop e piadas adolescentes que, se por um lado, não radicaliza nada, por outro não consegue bancar o peso...

‘Ela e Eu’: Andréa Beltrão domina melodrama sobre recomeço

Mãe e filha. 20 anos de convivência emocional e de ausência física. Reconfigurando afetos, Gustavo Rosa de Moura traz aos cinemas em “Ela e Eu” uma história forte, importante e comovente sobre novas e velhas formas de amar com Andrea Beltrão fazendo uma personagem do...

‘Tinnitus’: angustiante e ótimo body horror brasileiro

Uma atleta de saltos ornamentais em apuros guia a trama de "Tinnitus", novo filme do paulista Gregorio Graziosi (“Obra”) que teve estreia mundial no Festival Internacional de Cinema de Karlovy Vary deste ano. Ancorado na sólida performance da atriz Joana de Verona, o...

‘Aos Nossos Filhos’: Marieta Severo brilha em drama de tom solene

Vera (Marieta Severo) está em um embate terrível com a filha Tânia (Laura Castro). A jovem, lésbica e casada, que quer a aprovação da matriarca para ser mãe, mas não vê forma de superar os próprios traumas e o dissabor da relação com a personagem de Marieta, uma...

‘O Palestrante’: Porchat aposta no seguro em comédia morna

Guilherme (Fábio Porchat) é um contador frustrado que perdeu o tesão na vida. Seu chefe é um babaca, a esposa o humilha e o sujeito simplesmente desliza pelos dias no piloto automático. Isto até ser confundido com um palestrante motivacional e se apaixonar por Denise...

Festival de Karlovy Vary 2022: ‘Close’, de Lukas Dhont

As dores de amadurecimento dão o tom de "Close", novo filme de Lukas Dhont que estreou em Cannes - onde dividiu o Grand Prix com "Both Sides of the Blade", de Claire Denis - e foi exibido no Festival Internacional de Cinema de Karlovy Vary. O drama confirma o diretor...