Em 2012, “Meu Malvado Favorito” virou um hit nos cinemas mundo afora. Poderia ser mais uma história engraçadinha no topo das bilheterias, mas não foi. Tudo porque os coadjuvantes roubaram a cena do vilão/protagonista Gru e viraram sensação. Uma continuação e alguns anos depois, os “Minions” voltam às telas para nos irrita-OPS, animar, em um filme “solo”, que estreia nesta quinta-feira (25).

São muitos os casos parecidos com o do sucesso dos “minions”. Ano passado mesmo, “Malévola” fez milhões nas bilheterias com a história da vilã de “A Bela Adormecida”. O que faz esses personagens cativarem tanto o público? O roteiro, que nos apresenta os coadjuvantes da história? Os atores, que criam tipos inesquecíveis (afinal, já dizia Constantin Stanislavksi, “não existem papeis pequenos, e sim atores pequenos”)? Ou a própria aparência do personagem? Todos os fatores são importantes na construção de um papel icônico.

Pensando nisso, fiz uma lista com dez personagens que-não-eram-os-protagonistas*, mas que são tão ou até mais lembrados quanto eles. E não chorem, mas não deu para botar todos os vilões bacanas do cinema e nem todos os personagens coadjuvantes da Disney. 🙁

9. Regina George (Meninas Malvadas)

Regina George (Rachel McAdams), em Meninas Malvadas

Quando ‘Meninas Malvadas’ estreou, em 2004, o filão dos filmes de high school já estava bastante saturado. Confie na Tina Fey para entregar uma história que, mesmo sem ser tão original assim, deu um fôlego novo aos “corredores de escolas norte-americanas”. O elenco todo é demais, mas quem rouba a cena mesmo é Rachel McAdams e sua Regina George, o arquétipo da patricinha fútil que inferniza – junto ao seu próprio exército de ‘minions’ – quem passar pelo seu caminho. Regina é divertida, sem noção e provavelmente foi a dor de cabeça de Lindsay Lohan, que estava no auge e foi completamente engolida pela “garota mais popular da escola”. E eu espero sinceramente que amanhã vocês vistam rosa!

» LEIA TAMBÉM: Por que “Meninas Malvadas” é um novo clássico do cinema

8. Boba Fett (saga Star Wars)

Boba Fett, em Star Wars

Não dá para dizer que na telona ele roubou o show. No entanto, o ‘culto’ que seguiu Bobba Fett entre os fãs de “Star Wars” é impressionante. Muito disso se deve à história do caçador de recompensas no universo estendido da saga criada por George Lucas e, principalmente, à esperteza da galera do marketing da LucasFilm, que viu no visual bacaninha do filho/clone de Jango Fett a chance de lucrar.

7. Oda Mae Brown (Ghost: Do Outro Lado da Vida)

Oda Mae Brown (Whoopi Goldberg), em Ghost: Do Outro Lado da Vida

Ghost é cafona, mas poderia ser um filme exageradamente cafona se não fosse pela médium espirituosa (hã? hã? entenderam?) interpretada por Whoopi Goldberg. Acompanhada do cabelo todo trabalhado no topete e um dos figurinos mais bregas que o cinema já viu, Oda Mae Brown acaba sendo a personagem para quem torcemos. Queremos que ela perca o medo e ajude o casal a se rever. Queremos que ela não seja presa. O mais bacana? É que ela não se resume a um alívio cômico.

6. Dil (Traídos pelo Desejo)

Dil, de Traídos pelo Desejo

Talvez falar um pouco mais sobre esse personagem e o motivo de ele ter roubado a cena seja um grande spoiler (e mesmo o filme tendo mais de 20 anos, acho mais digno guardar esse “segredo”). Apenas assistam.

5. Gollum/Sméagol (trilogia O Senhor dos Anéis)

Gollum/Sméagol, vivido por Andy Serkis em O Senhor dos Anéis

Na jornada de Frodo e Sam, apareceram muitos personagens icônicos, como Gandalf, O Cinzento, e Aragorn. Entretanto, quando se fala em “O Senhor dos Anéis” e “roubou a cena”, o nome que vem à mente é Andy Serkis e a criatura deturpada por conta do “Um Anel”. Mesmo sendo um antagonista, ele consegue atrair a empatia do público e movimenta a história – tanto é que é fundamental na resolução da saga.

