De Chadwick Boseman a Bill Murray, Caio Pimenta traz as primeiras previsões sobre os possíveis indicados ao Oscar de Melhor Ator Coadjuvante em 2021. 

POUCAS CHANCES 

O Lucas Hedges, por “Saída Francesa”, Bo Burnham, de “Promising Young Woman”, Richard Jenkins, por “Kalijillionaire”, Michael Stuhlbarg, de “Shirley”, Billy Crystal, por “Standing UpFalling Down”, Marlon Wayans, de “Respect” e Brian Dennehy, por “Driveways”. 

Exceto para a Michelle Pfeiffer, as críticas para “Saída Francesa” não foram nada generosas. Com isso, o Lucas Hedges deu uma bela queda nessa disputa. 

Dos demais citados, vale uma atenção para o Richard Jenkins, um ator que vem emplacando ótimos bons papéis e sempre tem sido lembrado nas temporadas de premiações, e o Billy Crystal, que é um cara muito ligado à Academia por ter apresentado o Oscar diversas vezes. Pode ser que eles cresçam com o tempo. 

O Brian Dennehy corre por fora com “Driveways”, um filme pequeno, mas, muito elogiado. E vale lembrar que seria uma indicação póstuma: ele morreu em abril deste ano. 

CHANCES MÉDIAS 

A turma com chances médias inclui o Orion Lee, por “First Cow”, o Forest Whitaker, por “Respect”, Shia Labeouf, de “Pieces of a Woman”, Willem Dafoe, de “O Beco das Almas Perdidas”, Clarke Peters, por “Destacamento Blood”, Richard E. Grant, por “Everyboyd´s Talking About Jamie”, e o trio de “Mank”, Charles Dance, Tom Pelphrey e Tom Burke. 

Shia Labeouf pode ser eclipsado pelo trabalho impressionante da Vanessa Kirby em “Pieces of a Woman”, enquanto o Forest Whitaker tem chances de escapar disso pela trajetória dele em Hollywood e até menos resistência ao nome dele do que ao ex-astro de “Transformers”. 

Correndo por fora na maioria das categorias, “First Cow” encontra a maior chance de indicação aqui com o Orion Lee. Além do ótimo trabalho, seria uma forma acenar para uma maior inclusão dos asiáticos na cerimônia.  

O Willem Dafoe é um mistério porque não dá para saber se o remake comandado pelo Guillermo Del Toro fica ou não pronto a tempo do Oscar. Já o Clarke Peters enfrenta fogo amigo na disputa interna em “Destacamento Blood”. 

Por fim, acho que o Richard E. Grant e alguém do trio de “Mank” tem tudo para crescer e ver as chances aumentarem. De todos eles, eu aposto no Tom Burke, que interpreta o Orson Welles. 

ALTAS CHANCES 

Os favoritos para as cinco vagas são o Chadwick Boseman, por “Destacamento Blood” e “A Voz Suprema do Blues”, David Strathairn, por “Nomadland”, Lakeith Stanfield, por “Judas e o Messias Negro”, Leslie Odom Jr e Eli Goree, de “One Night in Miami”, Bill Murray, por “On the Rocks” e o elenco de “Os Sete de Chicago”. 

O filme do Aaron Sorkin que estreia justamente no dia que estou lançando este vídeo é um arsenal de possibilidades para a categoria: se o Sacha Baron Cohen não for para a Melhor Ator, ele se aproxima demais de uma das vagas. Talvez o filme belisque mais uma indicação e as chances crescem para o Frank Langella e o Yahya Abdul-Mateen II. Igual “Os Sete de Chicago”, “One Night in Miami” tem muitas possibilidades, as maiores residindo em Leslie Odom Jr e Eli Goree. 

Com a Warner apostando em peso em “Judas e o Messias Negro”, o Lakeith Stanfield é nome praticamente certo no Oscar. Do favorito ao prêmio, “Nomadland”, vem o David Strathairn, também muito forte para ser indicado. E com tanta gente assim, é uma pena que o Bill Murray, de “On the Rocks”, corra o risco de cair fora. 

Agora, vamos daquele falar que é o grande favorito para levar o prêmio. 

Chadwick Boseman tem mais chances de aparecer em “A Voz Suprema do Blues” ainda que possa surgir com “Destacamento Blood” em uma dupla nomeação. A Netflix poderia optar por evitar um embate entre os dois trabalhos, porém, como as chances de indicação em Melhor Ator são incertas pelo musical do George C. Wolfe, o serviço de streaming parece que não vai arriscar e buscará o Oscar para homenagear o eterno Pantera Negra. 

