De Chadwick Boseman a Bill Murray, Caio Pimenta traz as primeiras previsões sobre os possíveis indicados ao Oscar de Melhor Ator Coadjuvante em 2021. 

POUCAS CHANCES 

O Lucas Hedges, por “Saída Francesa”, Bo Burnham, de “Promising Young Woman”, Richard Jenkins, por “Kalijillionaire”, Michael Stuhlbarg, de “Shirley”, Billy Crystal, por “Standing UpFalling Down”, Marlon Wayans, de “Respect” e Brian Dennehy, por “Driveways”. 

Exceto para a Michelle Pfeiffer, as críticas para “Saída Francesa” não foram nada generosas. Com isso, o Lucas Hedges deu uma bela queda nessa disputa. 

Dos demais citados, vale uma atenção para o Richard Jenkins, um ator que vem emplacando ótimos bons papéis e sempre tem sido lembrado nas temporadas de premiações, e o Billy Crystal, que é um cara muito ligado à Academia por ter apresentado o Oscar diversas vezes. Pode ser que eles cresçam com o tempo. 

O Brian Dennehy corre por fora com “Driveways”, um filme pequeno, mas, muito elogiado. E vale lembrar que seria uma indicação póstuma: ele morreu em abril deste ano. 

CHANCES MÉDIAS 

A turma com chances médias inclui o Orion Lee, por “First Cow”, o Forest Whitaker, por “Respect”, Shia Labeouf, de “Pieces of a Woman”, Willem Dafoe, de “O Beco das Almas Perdidas”, Clarke Peters, por “Destacamento Blood”, Richard E. Grant, por “Everyboyd´s Talking About Jamie”, e o trio de “Mank”, Charles Dance, Tom Pelphrey e Tom Burke. 

Shia Labeouf pode ser eclipsado pelo trabalho impressionante da Vanessa Kirby em “Pieces of a Woman”, enquanto o Forest Whitaker tem chances de escapar disso pela trajetória dele em Hollywood e até menos resistência ao nome dele do que ao ex-astro de “Transformers”. 

Correndo por fora na maioria das categorias, “First Cow” encontra a maior chance de indicação aqui com o Orion Lee. Além do ótimo trabalho, seria uma forma acenar para uma maior inclusão dos asiáticos na cerimônia.  

O Willem Dafoe é um mistério porque não dá para saber se o remake comandado pelo Guillermo Del Toro fica ou não pronto a tempo do Oscar. Já o Clarke Peters enfrenta fogo amigo na disputa interna em “Destacamento Blood”. 

Por fim, acho que o Richard E. Grant e alguém do trio de “Mank” tem tudo para crescer e ver as chances aumentarem. De todos eles, eu aposto no Tom Burke, que interpreta o Orson Welles. 

ALTAS CHANCES 

Os favoritos para as cinco vagas são o Chadwick Boseman, por “Destacamento Blood” e “A Voz Suprema do Blues”, David Strathairn, por “Nomadland”, Lakeith Stanfield, por “Judas e o Messias Negro”, Leslie Odom Jr e Eli Goree, de “One Night in Miami”, Bill Murray, por “On the Rocks” e o elenco de “Os Sete de Chicago”. 

O filme do Aaron Sorkin que estreia justamente no dia que estou lançando este vídeo é um arsenal de possibilidades para a categoria: se o Sacha Baron Cohen não for para a Melhor Ator, ele se aproxima demais de uma das vagas. Talvez o filme belisque mais uma indicação e as chances crescem para o Frank Langella e o Yahya Abdul-Mateen II. Igual “Os Sete de Chicago”, “One Night in Miami” tem muitas possibilidades, as maiores residindo em Leslie Odom Jr e Eli Goree. 

Com a Warner apostando em peso em “Judas e o Messias Negro”, o Lakeith Stanfield é nome praticamente certo no Oscar. Do favorito ao prêmio, “Nomadland”, vem o David Strathairn, também muito forte para ser indicado. E com tanta gente assim, é uma pena que o Bill Murray, de “On the Rocks”, corra o risco de cair fora. 

Agora, vamos daquele falar que é o grande favorito para levar o prêmio. 

Chadwick Boseman tem mais chances de aparecer em “A Voz Suprema do Blues” ainda que possa surgir com “Destacamento Blood” em uma dupla nomeação. A Netflix poderia optar por evitar um embate entre os dois trabalhos, porém, como as chances de indicação em Melhor Ator são incertas pelo musical do George C. Wolfe, o serviço de streaming parece que não vai arriscar e buscará o Oscar para homenagear o eterno Pantera Negra. 

