Fruto das políticas públicas de regionalização do audiovisual brasileiro, o atual momento do cinema amazonense alcançou feitos considerados impossíveis décadas atrás, incluindo, desde o surgimento de eventos locais importantes como o Amazonas Film Festival, Olhar do Norte e Matapi passando por momentos de destaques de produções locais em âmbito nacional e internacional. “Antes o Tempo Não Acabava“, de Sérgio Andrade, na Mostra Panorama do Festival de Berlim de 2016 e os cinco Kikitos de “O Barco e o Rio” no Festival de Gramado 2020, foram os pontos altos desta trajetória.

A 1ª edição da “Mostra Histórias do Brasil Profundo – o cinema contemporâneo no Norte e no Centro-Oeste” celebra estas políticas públicas tão combalidas nos dias atuais em uma programação de filmes gratuita e online das duas regiões entre os 22 a 30 de março. As exibições serão realizadas através do serviço de streaming InnSaei.TV e Youtube. Além dos filmes, o público poderá assistir a debates com críticos e especialistas e conversas com os cineastas.

O Amazonas estará presente na programação com quatro filmes: “A Terra Negra dos Kawá“, de Sérgio Andrade, “Manaus Hot City“, de Rafael Ramos, “Maria“, de Elen Linth, e “O Barco e o Rio“, de Bernardo Abinader. “A Mostra busca revelar a um público interessado em um cinema nacional de perfil mais autoral uma parcela importante da produção que têm surgido nessas regiões, que historicamente têm pequena participação na produção cinematográfica nacional. Um cinema que revela potenciais artísticos e estéticos renovados para a filmografia do cinema brasileiro, com ênfase no chamado Brasil profundo, em boa medida ainda desconhecido do grande público. Narrativas que imaginam um país diverso e complexo”, comenta o curador, Gustavo Soranz.

A programação de filmes inclui títulos que se destacaram em importantes festivais internacionais de cinema, como é o caso do longa-metragem Vento seco, escrito e dirigido por Daniel Nolasco, que estreou no Festival de cinema de Berlim, em 2020, ou do filme Por onde anda Makunaíma?, produzido por Thiago Briglia e Letícia Friedrich, escrito e dirigido por Rodrigo Séllos, vencedor do Festival de Cinema de Brasília, em 2020. Também fazem parte da seleção filmes de realizadores e realizadoras de cidades do interior dos estados, como é o caso de Choveu há pouco na montanha deserta, escrito e dirigido por Rei Souza, cineasta de Anápolis/GO, ou do filme Majur, de Íris Alves Lacerda, de Rondonópolis/MT.

A 1ª Mostra Histórias do Brasil Profundo é uma realização da Caprisciana Produções, através da Lei Aldir Blanc, com patrocínio da Secretaria Municipal de Cultura do Rio de Janeiro e Prefeitura do Rio de Janeiro, Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado do Rio de Janeiro e Governo do Estado do Rio de Janeiro, Secretaria Especial de Cultura, Ministério do Turismo e Governo Federal.

CONFIRA PROGRAMAÇÃO COMPLETA*:

22/03 – Segunda

12H

A TERRA NEGRA DOS KAWA – Dir. Sérgio Andrade (2018, 99’, Fic) – AM

RAIMUNDO QUINTELA O CAÇADOR DE VIRA PORCO – Dir. Robson Fonseca (2018, 15’, FIC.) – PA

18H

VENTO SECO – Dir. Daniel Nolasco (2020, 110’, Fic) – GO

MANAUS HOT CITY – Dir. Rafael Ramos (2020, 13’, Fic.) – AM 

23/03 – Terça

16H

A BATALHA DE SHANGRI-LÁ – Dir. Severino Neto e Raphael de Carvalho (2019, 99’, Fic) – MT

FRONTEIRA EM COMBUSTÃO – Dir. Thiago Briglia (2016, 20’, fic) – RR

20H

ANTONIO E PITI – Dir. Vincent Carelli e Wewito Piyãko (2019, 78’, Doc) – AC

KARIOKA – Dir. Takumã Kuikuro (2014, 20’, Doc.) – MT

24/03 – Quarta

12h

VERMELHA – Dir. Getúlio Ribeiro (2019, 78’, Fic.) – GO

O MISTÉRIO DA CARNE – Dir. Rafaela Camelo (2019, 21’, Fic.) – DF

18h

TRANSAMAZONIA – Dir. Renata Taylor, Débora Mcdowell e Bea Morbach (2019,74’, Doc) – PA

