De Bradley Cooper a Willem Dafoe, Caio Pimenta apresenta a lista de candidatos ao Oscar 2022 de Melhor Ator Coadjuvante.

CHANCES MÍNIMAS

Vincent Lindon é uma das grandes estrelas do atual cinema francês.

Dois atores de filmes queridos da crítica devem ficar de fora. 

O excelente Vincent Lindon dificilmente terá vez na corrida pelo polêmico “Titane”, enquanto o Eugenio Derbez enfrenta concorrência pesada dentro do próprio elenco de “Coda – No Ritmo do Coração”.  

Pelo menos, só de serem cogitados, já é um grande avanço para o London e, principalmente, o Derbez que sempre ficou marcado por comédias bem fraquinhas. Mas, grandes nomes do cinema norte-americano e britânico também terão vida difícil na categoria. 

Será que Oscar Isaac consegue a primeira indicação da carreira?

Em alta em Hollywood após o elogiado “Cenas de um Casamento”, o Oscar Isaac seria uma zebra e tanto caso seja nomeado por “Duna”. Se está difícil para a Jennifer Hudson em Melhor Atriz, imagina para o Forest Whitaker, por “Respect”?

Apesar de sempre gozar de prestígio na Academia, o Colin Firth sofre por conta de “Mothering Sunday” não decolar na temporada de premiações.

Jonah Hill já foi indicado ao Oscar por “O Homem que Mudou o Jogo” e “O Lobo Wall Street”.

O único que pode crescer na corrida desta turma é Jonah Hill, de “Don´t Look Up”. Vale lembrar que o Jonah Hill tem muito bom trânsito em Hollywood, está em um filme perfeito para ele – uma comédia irônica e ácida – e com potencial de crescimento na reta final da temporada. Não o descarto de forma alguma. 

CORREM POR FORA

Troy Kotsur chega com a missão de ser o primeiro intérprete masculino com deficiência auditiva indicado ao Oscar.

Por essa ser uma corrida tão embolada e ainda imprevisível, quem aparece neste momento correndo por fora pode, daqui a uns meses, tanto subir demais como sumir na disputa. 

Vamos começar com aqueles com potencial de alta. 

Kelvin Harrison Jr foi bastante elogiado ao lado do Peter Dinklage em “Cyrano” e pode se beneficiar da categoria ser considerada uma oportunidade para novos talentos ganharem visibilidade.

Caso a Academia busque por ser mais inclusiva, uma boa opção pode ser o Troy Kotsur, de “CODA”. Seria uma forma de prestigiar o elenco deficiente auditivo além da óbvia indicação da Marlee Maitlin. 

Willem Dafoe tem apelo popular para levar o primeiro Oscar da carreira.

Veterano em Hollywood, o Jason Isaac pode conseguir a primeira nomeação por “Mass”, drama extremamente elogiado pelo elenco.

Falando em experiência, olho atento ao Al Pacino, por “Casa Gucci”, e o Willem Dafoe, de “O Beco do Pesadelo”.  

O Dafoe, aliás, namora este Oscar de Melhor Ator Coadjuvante e, caso a fantasia do Guillermo Del Toro corresponda as expectativas, há grandes chances dele subir bastante.  

Agora, tem também aqueles que eu não levo tanta fé que sejam indicados. 

O Jon Bernthal pode até se beneficiar com o hype em relação a “King Richard”, porém, acho que a resistência a ele será maior e a Academia irá privilegiar nomes mais regulares e prestigiados.

O Timothy Spall deve seguir o diretor Pablo Larraín e ser eclipsado pela Kristen Stewart em “Spencer”. 

Searchlight Pictures preferiu Garfield em Ator Coadjuvante para não gerar um conflito com “Tick, Tick, Boom”.

Por mais fofinho e talentoso que seja, o Woody Norman, de “C´Mon, C´Mon”, deve aguardar mais alguns anos antes de ser indicado.

E o Andrew Garfield deverá ficar reservado para Melhor Ator com “Tick, Tick Boom” e não ser nomeado por “The Eyes of Tammy Faye”.  

Para fechar, tem o Jesse Plemonso qual perdeu espaço para um colega de elenco de “Ataque dos Cães”.  

GRANDES CANDIDATOS  

Ben Affleck consegue, finalmente, indicação solo ou voltará a ser esnobado?

Já que estou falando de “O Ataque dos Cães”, tem um candidato fortíssimo vindo do longa da Jane Campion.  

Kodi Smit-McPhee é a grande esperança da Netflix na categoria e está muito perto da indicação.

O Ben Affleck tem duas opções: por “O Último Duelo” e, principalmente, com “The Tender Bar”. A Academia pode aproveitar a ocasião para celebrar um astro adorado pelo público, bom chamariz de audiência e ainda reconhecê-lo após a esnobada nas categorias de Direção e Ator em 2013 por “Argo”.   

Jared Leto aposta em uma atuação bem Oscar bait em “Casa Gucci”.

Dois ganhadores da categoria são possibilidades de indicação: o primeiro é o Jared Leto, de “Casa Gucci” com sua pesada maquiagem, e o J.K Simmons interpretando o ator William Frawley em “Being the Ricardos”.  

No meio destes habitués do Oscar, há aquela turma chegando firme em busca da primeira indicação. 

Do lixo ao luxo: Jamie Dornan deixa “Cinquenta Tons de Cinza” para trás com o elogiado “Belfast”.

São os casos do Jamie Dornan e Ciarán Hinds, ambos do favorito ao Oscar “Belfast”, o Idris Elba e todo seu estilo em “Vingança & Castigo”, e o Corey Hawkins, por “A Tragédia de Macbeth”. 

Destes todos, o Ciarán Hinds é quem aparece com mais força. 

