Com foco na resistência do cinema brasileiro em meio ao desmonte promovido pelo governo Bolsonaro, o Santos Film Fest – Festival Internacional de Cinema de Santos inicia a quinta edição a partir desta terça-feira (29) até 6 de outubro. Maior evento do gênero no litoral paulista se adaptou às mudanças promovidas pela pandemia da COVID-19 e trará todos os quase 70 filmes online e gratuitamente, entre curtas e longas-metragens, inéditos e de mostras retrospectivas, através da plataforma Videocamp. Alguns filmes também serão exibidos no YouTube. 

Inicialmente, o festival celebraria os 25 anos da Retomada do Cinema Brasileiro, porém, o panorama político mudou o tema do evento, agora, intitulado “De Retomada à Retomada: Resistiremos!”. “São épocas parecidas. No início dos anos 1990, com o fechamento da Embrafilme, o cinema brasileiro praticamente não produziu. E depois voltou fortalecido. Agora, vivemos um período que remete àqueles tempos”, detalha Paula Azenha, diretora do festival. “O cinema brasileiro e, a arte do país em geral, sempre perseveram e superam as dificuldades”, diz.

O Santos Film Fest ainda irá homenagear Paulo Betti e Sérgio Rezende com a exibição de “Lamarca” (1994). O ator ainda receberá o Troféu Luciano Quirino. De sua carreira cinematográfica, além de “Lamarca” (1994), serão exibidos “Cafundó” (2005), dirigido por Paulo e Clóvis Bueno, e “A Fera na Selva” (2017), estrelado e dirigido por Paulo ao lado de Eliane Giardini e Lauro Escorel. Este último filme foi um dos destaques na edição de 2018 do Santos Film Fest. Cada um dos três longas terá uma sessão, cujas data e horário serão anunciadas nos próximos dias.  

Já o diretor será homenageado por sua trajetória como diretor e por sua contribuição ao cinema nacional. Ambos participarão de lives no dia da abertura, 29 de setembro, bem como a diretora e atriz Julia Katharine, que receberá o Troféu Ondina Clais. 

“Paulo tem uma longa carreira e uma ligação especial com Santos, trabalhou junto de grandes artistas do município. Sergio filmou biografias de nomes importantes da nossa história, E Julia é das cineastas e artistas de cinema de mais destaque da nova geração. Assim celebramos profissionais de destaque de diferentes épocas”, ressalta André.

MOSTRA COMPETITIVA

A mostra competitiva nacional/internacional contará com 10 curtas-metragens (incluindo um de Portugal) e 10 longas-metragens (com uma coprodução Brasil/Holanda. As sessões ocorrerão na Plataforma Videocamp (www.videocamp.com). Do território nacional há obras produzidas em estados como Bahia, São Paulo, Rio de Janeiro, Goiás, Minas Gerais, Ceará, Distrito Federal, Paraná e Pernambuco. Os curtas ficarão disponíveis em tempo integral, durante todos os dias do festival, de 29 de setembro até a manhã 6 de outubro. Já os longas terão duas exibições cada um, sempre às 19h e às 21h (a partir de 30 de setembro), com reprises no dia seguinte, respectivamente às 13h e às 15h. 

O júri que definirá os melhores filmes e direções é composto pelo professor Wanderley Camargo (coordenador dos cursos de Publicidade e Cinema da UniSantos), o Professor Doutor Jamer Guterres de Mello (da Pós-Graduação da Universidade Anhembi Morumbi), e a diretora e atriz Julia Katharine. 

Pela primeira vez, o Santos Film Fest terá uma mostra voltada especialmente à produção audiovisual da Baixada Santista, que antes se mesclava aos filmes vindos de outras localidades. A opção se deu ao bom número de filmes inscritos. Serão exibidos seis curtas-metragens. Os jurados que definirão o melhor filme e o melhor trabalho de direção é formado pelo cineasta e ator Eduardo Ferreira, pelo professor e crítico de cinema Eduardo Cavalcanti (da UniSantos) e pela produtora e atriz Liz Reis. Os seis curtas ficarão disponíveis em tempo integral no festival até a manhã de 6 de outubro no Videocamp. As obras são oriundas de Santos e Praia Grande.

CONFIRA A SELEÇÃO DOS FILMES DA MOSTRA

Mostra Competitiva Longas

– “Nossa Bandeira Jamais Será Vermelha” (SP), de Pablo Lopes Guelli
– “Servidão” (RJ), de Renato Barbieri
– “Como Vivem os Bravos” (CE), de Daniell Abrew
– “Hotel Mundial” (GO), de Jarleo Barbosa
– “Nós, que Ficamos” (PE), de Eduardo Monteiro
– “O Buscador” (RJ, drama, de Bernardo Barreto
– “O Samba é Primo do Jazz” (RJ), de Angela Zoé
– “Um Presente À Prova de Futuro” (Brasil/Holanda), de Eduardo Rajabally
– “Eletronicamentes” (SP), de Dácio Pinheiro, Denis Giacobelis e Paulo Beto
– “InVisíveis – Pedal Cidadão & Outras Histórias” (RJ), de Léo Miguel)

Mostra Humanidades

– “A Cor Branca” (MG), de Afonso Nunes
– “IMO” (MG), de Bruna Schelb Corrêa
– “Lisergia Clássica” (SP), de Jaime Vipúdes
– “Não Tem Arrego” (GO), de Gabriel Vilela e José Eduardo
– “Rosa Vênus” (RJ), de Marcela Morê
– “Selvagem” (SP), de Diego da Costa
– “Tranças” (BA), de Lívia Sampaio