4. Dory (Procurando Nemo)

Dory em Procurando Nemo

As animações são ótimas para coadjuvantes-que-roubam-a-cena (olha os Minions aí!). Ou vai dizer que você não torceu para o Sebastião não ser comido em “A Pequena Sereia”? Ou que não cantou “Hakuna Matata” com Timão e Pumba (que, de tão legais, até ganharam uma série só para eles – isso sem falar que uma das continuações de ‘O Rei Leão’ contou a história do ponto de vista da dupla)? Mas, se for para destacar um coadjuvante ‘animado’, tem que ser a desmemoriada mais adorável do fundo do mar. Dory roubou tanto a cena que, na época, houve campanha para que a Ellen Degeneres (que dubla a personagem na versão original do filme. Sério, assistam. Ela está hilária) fosse indicada ao Oscar. O prêmio não veio (Andy Serkis manda lembranças), mas teremos mais uma chance de ver Dory no ano que vem, quando o spin-off com a história dela estreia. Nossa Senhora do Frasier e do Better Call Saul, que seja bom!

3. Tommy DeVito (Os Bons Companheiros)

Tommy DeVito, de Os Bons Companheiros

Sim, Tommy, te achamos divertido e você nos entretém, por isso está nesta lista, imprensado entre duas divas. O único personagem real do ranking, Tommy poderia ser a típica caricatura do mafioso italiano, mas estamos falando de um roteiro dirigido por Martin Scorsese e de um desempenho sensacional de Joe Pesci, que já havia roubado a cena anos antes em “Touro Indomável”. Tommy é assustador, imprevisível e fundamental para a carga de tensão que Marty imprime no filme.

2. Coringa (Batman: O Cavaleiro das Trevas)

Talvez a morte do ator tenha contribuído para a “mítica” do personagem. O que sei é que não há como terminar uma sessão do filme dirigido por Christopher Nolan e não pensar no “palhaço, bobo, joker” (um doce pra quem acertar a referência!) que percorre a cidade de Gotham sem um plano, apenas matando por diversão. Sem “história pregressa” e nem justificativas, vamos com o Coringa de vidro aberto e com os braços para fora do carro. Batman who?

1. HAL-9000 (2001: Uma Odisseia no Espaço)

Teve peixe, teve mafioso italiano, teve caçador de recompensa, mas quem rouba a cena mesmo nessa lista é um computador. Desculpa aí, Dave! Com sua voz calma e a aparência ‘inofensiva’ (afinal, é uma máquina feita para ajudar o homem!), a ‘luzinha vermelha’ virou um ícone do momento em que se recusa a abrir a porta para o pobre Dave. Dessa lista, é um dos personagens com mais imitações/homenagens na cultura pop ao longo dos anos. Quando os Muppets, os Simpsons e o Family Guy te referenciam, é porque você fez algo ~certo~.

» VEJA TAMBÉM: 10 atores que são sempre coadjuvantes

—————————————————————————————————————-

* ATUALIZAÇÃO: a lista inicialmente contava com a presença de Mammy, interpretada por Hattie McDaniel em “E o Vento Levou”. Já debati muitas vezes sobre tirar ou não esse texto do site, porque meu entendimento de cinema e da representatividade na época certamente não condizia com o que eu penso hoje e com a forma com que eu vejo “…E o Vento Levou” agora. É certo que, por mais que Hattie McDaniel entregue uma grande atuação, sua personagem representa um tropo extremamente problemático: a Mammy. (que, inclusive, é o nome da personagem de McDaniel no filme). Segundo o site TV Tropes, as mammies do cinema e da TV são geralmente mulheres “com sobrepeso, de meia idade ou mais velhas, e com nenhuma sensualidade”. “A mulher branca estaria, assim, supostamente segura que uma Mammy em casa não ameaçaria a fidelidade de seu marido”. “…E o Vento Levou” não foi a única obra da cultura norte-americana a usar a figura da Mammy, mas, sem dúvidas, foi a que mais perdurou. É inegável a importância de Hattie McDaniel para o cinema. Pelo filme, ela se tornou a primeira atriz negra a ganhar um Oscar (feito que só seria igualado 60 anos depois, com Whoopi Goldberg), mas a estatueta não lhe garantiu nada na indústria – a premiação, por exemplo, ocorreu em um hotel que não permitia a entrada de negros, e a McDaniel não foi permitido sentar na mesma mesa que os outros atores do filme e que, assim como ela, estavam indicados naquela noite. A atriz continuou a ser colocada pela indústria para representar o tropo da Mammy: foram pelo menos 40 empregadas domésticas em uma década. Reconheço os méritos técnicos de uma produção como “…E o Vento Levou”, mas entendo que, enquanto consumidora de cinema, devo dar holofote a outras representações de mulheres negras no cinema.

