Falar da beleza, carisma e do engajamento político de Jane Fonda é chover no molhado.

Porém, a estrela de Hollywood também era uma grande atriz e as sete indicações com duas vitórias provam isso. 

Por isso, eu faço esta homenagem a ela trazendo da pior à melhor indicação e, claro, a maior esnobada sofrida pela Jane Fonda. 

7. A MANHÃ SEGUINTE 

Vamos começar logo com a pior indicação de todas, a qual nem é muito difícil de adivinhar. 

Em 1987, a Jane Fonda foi nomeada ao Oscar pela última vez pelo fraco “A Manhã Seguinte”.

A estrela faz o que pode ao interpretar uma protagonista alcóolatra e com uma carreira de atriz fracassada completamente perdida no meio do caos.

Ela somente não consegue brilhar mais pelo roteiro ser péssimo. 

A vencedora de Melhor Atriz foi a Marlee Maitlin, única deficiente auditiva a ganhar o Oscar de atuação por “Filhos do Silêncio”. 

6. JULIA 

A Jane Fonda chegou ao Oscar de 1978 como favorita por “Julia”. 

No longa do Fred Zinnemann, ela interpreta uma escritora famosa ajudando uma amiga judia na resistência contra o nazismo.

É uma bela atuação da Jane Fonda ainda que a inconsistência da história atrapalhe e a brilhante atuação da Vanessa Redgrave chame mais atenção. 

Apesar de ter vencido o Globo de Ouro de Melhor Atriz em Drama, a Jane Fonda perdeu o Oscar da categoria para a Diane Keaton, de “Annie Hall”.

Resultado muito justo. 

5. SÍNDROME DA CHINA 

Em 1980, a indicação da Jane Fonda veio por “Síndrome da China”. 

A atriz interpreta uma repórter investigando um acidente em uma usina nuclear e apoiando o personagem do Jack Lemmon, um técnico do local disposto a contar tudo sobre os perigos.  

Aqui, ela tem uma atuação boa ao mostrar a determinação da repórter buscando ser levada mais a sério em um ambiente machista, porém, o roteiro peca em não desenvolver a personagem tanto quanto poderia.

O Oscar acabou ficando merecidamente com a Sally Field, por “Norma Rae”. 

4. NUM LAGO DOURADO 

A única indicação da Jane Fonda a Melhor Atriz Coadjuvante veio em 1982. 

Atuando ao lado do pai Henry Fonda, ela está radiante no longa do Mark Rydell.

A sintonia dos dois está palpável em cada cena, enquanto a dobradinha com Katharine Hepburn coloca duas gerações de brilhantes atrizes lado a lado.

O encontro de titãs faz de “Num Lago Dourado” uma obra que merece ser vista. 

A vitória, porém, ficou com a Maureen Stapleton, de “Reds”.

Na minha visão, a Jane Fonda merecia mais a estatueta. 

3. A NOITE DOS CONDENADOS 

Chegamos ao pódio com um trabalho vindo de um cult do fim dos anos 1960. 

No excelente “A Noite dos Condenados”, do Sydney Pollack, a Jane Fonda mostra ser uma atriz longe de qualquer vaidade ao interpretar uma personagem que vai se destruindo física e psicologicamente na mais doentia competição de dança da história do cinema.

Ela lidera um elenco grandioso, todos em ótimos personagens. 

A Maggie Smith, de “A Primavera de uma Solteirona”, foi a vencedora de Melhor Atriz em 1970.

Dizer que foi um resultado injusto não direi, porém, se tivesse a estatueta ido para a Jane Fonda também ficaria em boas mãos. 

2. AMARGO REGRESSO 

A segunda estatueta da estrela veio por “Amargo Regresso”, em 1979. 

Ela faz uma enfermeira trabalhando em um hospital de veteranos dividida entre os personagens do Bruce Dern e o Jon Voight.

A Jane Fonda consegue ser um ponto de alívio, amor e esperança para aqueles homens tão traumatizados. 

A atriz superou nomes de peso como Geraldine Page, de “Interiores”, e a Ingrid Bergman, de “Sonata de Outono”, para ser premiada. 

1. KLUTE 

E chegamos ao melhor desempenho da Jane Fonda indicado ao Oscar. Por “Klute – O Passado Condena”, a atriz ganhou a primeira estatueta. 

A Jane Fonda cria uma figura enigmática e misteriosa combinando com o clima adotado pelo Alan J. Pakula neste ótimo noir.

A sensualidade que, poderia ser utilizada somente para explorar a beleza da atriz, acaba servindo como elemento que realça ainda mais a tensão de um filme que deve muito de sua qualidade à atriz. 

MAIOR ESNOBADA – SOMENTE NA QUARTA-FEIRA 

Para uma atriz com sete indicações, fica difícil dizer que houve tantas esnobadas assim. Ainda assim, a Jane Fonda tem aquela esquecida da Academia que, se não chega a ser criminosa, fez falta. 

