Fechados há seis meses, os cinemas de Manaus estão perto do retorno. Igual ocorreu em 2020, o Casarão de Ideias deve marcar este recomeço com a reabertura da sala prevista para o próximo dia 24 de junho, segundo João Fernandes, diretor e fundador do espaço cultural. 

A programação de retomada deve trazer dois dos principais filmes lançados no Brasil neste primeiro semestre: “Alvorada”, documentário sobre os últimos dias de Dilma Rousseff na casa oficial da Presidência da República, e “Druk”, dramédia dinamarquesa ganhadora do Oscar de Melhor Filme Internacional.  Os documentários brasileiros “Cine Marrocos” e “Chão”, além do drama LGBTQIA+ “Fale com as Abelhas” completam as atrações. 

Para respeitar as normas sanitárias, o Casarão repetirá os protocolos do segundo semestre de 2020: 18 dos 35 assentos estarão à venda e haverá limpeza da sala após cada filme – fatores decisivos para a retomada já neste momento. O preço dos ingressos continua o mesmo: R$ 6 (meia-entrada) e R$ 12 (inteira). A grande novidade fica por conta do menor número de sessões diárias: serão três por dia às 15h, 17h e 19h; antes da pandemia eram quatro sessões.  

“A ideia é sentir como será o volume das pessoas neste início para depois poder expandir. Estamos tentando escolher bem os filmes para começar do lugar que voltamos em agosto de 2020. Naquela época, tínhamos uma média de 6, 8, no máximo, 10 pessoas por sessão. Isso para gente já é muito confortável. O quantitativo, hoje, não é a nossa maior preocupação; financeiramente nos ajuda muito, claro, mas, não vai nos salvar. O foco é que o espaço retorne e o Casarão volte à sua totalidade”, declarou João. 

O Cine Casarão acompanharia, de acordo com João Fernandes, o processo de reabertura dos espaços culturais em Manaus. No último dia 15 de junho, Galeria do Largo e Casa das Artes, no Largo de São Sebastião, e Centro Cultural dos Povos da Amazônia (CCPA), no Distrito Industrial, passaram a receber visitação pública.  

NOVOS CAMINHOS PARA SEGUIR EM FRENTE 

Em entrevista exclusiva ao Cine Set, João Fernandes admitiu que a intensidade da segunda onda da pandemia da Covid-19 em Manaus o colocou em dúvida sobre a reabertura do Casarão de Ideias. “Tudo foi diferente por conta da gravidade do que aconteceu e, particularmente, cheguei a pensar de que não teria como voltar por não saber quando a situação iria melhorar”, disse. 

Com o cinema e o café fechados entre janeiro e março de 2021, responsáveis por 40% da renda atual do espaço cultural, o Casarão de Ideias encontrou em editais da lei Aldir Blanc e na Chamada Pública do Programa Especial de Apoio aos Pequenos Exibidores do BRDE/FSA (Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul e Fundo Setorial do Audiovisual) formas para se manter. Atualmente, o local ainda concorre a um prêmio de 2 mil euros do governo francês voltado para o estímulo a exibidores independentes ao redor do planeta que colocam em sua programação filmes do país. 

Outra saída foi além do âmbito artístico e passou pela criação da Escola de Ideias. Localizado no piso inferior do Casarão, o espaço traz salas de reuniões, estações de trabalhos e salas de aulas para alugar. “A escola surgiu para pensar em outros vieses do que já fazíamos. A ideia é abranger todas as áreas; já recebemos, por exemplo, pessoas de design, startups, etc. Não será um processo do dia para noite, mas, temos tido uma boa procura”, disse João. 

Atualmente, o Casarão conta com seis funcionários fixos e mais oitos estagiários, todos da UEA, que trabalham na Escola de Ideias. 

FOCO NO DIGITAL 

Mesmo com o funcionamento ainda limitado, o Casarão de Ideias registrou um alto crescimento inesperado nas redes sociais: foram mais de 10 mil novos seguidores no Instagram de janeiro a junho. “O público quer consumir cultura e desconhecia isso em Manaus. Também atingimos um outro nicho: pessoas que não tinham uma relação cultural com a cidade, mas, viram uma postagem e quiseram vir conhecer. Sentimos isso pelas perguntas e as enquetes nas bilheterias. As pessoas vêm e exigem qualidade, citando sempre o cuidado, o zelo, a limpeza. Isso reforça o desejo da gente cuidar”, declarou João, citando uma frase que sempre escuta dos visitantes: “parece que não estou em Manaus”. 

