Também conhecida como uma das melhores séries brasileiras da Netflix, ‘Coisa Mais Linda’ voltou para uma segunda temporada tão satisfatória quanto a anterior. Apesar das grandes qualidades serem mantidas, desta vez, a narrativa corrida atrapalha a conexão do público com suas personagens, as quais passam por demasiadas situações e reviravoltas nos seis episódios da temporada. Porém, mesmo com seu lado disfuncional, a série continua sendo uma ótima experiência para seu público. 

Após o término dramático da primeira fase, o grupo de amigas liderado por Malu (Maria Casadevall) passa a lidar com as mudanças de cada uma. A própria protagonista precisa se recuperar fisicamente ao mesmo tempo em que seu marido volta para tomar seu clube de música. Por outro lado, Adélia (Pathy Dejesus) marca a data de seu casamento com Capitão (Ícaro Silva) enquanto sua irmã, Ivone (Larissa Nunes), permeia entre o sonho como cantora e a realidade como mulher negra independente na década de 1960. Já Thereza (Mel Lisboa) mantém a posição de mulher liberal com sua volta para o mercado de trabalho. 

Mesmo com um elenco extenso, os maiores destaques de ‘Coisa Mais Linda’ seguem sendo Adélia e Malu, as quais passam por muitas reviravoltas. Na intenção de deixar a história interessante, algumas subtramas são desenvolvidas e encerradas em questão de poucas cenas, algo que poderia ser desenvolvido com maior atenção. Exemplo disso é a doença de Adélia, a qual torna-se uma solução fácil para uma problemática pessoal e o surgimento de um vereador na vida de Malu, o que serve apenas para ser mais um obstáculo em sua trajetória. 

Assim, de maneira geral, a temporada abraça muitas histórias para suas personagens, o que é positivo para o ritmo incansável, mas nada eficaz quando pensamos na falta de densidade dessas narrativas. Os consecutivos plots twists não são capazes de animar tanto quanto o ineditismo da primeira temporada, entretanto, ainda existem outras facetas de suas personagens que ganham o destaque merecido e marcam positivamente a nova fase. 

Personagens e sonhos 

Se, por um lado, as novas narrativas das personagens não possuem densidade, por outro, a constante busca por independência e sonhos se mantém mais forte que nunca. Antes, o grupo de amigas descobria muito mais do que beleza nas mulheres, agora, a intenção é ter sonhos maiores para si mesmas, tudo bem delineado em grandes e certeiros diálogos. 

Com pequenas alterações no elenco principal, Ivone é a grande beneficiada e se destaca positivamente. Apesar de sua construção ser muito parecida com a de Lígia (Fernanda Vasconcellos), Ivone apresenta novas temáticas para a série e aprofunda o debate sobre racismo já levantado por Adélia. 

Assim como a determinação de Malu, Adélia e Thereza, o amor pela bossa nova e pelo Rio de Janeiro voltam como ótimos cenários de suas histórias. Apesar da trilha sonora ser geralmente voltada para momentos mais românticos, ela também surpreende ao marcar presença em cenas dramáticas, beneficiando bastante a construção dos momentos mais densos. Da mesma forma, o design de produção continua como grande aliado da série sendo notório nas transformações de seus personagens. 

No geral, a segunda temporada de ‘Coisa Mais Linda’ consegue consolidar a série de forma bem sucedida apesar de seus erros pontuais. O gancho para a terceira temporada, mesmos se tratando de um clichê previsível, aponta para a grande possibilidade de uma boa trama e, quem sabe, um ótimo desfecho para a produção antes que seja altamente saturada. Afinal, como eu disse lá em cima, ‘Coisa Mais Linda’ é uma ótima produção da Netflix, um elogio que já vale muitíssimo ultimamente. 

‘Modern Love’ 2ª temporada: olhar amadurecido sobre as formas de amar

Recomenda-se que esse texto seja lido com a trilha sonora de John Carney. Quando você relembra seus relacionamentos marcantes, que memórias lhe vem à mente? Que músicas e sensações atingem seus sentidos a ponto de soltar um sorriso imperceptível ou o coração apertar...

‘As Filhas de Eva’: a sedutora serpente chamada liberdade

Quem foi Eva? Segundo os escritos da Bíblia, foi a primeira mulher do Planeta Terra, nascida da costela de Adão, o primeiro homem. Enganada e seduzida pela serpente, come o fruto proibido e, como castigo para ambos, Deus enviou o caos à Terra. Esta é uma breve síntese...

‘Loki’: boa, porém desperdiçada, introdução ao multiverso Marvel

Após a excêntrica e divertida "Wandavision", a política e reflexiva "Falcão e o Soldado Invernal", a nova série da Marvel focada no Deus da Trapaça é uma ótima introdução para o que está por vir no Universo Cinematográfico Marvel (MCU). Entretanto, por conta do...

‘Elize Matsunaga – Era Uma Vez Um Crime’: misoginia brasileira escancarada

Duas coisas se destacam na minissérie “Elize Matsunaga: Era Uma Vez Um Crime”: o domínio patriarcal no Brasil e o estudo de personagem feito pela diretora Eliza Capai. A documentarista é responsável por produções que buscam investigar personagens femininas sem...

‘Dom’: história de amor paterno no meio do caos das drogas

Dom (2021), nova aposta da Amazon Prime, é uma série que desperta as mais diversas emoções. Livremente inspirado no romance homônimo escrito pelo titã Tony Belotto e também em O Beijo da Bruxa (2010), de Luiz Victor Lomba (pai do Pedro), a produção narra a história...

‘Solos’: minissérie joga fora todos seus promissores potenciais

A minissérie do Prime Video "Solos" busca se distanciar de comparações ao streaming concorrente. Para tanto, traz elementos de ficção científica e a relação da tecnologia com (e eventualmente versus) a humanidade em um futuro distópico. Nesse sentido, há uma...

‘Manhãs de Setembro’: Lineker encanta em busca pela independência

“Manhãs de Setembro” é uma série recém-lançada pelo Prime Vídeo e traz a cantora Liniker no papel da protagonista Cassandra, uma mulher trans que divide seu tempo como motogirl de um aplicativo de entrega e seu trabalho como cantora. Somos apresentados à personagem em...

‘Mare of Easttown’: Kate Winslet domina brilhante estudo de personagem

Mare Sheehan não encara um bom momento em sua vida. Ela é uma policial na faixa dos 40 anos na cidadezinha de Easttown, no estado americano da Pensilvânia, um daqueles locais onde todo mundo conhece todo mundo. Há cerca de um ano uma jovem desapareceu por lá, e Mare e...

‘O Caso Evandro’: uma narrativa macabra repleta de reviravoltas

São poucas histórias factuais com tantas reviravoltas a ponto de serem mais interessantes e impressionantes do que as narrativas de ficção. A série documental “Caso Evandro”, disponível na Globoplay, entretanto, apresenta um conto revelador sobre um Brasil repleto de...

‘The Underground Railroad’: comovente luta pela liberdade e contra o racismo

É muito difícil encontrar uma adaptação audiovisual de um livro que consiga superar a obra original. “The Underground Railroad”, entretanto, não apenas alcança este feito como também atribui novas perspectivas ao romance homônimo escrito pelo premiado Colson...