Foi o caso em “Somente na Quarta-Feira” em que interpreta Ellen Gordon, amante do personagem do Jason Robards, um grande executivo de Nova York. Toda quarta, os dois ficam juntos em um apartamento dele. Porém, o amigo do executivo, Cass Henderson (Dean Jones), acidenta-se e vai morar no aposento. Ellen acaba se apaixonando por ele. 

Pelo filme, ela foi indicada ao Globo de Ouro em Melhor Atriz de Comédia/Musical e poderia ter ido ao Oscar no lugar da Lynn Redgrave, de “Georgy, a Feiticeira”.

Até por já termos uma representante da família Redgrave na disputa, no caso, a Vanessa, de “Deliciosas Loucuras de Amor”. 

Oscar 2025: Quem Pode Surgir na Disputa? – Parte 6

De "Motel Destino" a "Ainda Estou Aqui", Caio Pimenta lista os potenciais candidatos do Brasil à vaga no Oscar 2025. https://youtu.be/kjb1mBB9Rgw AS CONTINUAÇÕES https://www.youtube.com/watch?v=mxGSOrCCZOA&pp=ygUjRXN0w7RtYWdvIDI6IE8gUG9kZXJvc28gQ2hlZiB0cmFpbGU%3D...

Oscar Anos 2020: TOP 10 Momentos Marcantes

Dos discursos de Ariana DeBose e Joaquin Phoenix ao tapa na cara de Will Smith em Chris Rock, Caio Pimenta lista os maiores momentos do Oscar entre os anos 2020 e 2024. https://youtu.be/8LWmAOXthJQ 10. RETORNO DAS HOMENAGENS AOS INDICADOS...

Oscar 2025: Quem Pode Surgir na Disputa? – Parte 5

De "O Aprendiz" a "A Real Pain", Caio Pimenta traz a quinta parte de possíveis candidatos ao Oscar 2025. https://youtu.be/hfaAbQdJMvM 'NIGHTBITCH', 'CALLAS' E 'BACK TO BLACK' Adiado por conta da greve de roteiristas e atores do ano passado, “Nightbitch”, finalmente,...

Oscar Anos 2020: TOP 10 Maiores Esnobadas

De "Assassinos da Lua das Flores" em Roteiro Adaptado a Lupita Nyong´o em Melhor Atriz, Caio Pimenta traz um ranking das maiores esnobadas do Oscar nos anos 2020. https://youtu.be/HCzSG_kEFl4 10. DELROY LINDO A pauta da diversidade pode até ter ganhado força na...

Oscar 2025: Quem Pode Surgir na Disputa? – Parte 4

De Clint Eastwood a Yorgos Lanthimos, Caio Pimenta traz a quarta parte de possíveis candidatos ao Oscar 2025. https://www.youtube.com/watch?v=JbVS4YjfKwM Se Oscar 2023 teve Steven Spielberg e a edição deste ano contou com Martin Scorsese, a próxima temporada de...

Oscar Anos 2020: TOP 5 Melhor Animação e Filme Internacional

De "Toy Story 4" e "Parasita" a "Zona de Interesse" e "O Menino e a Garça", Caio Pimenta traz um ranking dos ganhadores do Oscar de Melhor Animação e Filme Internacional dos anos 2020. https://youtu.be/FzT686ie_4k 5. 'TOY STORY 4' e 'NADA DE NOVO NO FRONT' Inicio a...

Oscar 2025: Quem Pode Surgir na Disputa? – Parte 3

De "Coringa: Delírio a Dois" a "Deadpool & Wolverine", Caio Pimenta traz a terceira parte de possíveis candidatos ao Oscar 2025. https://youtu.be/n-5WHISgSCg MELHOR ANIMAÇÃO Mais de duas décadas depois da consagração da trilogia do Peter Jackson, “O Senhor dos...

Oscar Anos 2020: TOP 5 Melhor Ator e Ator Coadjuvante

Hora de continuar o ranking das atuações premiadas no Oscar em Melhor Ator e Ator Coadjuvante nos anos 2000. Apesar de dois desempenhos monstruosos na categoria principal, a média dos ganhadores de papéis secundários foi acima da média.  Conheça os meus favoritos em...

Oscar 2025: Quem Pode Surgir na Disputa? – Parte 2

De "Rivais" com Zendaya a "Blitz" com Saoirse Ronan, Caio Pimenta traz a segunda parte de possíveis candidatos ao Oscar 2025. https://youtu.be/T-l8SsLD6uk 'THE PIANO LESSON' E 'WE LIVE IN TIME' Se você gostou de “Um Limite Entre Nós” e “A Voz Suprema do Blues”, tenho...

Oscar Anos 2020: TOP 5 Melhor Atriz e Atriz Coadjuvante

Hora de falar das mulheres neste especial sobre as cinco primeiras edições do Oscar nos anos 2020. Se os prêmios de coadjuvantes não foram nada animadores, tivemos sim bons resultados na categoria principal. Neste novo vídeo do Cine Set, eu faço um ranking de cada uma...