Com foco na resistência do cinema brasileiro em meio ao desmonte promovido pelo governo Bolsonaro, o Santos Film Fest – Festival Internacional de Cinema de Santos inicia a quinta edição a partir desta terça-feira (29) até 6 de outubro. Maior evento do gênero no litoral paulista se adaptou às mudanças promovidas pela pandemia da COVID-19 e trará todos os quase 70 filmes online e gratuitamente, entre curtas e longas-metragens, inéditos e de mostras retrospectivas, através da plataforma Videocamp. Alguns filmes também serão exibidos no YouTube. 

Inicialmente, o festival celebraria os 25 anos da Retomada do Cinema Brasileiro, porém, o panorama político mudou o tema do evento, agora, intitulado “De Retomada à Retomada: Resistiremos!”. “São épocas parecidas. No início dos anos 1990, com o fechamento da Embrafilme, o cinema brasileiro praticamente não produziu. E depois voltou fortalecido. Agora, vivemos um período que remete àqueles tempos”, detalha Paula Azenha, diretora do festival. “O cinema brasileiro e, a arte do país em geral, sempre perseveram e superam as dificuldades”, diz.

O Santos Film Fest ainda irá homenagear Paulo Betti e Sérgio Rezende com a exibição de “Lamarca” (1994). O ator ainda receberá o Troféu Luciano Quirino. De sua carreira cinematográfica, além de “Lamarca” (1994), serão exibidos “Cafundó” (2005), dirigido por Paulo e Clóvis Bueno, e “A Fera na Selva” (2017), estrelado e dirigido por Paulo ao lado de Eliane Giardini e Lauro Escorel. Este último filme foi um dos destaques na edição de 2018 do Santos Film Fest. Cada um dos três longas terá uma sessão, cujas data e horário serão anunciadas nos próximos dias.  

Já o diretor será homenageado por sua trajetória como diretor e por sua contribuição ao cinema nacional. Ambos participarão de lives no dia da abertura, 29 de setembro, bem como a diretora e atriz Julia Katharine, que receberá o Troféu Ondina Clais. 

“Paulo tem uma longa carreira e uma ligação especial com Santos, trabalhou junto de grandes artistas do município. Sergio filmou biografias de nomes importantes da nossa história, E Julia é das cineastas e artistas de cinema de mais destaque da nova geração. Assim celebramos profissionais de destaque de diferentes épocas”, ressalta André.

MOSTRA COMPETITIVA

A mostra competitiva nacional/internacional contará com 10 curtas-metragens (incluindo um de Portugal) e 10 longas-metragens (com uma coprodução Brasil/Holanda. As sessões ocorrerão na Plataforma Videocamp (www.videocamp.com). Do território nacional há obras produzidas em estados como Bahia, São Paulo, Rio de Janeiro, Goiás, Minas Gerais, Ceará, Distrito Federal, Paraná e Pernambuco. Os curtas ficarão disponíveis em tempo integral, durante todos os dias do festival, de 29 de setembro até a manhã 6 de outubro. Já os longas terão duas exibições cada um, sempre às 19h e às 21h (a partir de 30 de setembro), com reprises no dia seguinte, respectivamente às 13h e às 15h. 

O júri que definirá os melhores filmes e direções é composto pelo professor Wanderley Camargo (coordenador dos cursos de Publicidade e Cinema da UniSantos), o Professor Doutor Jamer Guterres de Mello (da Pós-Graduação da Universidade Anhembi Morumbi), e a diretora e atriz Julia Katharine. 

Pela primeira vez, o Santos Film Fest terá uma mostra voltada especialmente à produção audiovisual da Baixada Santista, que antes se mesclava aos filmes vindos de outras localidades. A opção se deu ao bom número de filmes inscritos. Serão exibidos seis curtas-metragens. Os jurados que definirão o melhor filme e o melhor trabalho de direção é formado pelo cineasta e ator Eduardo Ferreira, pelo professor e crítico de cinema Eduardo Cavalcanti (da UniSantos) e pela produtora e atriz Liz Reis. Os seis curtas ficarão disponíveis em tempo integral no festival até a manhã de 6 de outubro no Videocamp. As obras são oriundas de Santos e Praia Grande.

CONFIRA A SELEÇÃO DOS FILMES DA MOSTRA

Mostra Competitiva Longas

– “Nossa Bandeira Jamais Será Vermelha” (SP), de Pablo Lopes Guelli
– “Servidão” (RJ), de Renato Barbieri
– “Como Vivem os Bravos” (CE), de Daniell Abrew
– “Hotel Mundial” (GO), de Jarleo Barbosa
– “Nós, que Ficamos” (PE), de Eduardo Monteiro
– “O Buscador” (RJ, drama, de Bernardo Barreto
– “O Samba é Primo do Jazz” (RJ), de Angela Zoé
– “Um Presente À Prova de Futuro” (Brasil/Holanda), de Eduardo Rajabally
– “Eletronicamentes” (SP), de Dácio Pinheiro, Denis Giacobelis e Paulo Beto
– “InVisíveis – Pedal Cidadão & Outras Histórias” (RJ), de Léo Miguel)

Mostra Humanidades

– “A Cor Branca” (MG), de Afonso Nunes
– “IMO” (MG), de Bruna Schelb Corrêa
– “Lisergia Clássica” (SP), de Jaime Vipúdes
– “Não Tem Arrego” (GO), de Gabriel Vilela e José Eduardo
– “Rosa Vênus” (RJ), de Marcela Morê
– “Selvagem” (SP), de Diego da Costa
– “Tranças” (BA), de Lívia Sampaio