MAJUR – Dir. Iris Lacerda (2018, 20’, Doc.) – MT

25/03 – Quinta

16h

MONTANHA DOURADA – Dir. Cassandra Oliveira (2019, 54’, Doc) – AP

CHOVEU HÁ POUCO NA MONTANHA DESERTA – Dir. Rei Souza (2020, 21’, Fic.) – GO

20h

MASCARADOS – Dir. Henrique Borela e Marcela Borela (2020, 66’, Fic) – GO

DE TANTO OLHAR O CÉU GASTEI MEUS OLHOS – Dir. Nathalia Tereza (2017, 26’, Fic.) – MS

26/03 – Sexta

12H

PARA TER ONDE IR – Dir. Jorane Castro (2018, 100’, Fic.) – PA

A VEZ DE MATAR, A VEZ DE MORRER – Dir. Giovani Barros (2016, 25’, Fic.) – MS

18H

DIAS VAZIOS – Dir. Robney Bruno Almeida (2019, 103’, Fic.) – GO

PRA SEMPRE JOÃO – Dir. Roberto Giovannetti (2014, 16’, Fic.) – TO

27/03 – Sábado

16h

EMPATE – Dir. Sérgio de Carvalho (2018, 90’, Doc) – AC

UTOPIA – Dir. Rayane Penha (2019, 17’, Doc.) – AP

20h

TERRA E LUZ – Dir. Renné França (2017, 74’, Terror) – GO

GUARÁ – Dir. Fabrício Cordeiro e Luciano Evangelista (2019, 20’, Fic.) – GO

28/03 – Domingo

12h

POR ONDE ANDA MAKUNAÍMA? – Dir. Rodrigo Séllos (2020, 84’, Doc) – RR

MARIA – Dir. Elen Linth e Riane Nascimento (2017, 17’, Doc) – AM 

18h

AINDA TEMOS A IMENSIDÃO DA NOITE – Dir. Gustavo Galvão (2019, 98’, Fic.) – DF

O BARCO E O RIO – Dir. Bernardo Abinader (2020, 17’, Fic.) – AM 

SESSÃO ACESSIBILIDADE

25/03 – Quinta – 18h

MASCARADOS – Dir. Henrique Borela e Marcela Borela (2020, 66’, Fic) – GO

Com audiodescrição e legendagem descritiva.

PROGRAMAÇÃO DOS DEBATES 

Debates com pesquisadores e críticos de cinema, com tradução de libras e mediação do curador Gustavo Soranz:

24/03 – 14h – Cinema brasileiro em outros eixos, com Marcelo Ikeda e Lisandro Nogueira.

25/03 – 11h  – Eventos de mercado e festivais de cinema, com Clemilson Farias, Lidiane Reis e Maria Abdalla.

26/03 – 15h – Formação universitária em cinema, com Jorane Castro e Renné França.

27/03 – 15h  – Imagens do N e do CO no cinema brasileiro, com Ramiro Quaresma e Luiz Carlos de Oliveira Borges.

PROGRAMAÇÃO DAS CONVERSAS COM REALIZADORES E EQUIPE

22/03 – Segunda

14h Conversa com Sergio Andrade (A Terra Negra dos Kawa) e Robson Fonseca (Raimundo Quintela o Caçador de Vira-porco).

22h Conversa com Daniel Nolasco (Vento Seco) e Rafael Ramos e Maria do Rio (Manaus Hot City).

23/03 – Terça

15h Conversa com Severino Neto (A Batalha de Shangri-lá) e Thiago Briglia (Fronteira em Combustão).

20h Conversa com Takuma Kuikuro (Karioka) e Vincent Carelli, Fabio Costa Menezes e Wewito Piyako (Antônio e Piti).

24/03 – Quarta

10h Conversa com Getúlio Ribeiro (Vermelha) e Rafaela Camelo (O Mistério da Carne)

22h Conversa – com Renata Taylor, Débora Mcdowell, Bea Morbach (Transamazônia) e Íris Alves Lacerda (Majur)

25/03 – Quinta

14h Conversa com Cassandra Oliveira (Montanha Dourada) e Rei Souza (Choveu Há Pouco na Montanha Deserta).

22h Conversa com Henrique Borela, Marcela Borela (Mascarados) e Nathalia Tereza (De Tanto Olhar o Céu Gastei Meus Olhos).