Neste momento, eu acho que o Chadwick Boseman, de “A Voz Suprema do Blues”, o David Straithairn, de “Nomadland”, Lakeith Stanfield, por “Judas e o Messias Negro”, Sacha Baron Cohen e o Yahya Abdul-Mateen II, por “Os Sete de Chicago” serão os indicados.  

Oscar 2025: Quem Pode Surgir na Disputa? – Parte 3

De "Coringa: Delírio a Dois" a "Deadpool & Wolverine", Caio Pimenta traz a terceira parte de possíveis candidatos ao Oscar 2025. https://youtu.be/n-5WHISgSCg MELHOR ANIMAÇÃO Mais de duas décadas depois da consagração da trilogia do Peter Jackson, “O Senhor dos...

Oscar Anos 2020: TOP 5 Melhor Ator e Ator Coadjuvante

Hora de continuar o ranking das atuações premiadas no Oscar em Melhor Ator e Ator Coadjuvante nos anos 2000. Apesar de dois desempenhos monstruosos na categoria principal, a média dos ganhadores de papéis secundários foi acima da média.  Conheça os meus favoritos em...

Oscar 2025: Quem Pode Surgir na Disputa? – Parte 2

De "Rivais" com Zendaya a "Blitz" com Saoirse Ronan, Caio Pimenta traz a segunda parte de possíveis candidatos ao Oscar 2025. https://youtu.be/T-l8SsLD6uk 'THE PIANO LESSON' E 'WE LIVE IN TIME' Se você gostou de “Um Limite Entre Nós” e “A Voz Suprema do Blues”, tenho...

Oscar Anos 2020: TOP 5 Melhor Atriz e Atriz Coadjuvante

Hora de falar das mulheres neste especial sobre as cinco primeiras edições do Oscar nos anos 2020. Se os prêmios de coadjuvantes não foram nada animadores, tivemos sim bons resultados na categoria principal. Neste novo vídeo do Cine Set, eu faço um ranking de cada uma...

Oscar 2025: Quem Pode Surgir na Disputa? – Parte 1

O Oscar 2025 começa agora no Cine Set! Sim, falta bastante tempo e não farei previsões de quem serão os indicados. Mas, já dá para apontar os filmes com potencial para serem candidatos ao prêmio.  Nesta primeira parte, eu apresento o primeiro grande candidato a...

Oscar Anos 2020: TOP 5 Melhor Filme e Direção

De "Parasita" a "Oppenheimer", Caio Pimenta analisa os primeiros cinco anos da década 2020 em Melhor Filme e Direção. https://www.youtube.com/watch?v=LlghAq_dPYk 5. NOMADLAND E CHLOÉ ZHAO Como as categorias de Melhor Filme e Direção divergiram apenas uma vez nos...

Oscar | A Turbulenta História de Martin Scorsese com a Academia

https://youtu.be/_SnSefyofV4 É possível afirmar sem medo de errar que o Martin Scorsese é o maior diretor vivo do cinema norte-americano. Um gigante com mais de seis décadas de carreira e um punhado de clássicos. Isso se reflete no Oscar: ao todo, as produções...

Oscar 2024: O Melhor e o Pior da Cerimônia

Da transmissão brasileira ao show de Ryan Gosling, Caio Pimenta analisa do pior ao melhor da cerimônia do Oscar 2024. NÃO FOI BOM: CERIMÔNIA ENXUTA DEMAIS A cerimônia foi bem boa, mas, é claro, sempre tem aqueles problemas que são de lei. Para começar, achei o Oscar...

Oscar 2024: Por que ‘Oppenheimer’ venceu Melhor Filme?

Caio Pimenta analisa os motivos que levaram "Oppenheimer" a vencer o Oscar 2024 de Melhor Filme. https://www.youtube.com/watch?v=DsCtLukSRtc 1. A QUALIDADE DO FILME - 50% O primeiro e principal fator, claro, reside nas próprias qualidades de “Oppenheimer” .  O drama...

Oscar 2024: Por que Emma Stone venceu Melhor Atriz?

Emma Stone conquista o segundo Oscar da carreira em Melhor Atriz. Se a vitória por “La La Land” é contestada até hoje, agora, parece que não há tanta revolta assim. Pelo contrário. Neste post, eu apresento cinco motivos que levaram a estrela de “Pobres Criaturas”  à...