OS FAVORITOS 

A24 tenta repetir o sucesso com Yoon Yeo-jeong nas categorias de coadjuvantes com o Richard Jenkins.

Se as disputas de Melhor Atriz e Ator contam com até três nomes certos de indicados, aqui, a os candidatos praticamente garantidos diminuem para dois. Um deles é o Richard Jenkins. 

Dos mais regulares e talentosos atores norte-americanos da atualidade, ele tem prestígio imenso em Hollywood e pode ter a grande chance de levar o tão sonhado Oscar com “The Humans”, da A24.

O drama do Stephen Karam é aquele típico filme de atores semelhante a “Minari”, filme que a produtora conseguiu vencer atriz coadjuvante com a Yuh-Jung Youn. 

Bradley Cooper chega como um dos astros mais queridos de Hollywood e pode levar o Oscar 2022 como favorito.

Outro candidato forte na categoria é o Bradley Cooper, de “Licorice Pizza”. 

Emplacando quatro indicações desde 2013, o astro consegue algo adorado por Hollywood: equilibrar os grandes sucessos de bilheteria com produções mais prestigiadas mirando a temporada de premiações.

Em 2022, o caminho rumo à vitória parece mais aberto em ator coadjuvante pelo novo filme do Paul Thomas Anderson do que em Melhor Ator por “O Beco do Pesadelo”, onde a disputa traz mais adversários pesados. 

Acredito que a MGM investirá tudo o que puder para consagrar o Cooper com um Oscar. E não duvide se ele voltar ano que vem como favorito pela cinebiografia do maestro Leonard Berstein. 

Oscar: TOP 10 Ganhadores Melhor Filme Internacional nos Anos 2010

De "O Segredo dos Seus Olhos", da Argentina, a "Roma", do México, Caio Pimenta elege o TOP 10 dos Ganhadores de Melhor Filme Internacional nos Anos 2010. PS: até 2019, a categoria se chamava Melhor Filme de Língua Não-Inglesa, porém, para fins de maior entendimento,...

Oscar: Os Quase Indicados a Melhor Filme (2000 a 2022)

De "Quero ser John Malkovich" a "Apresentando os Ricardos", Caio Pimenta traz as obras que bateram na trave para serem indicadas a Melhor Filme no Oscar. https://www.youtube.com/watch?v=vPU4Vhgr55Y 2000 a 2009 Com apoio de Harvey Weinstein, “Regras da Vida”...

Oscar: 10 Atuações Masculinas que não deram sorte na Premiação (2000-2020)

De Gary Oldman a Michael Keaton, Caio Pimenta traz um TOP 10 com atuações masculinas que não sorte no Oscar. https://www.youtube.com/watch?v=GdrLBWPhCys 10. GARY OLDMAN, POR "O ESPIÃO QUE SABIA DEMAIS" O décimo lugar deste TOP 10 ocorreu há 10 anos.   O Jean Dujardin...

Oscar: 10 Atuações Femininas que não deram sorte na Premiação (2000-2020)

De Nicole Kidman, por "Moulin Rouge", a Ellen Burstyn, de "Réquiem Para um Sonho", Caio Pimenta traz um TOP 10 com atrizes que não sorte no Oscar, seja por concorrer contra uma mega favorita ou estar no meio de uma disputa entre duas candidatas fortes....

Oscar: O Melhor e o Pior das Indicações de Saoirse Ronan e Penélope Cruz

Das nomeações por "Desejo e Reparação" e "Volver" a "Adoráveis Mulheres" e "Mães Paralelas", Caio Pimenta analisa quais as melhores e piores indicações de Saoirse Ronan e Penélope Cruz no Oscar. https://www.youtube.com/watch?v=0awFQcqEwSw 4. "BROOKLYN" Começando com a...

Oscar 2023 – Quem Pode Surgir na Disputa? – Parte 9

De Steven Spielberg a Alejandro González Iñarritu, Caio Pimenta aponta os últimos 10 candidatos ao Oscar 2023. "THE FABELMANS" E "BARDO" Steven Spielberg fez uma campanha digna com “Amor, Sublime Amor” no Oscar 2022 ainda que se esperasse mais do musical na briga com...

Oscar: O Melhor e o Pior das Indicações de Christian Bale e Joaquin Phoenix

Das nomeações por "O Vencedor" e "Gladiador" a "Vice" e "Coringa", Caio Pimenta analisa quais as melhores e piores indicações de Christian Bale e Joaquin Phoenix no Oscar. 4. A GRANDE APOSTA Começo com o Christian Bale e a indicação mais fraca dele ao Oscar, para mim,...

Brasil no Oscar 2023: Quem Pode Surgir na Disputa? – Parte 8

No especial dos candidatos do Oscar 2023, Caio Pimenta traz uma lista com sete filmes brasileiros que podem representar o país. https://www.youtube.com/watch?v=AMOUGgQqXiM "MARTE UM", "O LIVRO DOS PRAZERES" E "A Primeira Morte de Joana” Vamos então aos candidatos...

Oscar: TOP 10 Maiores Momentos da Década 1950

Dos recordes de "Gigi" e "A Malvada" às indicações póstumas de James, Caio Pimenta traz os 10 maiores momentos do Oscar nos anos 1950. 10. IMPROVISO DE JERRY LEWIS EM 1959 https://www.youtube.com/watch?v=2riKdGOdU3E&t=157s A lista do Oscar nos anos 1950 continua...

Oscar 2023: Quem Pode Surgir na Disputa? – Parte 7

No especial dos candidatos do Oscar 2023, Caio Pimenta traz uma lista com oito filmes brasileiros que podem representar o país. MEDUSA https://www.youtube.com/watch?v=3yW1VUtYXN0 A lista começa com “Medusa”, novo filme de Anita Rocha da Silveira.   Premiado no...