26/03 – Sexta

14h Conversa com Jorane Castro (Pra Ter Onde Ir) e Giovani Barros (A Vez de Matar, a Vez de Morrer).

22h Conversa com Robney Bruno Almeida (Dias Vazios).

27/03 – Sábado

14h Conversa com Sergio de Carvalho (Empate) e Rayane Penha (Utopia).

18h Conversa com Renné França (Terra e Luz), Fabricio Cordeiro e Luciano Evangelista (Guará).

28/03 – Domingo

14h Conversa com Rodrigo Séllos (Por Onde Anda Makunaima?) e Elen Lynth (Maria).

20h Conversa com Gustavo Galvão, Daniela Marinho (Ainda Temos a Imensidão da Noite) e Bernardo Abinader (O Barco e o Rio).

*horário de Brasília

com informações de assessoria

10 Filmes com Matt Damon que valem a pena ser vistos

Com um talento extraordinário, Matt Damon encara de frente vários gêneros de filmes, apesar de ser reconhecido mais pelos de ação. Nosso compilado de produções incluem vários títulos que merecem ser vistos e revistos: O Talentoso Ripley Tom Ripley já foi vivido no...

Cine Bodó 2021 realiza formação audiovisual de jovens na periferia de Manaus

Para além das notícias policiais, para dentro das telas. É assim que o projeto Cine Bodó, propõe formação e produção de cinema dentro  das periferias de Manaus. Em sua 5ª edição, a iniciativa já atingiu mais de 300 jovens e adolescentes, passou por mais de 16...

Curta amazonense de Walter Fernandes vence festival no Rio de Janeiro

O cinema amazonense segue colecionando prêmios em festivais nacionais: agora, foi a vez de "Graves e Agudos em Construção" levar o prêmio de Melhor Curta-Metragem nacional na sétima edição do Festival Brasil de Cinema Internacional, realizado no Rio de Janeiro entre...

Festival POE de Cinema Fantástico fecha parceria com Darkflix em edição inclusiva

Em sua 6ª edição, o Festival POE de Cinema Fantástico se adapta às estruturas online com uma nova maneira de exibição de seus filmes e uma nova categoria para trazer maior diversidade ao evento. Entre os dias 21 e 30 de abril, serão exibidos 68 filmes na programação,...

Debate com Babu e Dira Paes abre o Festival de Cinema das Periferias da Amazônia

De 10 a 30 de abril, o Festival de Cinema das Periferias da Amazônia - Telas em Movimento vai realizar palestras, oficinas, circuito de cineclubes, mostra de filmes e de vídeo mapping trazendo como tema a inclusão digital. A ideia desse ano é trazer à tona a pauta da...

Presidente Figueiredo e Vila de Balbina recebem oficinas de cinema gratuitas

A terra das cachoeiras, Presidente Figueiredo, localizada a 107 quilômetros distante de Manaus, irá abrigar uma rara iniciativa de cinema. O diretor Heraldo Daniel e o produtor audiovisual Hernan Antony irão realizar uma oficina para a Sétima Arte entre os dias 19 de...

Festival Brasileiro de Cinema Cômico exibe filmes de 11 Estados

O Festival Brasileiro de Cinema Cômico é o primeiro na história do país a premiar os melhores curtas-metragens e artistas de humor, gênero ainda pouco reconhecido pelos críticos e mostras. A ideia do evento é valorizar a diversidade e a qualidade da comédia feita no...

Documentário irá retratar a história da cantora Lucinha Cabral

Mergulhar na vida e na obra de Lucinha Cabral é o que busca o longa-metragem “Caboquinha”, documentário biográfico que iniciou processo de filmagem na última semana do mês de março, em Manaus. Projeto foi contemplado pelo Prêmio Feliciano Lana, promovido pelo Governo...

Cine Vídeo Tarumã retorna com lives de importantes do audiovisual do Amazonas

Após um ano com suas atividades paralisadas, o Cine Vídeo Tarumã retorna para a programação cultural da Ufam nesse novo semestre da universidade. A pandemia trouxe dificuldades para muitas pessoas e para a educação trouxe novos desafios e novas formas de ensino. Da...

Representação feminina no audiovisual será tema de curso online de Lorenna Montenegro

Como  as  mulheres  são  representadas  no  cinema  e  TV?  Existe  igualdade  no  mercado audiovisual?  Curso  online  ao  vivo  promovido  pelo  Centro  Cultural  b_arco  em  sua programação online, traz debates sobre a presença de mulheres no audiovisual.  Lorenna ...