Lucas Martins realizou os dois primeiros curtas-metragens da carreira sem qualquer tipo de verba com tudo feito na base da amizade, força de vontade e muita criatividade. Superando as adversidades, “Barulhos” e “O Estranho sem Rosto” se revelaram boas surpresas do audiovisual amazonense dentro do cinema de terror. Agora, pela primeira vez, o diretor conta com um bom orçamento para realizar o policial “À Beira do Gatilho”, projeto contemplado no Prêmio Conexões Culturais 2020 – Lei Aldir Blanc – Audiovisual. 

O curta traz a história de um detetive particular viciado em jogos que está atrás de possíveis suspeitos pela morte de um homem que também apostava. Adriano Holmes interpreta o protagonista do elenco que ainda conta com Alexandre Mourão e Ricardo Gabriel. 

Além da direção, Lucas também é o autor do roteiro e tem na montagem Max Michel, parceiro de longa data desde “O Compromisso”, de 2017. “Eu sempre amei e quis realizar filmes policiais, por isso, tive a ideia de fazer algo no subgênero do detetive particular. A história se passa nos dias contemporâneos com um toque de humor e, com o transcorrer da narrativa, adota um tom mais sério”, disse Lucas ao Cine Set 

PRODUÇÃO EM TEMPOS DE PANDEMIA 

Apesar de gravado em apenas dois dias em bairros como Parque 10 e Armando Mendes, “À Beira do Gatilho” contou, segundo o diretor, com um “um planejamento detalhado e elaborado na pré-produção”, facilitando o trabalho da equipe. “A única maior mudança de fato foi o zelo maior que tivemos ao realizar uma produção em tempos de pandemia”, declarou. 

A produção executiva de “À Beira do Gatilho” contou com Michelle Dantas, direção de fotografia de Reginaldo Tyson, montagem de Max Michel, finalização e operação de câmera por Wesley Santos e trilha sonora original de Pablo Araújo, vocalista e guitarrista da banda Luneta Mágica. Além de poder pagar toda a equipe de profissionais com a verba do edital, Lucas pode contar com melhores equipamentos do que os utilizados nos dois curtas anteriores. 

“Foi uma experiência bem feliz poder orquestrar esse time para contar uma história foi uma oportunidade muito prazerosa”, completou. “À Beira do Gatilho” ainda não tem data de lançamento definido. 

Max Michel (à esq) trabalhou com Lucas Martins (à dir) no curta que dirigiu, “O Compromisso”, e nos dois filmes do amigo, “Barulhos” e “O Estranho Sem Rosto”.

 

Projeto foi contemplado no edital Conexões Culturais com recursos provenientes da Lei Aldir Blanc.

 

Equipe precisou se adaptar às condições de gravação durante a pandemia da COVID-19.

 

CONFIRA “BARULHOS”, PRIMEIRO CURTA DE LUCAS MARTINS:

O Fórum Feminino do Audiovisual do Amazonas | Podcast Cine Set #69

Surgido após a ausência de filmes dirigidos por mulheres amazonenses na quarta edição do Festival Olhar do Norte, o Fórum Feminino do Audiovisual do Amazonas chega como um local de fortalecer laços entre as mulheres que trabalham no setor do Estado. A geração de...

Do Acre para a Suécia: ‘Noites Alienígenas’ leva a Gotemburgo dilemas da Amazônia urbana 

Os dilemas de uma cidade no meio da Amazônia no constante choque existencial entre o urbano e a floresta diante da explosão da criminalidade causada pelas facções criminosas. Nesta realidade urgente e mais do que atual se passa “Noites Alienígenas”, longa acreano...

Cinco Breves Notas sobre a saída do Cinemark de Manaus 

1. MILHARES SEM CINEMA PRÓXIMO A ELAS  O fim das oito salas do Cinemark no Studio 5 deixa milhares de pessoas sem um cinema perto delas, cenário diferente do que ocorrera com o fechamento do Playarte do Manauara Shopping, onde outros shoppings – Amazonas, Millenium e...

Studio 5 confirma fechamento das salas do Cinemark em Manaus

Depois de 20 anos em operação, o Cinemark encerrou as atividades em Manaus. Procurado pelo Cine Set, o Studio 5 confirmou a informação. O último dia de operação da rede norte-americana na cidade aconteceu no domingo, dia 30 de janeiro. O Cinemark tinha oito salas na...

10 Filmes do Cinema Amazonense Para Ficar de Olho em 2022

Depois de um grande 2021 com muitos prêmios e presenças em importantes festivais nacionais e internacionais, o cinema amazonense chega para o ano novo com expectativas de manter o momento de alta. Muito disso graças aos lançamentos de projetos financiados com recursos...

Retrospectiva Cine Set – O Melhor e Pior do Cinema Amazonense em 2021

Incontáveis vezes durante 2021 escrevi que, em meio a tantas tragédias e notícias ruins, o cinema era uma das poucas coisas que o amazonense poderia se orgulhar neste ano. Afinal, semana após semana, as produções locais participavam de festivais Brasil e mundo afora,...

Retrospectiva 2021 – O Ano do Cine Set

Perco o número de vezes da quantidade de vezes em que já me perguntei o motivo de seguir fazendo o Cine Set durante estes 7,5 anos de existência do site.  Em janeiro de 2021, entretanto, parei.  Como seguir adiante quando a cidade onde nasci e vivo colapsa?...

Galeria de Fotos – Lançamento do Livro ‘Olhar Feminino: O Norte na Direção’

O Cine Set promoveu o lançamento de "'Olhar Feminino: O Norte na Direção" na noite do último sábado (18) no Casarão de Ideias, localizado na Rua Barroso, 279, no Centro de Manaus. Pâmela Eurídice, autora do livro, recebeu familiares e amigos para uma sessão de...

Cine Set lança livro sobre cinema feito por mulheres no Amazonas

Trazendo um registro da produção cinematográfica feminina no Amazonas, o livro “Olhar Feminino: O Norte na Direção” será lançado no dia 18 de dezembro, com uma noite de autógrafos no Casarão de Ideias, localizado na Rua Barroso, no Centro de Manaus, a partir das...

UEA avança no processo de retomada do curso de audiovisual

O Conselho Acadêmico da unidade da Escola Superior de Artes e Turismo (Conaesat) da Universidade do Estado do Amazonas (UEA) aprovou, nesta semana, o projeto de retomada do curso de audiovisual. Agora, a proposta deve ser sacramentada pelo Conselho Universitário da...