Com perspectivas de realizar os tradicionais Festival Mova-se de Dança, as instalações do projeto Lugares que o Dia Não me Deixa Ver, uma exposição sobre Frida Khalo e a criação de um espaço kids neste segundo semestre, o Casarão de Ideias terá ainda a missão de desenvolver a tour virtual “Teatro Amazonas um jogo em memórias”. A iniciativa arrecadou os R$ 75 mil necessários junto ao público para tirar a proposta do papel. 

“Sempre pensamos o Casarão de forma muito presencial, mas, a partir deste projeto, podemos abrir outras portas para trabalhar no digital. Temos que pensar em como nos posicionar no mercado”, afirmou.  

Cine Set abre inscrições para curso gratuito e online sobre mulheres no cinema

Compreender como a visão feminina se constrói e está presente no cinema é a proposta do novo curso promovido pelo Cine SET: “Elementos do Olhar no Cinema Feito por Mulheres”. A atividade acontecerá entre os dias 1 e 3 de novembro, de 15h às 18h (horário de Brasília),...

Célebre agitador cultural de Manaus, Joaquim Marinho terá história contada em websérie

Nome fundamental para a cultura no Amazonas e proprietário dos principais antigos cinemas de rua do Centro de Manaus, Joaquim Marinho terá a história contada na websérie documental "Sol, Pipoca e Magia". O projeto estreia na página do YouTube do Planos em Sequência,...

Concurso de curtas-metragens na Ufam de Parintins chega à terceira edição

Organizado pelo curso de Comunicação Social / Jornalismo do campus Parintins da Universidade Federal do Amazonas, o 3º Festival de Cinema Focaliza Parintins (Fopin) está com inscrições abertas para o Prêmio Pacu de Audiovisual 2021. O concurso de curtas-metragens de...

Manauara Shopping anuncia fechamento das 10 salas de cinema do Playarte

Quem foi ao Manauara Shopping na tarde desta quarta-feira, 6 de outubro, se surpreendeu com o fim de uma das principais atrações do local: o complexo do Playarte com 10 salas estava fechado definitivamente. Apenas um comunicado sem maiores detalhes informava ao...

Lenda do boi bumbá de Parintins, Sidney Rezende será tema de documentário dirigido por Cristiane Garcia

“Viaja caboclo, viaja Viaja em teu pensamento Ao olhar no espelho das águas, o azul do firmamento”  Essa canção eternizada na voz do saudoso Arlindo Júnior oferece um vislumbre sobre a produção musical de Sidney Rezende e sua influência no boi-bumbá parintinense. O...

Ateliê 23 adapta peça ‘Ensaio de Despedida’ para o cinema com clássicos modernos de referências

 Companhia teatral surgida em Manaus no ano de 2013, o Ateliê 23 traz “Ensaio de Despedida” como um de seus maiores sucessos. Protagonizada por Taciano Soares e Thais Vasconcelos, a peça dirigida por Eric Lima estreou em fevereiro de 2017 e, um mês depois, abriu a 11ª...

Cinema e cores de Mario Bava inspiram Lucas Martins em novo filme

Com três curtas-metragens já produzidos, o jovem diretor amazonense de 27 anos, Lucas Martins, se prepara para lançar seu mais novo trabalho intitulado "Um Mal Necessário", contemplado pelo edital Feliciano Lana, do governo do Amazonas com recursos da Lei Aldir Blanc....

Em Manaus, pós-graduação de cinema reúne profissionais premiados do audiovisual brasileiro

Produtora amazonense criada por Erlan Souza e Gustavo Soranz, a Rizoma Audiovisual lança um novo curso para quem deseja estudar cinema. Com inscrições abertas (clique aqui), a pós-graduação é voltada para o aperfeiçoamento de profissionais que já atuam no setor....

Roteiristas vencedores do Amazonas Film Festival são tema de nova websérie

Evento cinematográfico de maior porte já realizado no Estado, o Amazonas Film Festival contou com 10 edições entre 2004 e 2013 trazendo estrelas nacionais e internacionais para Manaus, além de contribuir para a geração de uma nova leva de profissionais do audiovisual...

‘Manaus Hot City’ e ‘O Barco e o Rio’ são selecionados para festival no México

"Manaus Hot City", de Rafael Ramos, e "O Barco e o Rio", de Bernardo Abinader, seguem ganhando o mundo. As duas produções do cinema amazonense estão selecionados para o Shorts México 2021, único festival internacional de curtas-metragens do país da América Central....