Cinema em Tempos de Coronavírus: Dicas de Filmes no Streaming #28

Filme: Amor Sem Escalas Direção: Jason Reitman Elenco: George Clooney, Vera Farmiga, Anna Kendrick, Jason Bateman Sinopse: Ryan Bingham (George Clooney) tem por função demitir pessoas. Por estar acostumado com o desespero e a angústia alheios, ele mesmo se tornou uma...

Cinema em Tempos de Coronavírus: Dicas de Filmes no Streaming #27

Filme: Permanência Direção: Leonardo Lacca Elenco: Irandhir Santos, Rita Carelli, Sílvio Restiffe, Laila Pas Sinopse: Ivo (Irandhir Santos) é um fotográfo pernambucano que viaja a São Paulo para fazer sua primeira exposição individual. Ele aceita o convite da...

Cinema em Tempos de Coronavírus: Dicas de Filmes no Streaming #26

Filme: Estou Pensando Acabar com Tudo Direção: Charlie Kaufman Elenco: Jesse Plemons, Jessie Buckley, Toni Collette Sinopse: Um homem leva sua namorada para viajar e, assim, conhecer seus pais. Porém, um desvio inesperado transforma a viagem do casal numa jornada...

Cinema em Tempos de Coronavírus: Dicas de Filmes no Streaming #25

Filme: Pecados Íntimos Direção: Todd Field Elenco: Kate Winslet, Patrick Wilson, Jennifer Connelly, Jackie Earle Haley Sinopse: Sarah Pierce (Kate Winslet) é casada com Richard (Gregg Edelman) e vive em uma cidade suburbana dos Estados Unidos. Ela leva regularmente...

Cinema em Tempos de Coronavírus: Dicas de Filmes no Streaming #24

Filme: Elizabeth Direção: Shekhar Kapur Elenco: Cate Blanchett, Joseph Fiennes, Geoffrey Rush, Eric Cantona Sinopse: Inglaterra, 1554. O país está dividido entre católicos e protestantes. Mary Tudor (Kathy Burke) está no poder e uma católica fervorosa, mas tem um...

Cinema em Tempos de Coronavírus: Dicas de Filmes no Streaming #23

Filme: Constantine Direção: Francis Lawrence Elenco: Keanu Reeves, Rachel Weisz, Djimon Hounsou, Tilda Swinton Sinopse: John Constantine (Keanu Reeves) é um experiente ocultista e exorcista, que literalmente chegou ao inferno. Juntamente com Angela Dodson (Rachel...

Cinema em Tempos de Coronavírus: Dicas de Filmes no Streaming #22

Filme: Get Me Roger Stone Direção: Dylan Bank, Daniel DiMauro, Morgan Pehme Sinopse: Documentário explora a vida e a carreira de Roger Stone, um notório trapaceiro, sem escrúpulos, republicano. Stone foi conselheiro de Donald Trump por um longo tempo, ajudando-o a...

Cinema em Tempos de Coronavírus: Dicas de Filmes no Streaming #21

Filme: Love Story Direção: Arthur Hiller Elenco: Ali McGraw, Ryan O'Neal, Ray Milland, Katharine Balfour Sinopse: Drama acompanha Oliver Barrett IV (Ryan O'Neal), um estudante de Direito de Harvard que conhece Jenny Cavilleri (Ali MacGraw), uma estudande de música de...

Cinema em Tempos de Coronavírus: Dicas de Filmes no Streaming #20

Filme: Jim & Andy Direção: Chris Smith Elenco: Jim Carrey, Danny DeVito, Milos Forman, Judd Hirsch Sinopse: Um olhar sobre os bastidores de O Mundo de Andy, lançado em 1999, registrando detalhadamente como o ator Jim Carrey adotou a peculiar persona do...

Cinema em Tempos de Coronavírus: Dicas de Filmes no Streaming #19

Filme: Victoria e Abdul Direção: Stephen Frears Elenco: Judi Dench, Ali Fazal, Eddie Izzard, Adeel Akhtar. Sinopse: 1887, Agra, Índia. Dois jovens locais são escolhidos para viajar até Londres de forma a presentear a rainha Victoria (Judi Dench) com uma valiosa moeda...