Neste momento, eu acho que o Chadwick Boseman, de “A Voz Suprema do Blues”, o David Straithairn, de “Nomadland”, Lakeith Stanfield, por “Judas e o Messias Negro”, Sacha Baron Cohen e o Yahya Abdul-Mateen II, por “Os Sete de Chicago” serão os indicados.  

Oscar 2021: Quais Deveriam ser os Ganhadores? – Parte 2

Caio Pimenta segue analisando quais deveriam ser os ganhadores do Oscar em nove categorias, incluindo Melhor Filme e atuações. https://www.youtube.com/watch?v=hL7kLULHAd8 DOCUMENTÁRIO E ANIMAÇÕES Entre os documentários em longas-metragens, meu favorito é o chileno “O...

Oscar 2021: Quais Deveriam ser os Ganhadores? – Parte 1

Caio Pimenta analisa quais deveriam ser os ganhadores do Oscar em nove categorias, incluindo Melhor Direção e roteiros. https://www.youtube.com/watch?v=HhiLEu6vciY CURTA E SOM Vamos começar com os curtas de ficção.    O meu favorito é o israelense “White Eye” seguido...

Oscar: TOP 10 Maiores Momentos da Década 2010

De Leonardo DiCaprio a Lady Gaga, Caio Pimenta apresenta uma lista com os 10 momentos mais marcantes do Oscar na década de 2010.  https://www.youtube.com/watch?v=HZm_rdBu7d8 10. RUTH E. CARTER E HANNAH BEACHLER  https://www.youtube.com/watch?v=bw_n6O0d46k...

Oscar 2021: Qual filme tem mais chance de surpreender “Nomadland”?

Grandes rivalidades marcaram muitos anos do Oscar.  Quem não lembra dos duelos de “E o Vento Levou” e “O Mágico de Oz” ou “A Malvada” versus “Crepúsculo dos Deuses”, “A Noviça Rebelde” contra “Doutor Jivago”, “O Poderoso Chefão” versus “Cabaret”, “Kramer Vs Kramer”...

SAG 2021: ‘Os Sete de Chicago’ vence Melhor Elenco e ganha força para o Oscar

Apesar de uma lista repleta de diversidades, o SAG 2021 de Melhor Elenco foi para uma produção de maioria branca com “Os Sete de Chicago”. https://www.youtube.com/watch?v=dh-sPpPXQ0E O filme traz gigantes como Michael Keaton, Eddie Redmayne, Sacha Baron Cohen,...

SAG 2021: Viola Davis mostra força e vence em Melhor Atriz

Até tentaram tirar o protagonismo do filme dela, mas, Viola Davis é tão forte que cá está conquistando o prêmio de Melhor Atriz do SAG 2021 por "A Voz Suprema do Blues". Este é o segundo prêmio da estrela no evento: a primeira aconteceu em 2012 com “Histórias...

SAG 2021: Chadwick Boseman segue imbatível e vence Melhor Ator

A maior barbada do SAG 2021 se confirmou: Chadwick Boseman leva o prêmio de Melhor Ator por “A Voz Suprema do Blues”. Este é o primeiro troféu póstumo da categoria. https://www.youtube.com/watch?v=lyWyv6fYmQ8 Vale lembrar que o Chadwick já venceu o Globo de Ouro e o...

SAG 2021: destaque de ‘Minari’, Yun-Jung Youn vence Melhor Atriz Coadjuvante

Yun-Jung Youn. Vencedora de Melhor Atriz Coadjuvante por “Minari”, ela é a primeira mulher vencedora de um SAG no cinema por um filme não falado em inglês. Entre os homens, o feito ficou por conta do Roberto Benigni, em 1999, por “A Vida é Bela”. ...

SAG 2021: Daniel Kaluuya mantém domínio e vence Melhor Ator Coadjuvante

Depois de levar o Globo de Ouro e o Critics Choice Awards, chegou a hora de Daniel Kaluuya conquistar o SAG 2021. Ele venceu Melhor Ator Coadjuvante por “Judas e o Messias Negro”.  https://www.youtube.com/watch?v=zgKyo_vtBWw Dividindo o protagonismo com...

Oscar 2021: As Cinco Categorias Mais Disputadas da Temporada

Caio Pimenta analisa quais são as cinco categorias mais indefinidas da disputa pelo Oscar 2021 e as possibilidades dos indicados.  https://www.youtube.com/watch?v=moG6OZ3IQ4Q CANÇÃO ORIGINAL  A categoria traz “Speak Now”, de “Uma Noite em Miami”, “Fight for You”, de...