Mostra Competitiva de Curtas

-“Ângela” (MG), de Marília Nogueira
– “Antes que Seja Tarde” (SP), de Leandro Goddinho
– “As Viajantes” (SP), de Davi Mello
– “No Oco do Tempo” (SP) de Antônio Fargoni
– “Seremos Ouvidas” (PR), de Larissa Nepomuceno
– Sofia (Portugal), de Filipe Ruffato e Gonçalo Viana
– “Surpresas” (SP) de Flávio Colombini
– “Um dia Frio” (PR), de Victor Percy
– “Luis Humberto: O Olhar Possível” (DF), de Mariana Costa e Rafael Lobo
– “NC5 Contra A Lei do Impedimento” (RJ), de Lúcio Branco

Mostra Regional Baixada Santista

– “Projeção” (Praia Grande), de Thomas Aguina
– “Vila dos Pescadores “ (Santos), de Cintia Neli da Silva Inacio e Geovanne Rafael
– “Blandina” (Santos), de Arthur Micheloto
– “Mar-celo” (Santos), de Arthur Lotto
– “Jeitinho Brasileiro” (Santos), de Dayana Santos e Luana Marques
– “Mulheres de Fé” (Santos), de Bruna Santos e Dalila Ramos

SESSÕES INFORMATIVAS

Três Vezes Paulo Betti

– “A Fera na Selva”, de Paulo Betti, Eliane Giardini e Lauro Escorel (diretor e protagonista)
– “Lamarca”, de Sérgio Rezende protagonista)
– “Cafundó”, de Paulo Betti e Clóvis Bueno (diretor)

Especial Julia Katharine

– “Lembro Mais dos Corvos”, de Gustavo Vinagre

Momentos do Santos Film Fest

 – “Receita Para a Felicidade: O Homem, o Cão e o Salto”, de Delson Mattos Gomes (documentário inaugural da 1ª edição do festival)
– “A Mais Briosa – Um Amor 100 Divisão”, de Guilherme Bernardo (longa documental vencedor do voto popular no 3º Santos Film Fest)
– “O Coringa do Cinema”, de Sérgio Kieling (longa documental vencedor do voto popular e do júri de melhor longa no 4º Santos Film Fest)

10 Filmes com Matt Damon que valem a pena ser vistos

Com um talento extraordinário, Matt Damon encara de frente vários gêneros de filmes, apesar de ser reconhecido mais pelos de ação. Nosso compilado de produções incluem vários títulos que merecem ser vistos e revistos: O Talentoso Ripley Tom Ripley já foi vivido no...

Cine Bodó 2021 realiza formação audiovisual de jovens na periferia de Manaus

Para além das notícias policiais, para dentro das telas. É assim que o projeto Cine Bodó, propõe formação e produção de cinema dentro  das periferias de Manaus. Em sua 5ª edição, a iniciativa já atingiu mais de 300 jovens e adolescentes, passou por mais de 16...

Curta amazonense de Walter Fernandes vence festival no Rio de Janeiro

O cinema amazonense segue colecionando prêmios em festivais nacionais: agora, foi a vez de "Graves e Agudos em Construção" levar o prêmio de Melhor Curta-Metragem nacional na sétima edição do Festival Brasil de Cinema Internacional, realizado no Rio de Janeiro entre...

Festival POE de Cinema Fantástico fecha parceria com Darkflix em edição inclusiva

Em sua 6ª edição, o Festival POE de Cinema Fantástico se adapta às estruturas online com uma nova maneira de exibição de seus filmes e uma nova categoria para trazer maior diversidade ao evento. Entre os dias 21 e 30 de abril, serão exibidos 68 filmes na programação,...

Debate com Babu e Dira Paes abre o Festival de Cinema das Periferias da Amazônia

De 10 a 30 de abril, o Festival de Cinema das Periferias da Amazônia - Telas em Movimento vai realizar palestras, oficinas, circuito de cineclubes, mostra de filmes e de vídeo mapping trazendo como tema a inclusão digital. A ideia desse ano é trazer à tona a pauta da...

Presidente Figueiredo e Vila de Balbina recebem oficinas de cinema gratuitas

A terra das cachoeiras, Presidente Figueiredo, localizada a 107 quilômetros distante de Manaus, irá abrigar uma rara iniciativa de cinema. O diretor Heraldo Daniel e o produtor audiovisual Hernan Antony irão realizar uma oficina para a Sétima Arte entre os dias 19 de...

Festival Brasileiro de Cinema Cômico exibe filmes de 11 Estados

O Festival Brasileiro de Cinema Cômico é o primeiro na história do país a premiar os melhores curtas-metragens e artistas de humor, gênero ainda pouco reconhecido pelos críticos e mostras. A ideia do evento é valorizar a diversidade e a qualidade da comédia feita no...

Documentário irá retratar a história da cantora Lucinha Cabral

Mergulhar na vida e na obra de Lucinha Cabral é o que busca o longa-metragem “Caboquinha”, documentário biográfico que iniciou processo de filmagem na última semana do mês de março, em Manaus. Projeto foi contemplado pelo Prêmio Feliciano Lana, promovido pelo Governo...

Cine Vídeo Tarumã retorna com lives de importantes do audiovisual do Amazonas

Após um ano com suas atividades paralisadas, o Cine Vídeo Tarumã retorna para a programação cultural da Ufam nesse novo semestre da universidade. A pandemia trouxe dificuldades para muitas pessoas e para a educação trouxe novos desafios e novas formas de ensino. Da...

Representação feminina no audiovisual será tema de curso online de Lorenna Montenegro

Como  as  mulheres  são  representadas  no  cinema  e  TV?  Existe  igualdade  no  mercado audiovisual?  Curso  online  ao  vivo  promovido  pelo  Centro  Cultural  b_arco  em  sua programação online, traz debates sobre a presença de mulheres no audiovisual.  Lorenna ...