Mostra Competitiva de Curtas

-“Ângela” (MG), de Marília Nogueira
– “Antes que Seja Tarde” (SP), de Leandro Goddinho
– “As Viajantes” (SP), de Davi Mello
– “No Oco do Tempo” (SP) de Antônio Fargoni
– “Seremos Ouvidas” (PR), de Larissa Nepomuceno
– Sofia (Portugal), de Filipe Ruffato e Gonçalo Viana
– “Surpresas” (SP) de Flávio Colombini
– “Um dia Frio” (PR), de Victor Percy
– “Luis Humberto: O Olhar Possível” (DF), de Mariana Costa e Rafael Lobo
– “NC5 Contra A Lei do Impedimento” (RJ), de Lúcio Branco

Mostra Regional Baixada Santista

– “Projeção” (Praia Grande), de Thomas Aguina
– “Vila dos Pescadores “ (Santos), de Cintia Neli da Silva Inacio e Geovanne Rafael
– “Blandina” (Santos), de Arthur Micheloto
– “Mar-celo” (Santos), de Arthur Lotto
– “Jeitinho Brasileiro” (Santos), de Dayana Santos e Luana Marques
– “Mulheres de Fé” (Santos), de Bruna Santos e Dalila Ramos

SESSÕES INFORMATIVAS

Três Vezes Paulo Betti

– “A Fera na Selva”, de Paulo Betti, Eliane Giardini e Lauro Escorel (diretor e protagonista)
– “Lamarca”, de Sérgio Rezende protagonista)
– “Cafundó”, de Paulo Betti e Clóvis Bueno (diretor)

Especial Julia Katharine

– “Lembro Mais dos Corvos”, de Gustavo Vinagre

Momentos do Santos Film Fest

 – “Receita Para a Felicidade: O Homem, o Cão e o Salto”, de Delson Mattos Gomes (documentário inaugural da 1ª edição do festival)
– “A Mais Briosa – Um Amor 100 Divisão”, de Guilherme Bernardo (longa documental vencedor do voto popular no 3º Santos Film Fest)
– “O Coringa do Cinema”, de Sérgio Kieling (longa documental vencedor do voto popular e do júri de melhor longa no 4º Santos Film Fest)

Dicas na Kult: cinco comunidades imperdíveis para cinéfilos

Criada em fevereiro de 2020, a Kult é uma plataforma ideal para quem ama a cultura pop. Através dela, você pode indicar filmes, séries, podcasts, livros, música e muito mais tanto para seus amigos quanto para membros da rede. Além disso, ela permite ao usuário...

Pelas telonas: aprenda a ser um editor de cinema

Quando compramos o ingresso, pegamos a pipoca e sentamos nas confortáveis cadeiras das salas escuras, não imaginamos que aquela grande obra que passa na tela gigante, percorreu um longo caminho para chegar até ali. Pode ser difícil de acreditar, mas um filme não nasce...

Gravado no Amazonas, ‘A Cidade Ilhada’ dá primeiros passos no mercado internacional

Baseado no livro homônimo do amazonense Milton Hatoum, "A Cidade Ilhada" teve seus direitos internacionais adquiridos pelo Cinema Management Group, de Edward Noeltner, com sede em Beverly Hills. A adaptação de "A Cidade Ilhada" dirigida por Sérgio Machado (“Cidade...

Festival de Gramado registra alta de 34% no número de filmes inscritos

O 50º Festival de Cinema de Gramado já se consolida como uma edição histórica, superando índices de anos anteriores e projetando uma grande ode ao cinema brasileiro e latino. Em 2022, houve um aumento de 34% no número de filmes inscritos para as mostras de...

Documentário mostra história do jornal feito por moradores de rua em Porto Alegre

Há 21 anos em circulação, o jornal Boca de Rua é o tema do longa-metragem "De Olhos Abertos", de Charlotte Dafol, documentário que acompanha a luta cotidiana de pessoas em situação de rua na cidade de Porto Alegre. A partir de 5 de maio (quinta-feira) de 2022, o...

Clube Hebraica realiza exibição de documentário com depoimentos de vítimas do Holocausto

Em homenagem ao YomHaShoá, ou Dia da Lembrança do Holocausto, o Clube Hebraica exibe, na quinta-feira (28), o filme Não Mais Silêncio, dirigido por Marcio Pitliuk e Luiz Rampazzo. A obra se trata de um documentário com depoimentos de dez sobreviventes do Holocausto...

Curso gratuito de produção de documentário está com inscrições abertas em Manaus

Formação intensiva e gratuita, o Curso de Produção de Documentários do Amazonas será realizado entre os dias 25 e 30 de abril, das 13h às 18h, no Centro Cultural Palácio da Justiça, localizado na Avenida Eduardo Ribeiro, no Centro de Manaus. As inscrições já estão...

Em Manaus, Parque das Tribos será palco da estreia de série antirracista

Primeiro bairro indígena oficializado pela Prefeitura de Manaus, o Parque das Tribos recebe, nesta quarta-feira (6), a sessão de lançamento de "Seta - Caminhos Possíveis: por uma educação antirracista". Parceria entre o projeto Seta (Sistema de Educação por uma...

9º Festival de Finos Filmes abre inscrições para obras de todo Brasil

Até 2 de maio, realizadores nacionais podem inscrever seus curtas-metragens no IX Festival de Finos Filmes, mostra de cinema e política, que acontece em setembro em São Paulo. Para a inscrição, os filmes devem ter até 20 minutos e terem sido produzidos a partir de...

‘Coda’ retorna aos cinemas de Manaus após vencer o Oscar 2022

Ganhador de três Oscars - Melhor Filme, Roteiro Adaptado e Ator Coadjuvante com Troy Kotsur -, "Coda - No Ritmo do Coração" está de volta nos cinemas de Manaus. As exibições acontecerão a partir de quinta-feira (31), sempre às 20h40, versão legendada no Cinépolis do...