“The Aeronauts” traz como grande mérito celebrar a ciência através da busca incansável por mais conhecimento. Pode parecer pouco (e, de fato, é), mas, em uma época de terraplanistas, descrença em dados científicos sólidos relativos a aquecimento global e desmatamento, fora a completa loucura de se temer até vacinas, o filme disponibilizado no streaming da Amazon acaba sendo suficiente e mesmo necessário. 

Baseado em fatos parcialmente reais ocorridos na Inglaterra do século XIX, “The Aeronauts” acompanha a viagem de balão feita pela veterana no setor, Amelia Wren (Felicity Jones – personagem fictícia) e o cientista James Glaisher (Eddie Redmayne – personagem real). Ambos possuem objetivos diferentes: ela deseja quebrar o recorde de maior altura já alcançada e superar o trauma da morte do marido, ocorrida em uma aventura de balão anos antes, enquanto ele busca confirmar teorias científicas relativas ao clima e tempo, além de provar que a meteorologia era uma ciência tanto quanto qualquer outra, sendo possível sistematizá-la e prevê-la. 

Dirigido por Tom Harper (“As Loucuras de Rose”), “The Aeronauts” se alterna entre o que se passa no balão com a dupla em cenas de ação, enfrentando as dificuldades – frio, tempestades, problemas relativos à pressão atmosférica – e flashbacks sobre o passado dos personagens. Quando se concentra em ser uma aventura, o filme até se sai bem com momentos relativamente tensos, nos fazendo temer pelo destino dos personagens. Apesar de uma trilha sonora exagerada, as sequências da tempestade e com Amelia no topo do balão se beneficiam de ótimos efeitos visuais, maquiagem e montagem precisas. 

Por outro lado, o passado dos personagens não empolga pela completa falta de complexidade. James Glaisher, por exemplo, fica restrito ao drama do sujeito menosprezado por todos os colegas cientistas e até pela própria família, buscando uma chance de provar que suas teorias estão certas. Nada que não tenhamos visto nos irritantes filmes de superação. De resto, nada mais. Com um arco com mais potencial, Amelia também sofre pelo roteiro de Jack Thorne (“Extraordinário”) e do próprio Harper alongar excessivamente o trauma da morte do marido até o fim de “The Aeronauts”, perdendo o impacto gradualmente. Torna tudo ainda mais artificial o CGI gritante nos momentos menos acelerado, tirando o peso dramático das cenas.

Talvez a crença de que a química e o carisma da dupla Eddie Redmayne e Felicity Jones, reconhecida e premiada mundialmente por “A Teoria de Tudo”, fosse suficiente para segurar todo o filme, levou “The Aeronauts” a acreditar que dava para seguir viagem com um roteiro tão carente. Até consegue por se tratar de dois talentosos atores, mas, um pouco mais de densidade em James e Amelia teria tornado a experiência ainda mais recompensadora.

A ETERNA BUSCA POR CONHECIMENTO 

Ao longo de toda História, desde a era das cavernas com os primeiros homo sapiens até os dias atuais de hiperconectividade, o homem sempre se mostrou inquieto em uma busca na evolução constante para os obstáculos impostos pela Natureza ou para a solução de problemas que o afligiam. Da agricultura de subsistência passando pelas Grandes Navegações à era do Iluminismo até chegarmos nos avanços alcançados pela medicina nas últimas décadas mostra como a sociedade conseguiu avançar através da ciência e da inquietude por mais conhecimento – e também, claro, poder e dinheiro. 

Mesmo que idealizado como fazem 99,9% das cinebiografias, James Glaisher incorpora esta inquietude histórica da humanidade por mais e mais informações daquilo que o cerca. A perseverança e a crença da importância dos dados nunca antes obtidos chega ao ponto dele se colocar em segundo plano, como um soldado durante uma guerra. Não levar a roupa de frio necessária para não sobrecarregar o balão está entre estas medidas, uma decisão que terá preço caro no momento mais dramático de “The Aeronauts”. 

Para a turma que ainda não acredita em dados científicos e acha tudo uma bobagem sem lógica, ver a metodologia de Glaisher em cada apuração de dados é quase como uma tapa na cara. Durante grande parte do filme, o personagem de Eddie Redmayne permanece sentado anotando, escrevendo etapa por etapa as informações obtidas, o que leva Amelia Wren a se tornar a protagonista das ações para tirá-los das situações mais perigosas. 

Falando em Amelia, aliás, mais do que todo o conflito interno da personagem relacionado à morte do marido, destaca-se mesmo a determinação em quebrar barreiras. A gana por sempre querer ir mais alto cria uma aliança perfeita com a obsessão de Glaisher. Mesmo quando teme que estejam indo além do limite, ela não se intimida e arrisca as últimas cartadas. 

Chega a ser bizarro que, em pleno século XXI, precisemos reforçar que a ciência é peça-chave para a nossa evolução e a eterna busca por mais conhecimento seja inerente ao ser humano. Para tempos sombrios como os atuais, “The Aeronauts” até tem seu valor. 

‘Adeus Leonora’: a carta de despedida do mestre Paolo Taviani

A morte é a grande protagonista de “Leonora Adeus”, recente filme do lendário diretor italiano Paolo Taviani. Ele mesmo, no alto dos seus 91 anos, constrói uma narrativa tragicômica da morte e como ela permeia o nosso universo ao redor. Com um olhar melancólico,...

‘Meu Álbum de Amores’: a linha tênue entre o amor e o brega

Ah, o amor. As delícias das paixões desenfreadas, cegas e absurdas. O amor latente, pulsante, que corre por entre as veias e explode em adrenalina e desespero. O amor é inexplicável. Há quem diga que só vivemos um grande amor por toda a vida. Há aqueles que vivem...

Festival de Karlovy Vary 2022: ‘Flux Gourmet’, de Peter Strickland

"Flux Gourmet", novo filme de Peter Strickland, é um prato reservado aos curiosos gastronômicos de plantão. O projeto do atual mestre do bizarro inglês foi exibido no Festival Internacional de Cinema de Karlovy Vary deste ano após estreia em Berlim e vem recheado das...

‘The Five Devils’: a falácia do mito do “lugar de gente de bem”

"The Five Devils", novo filme da francesa Léa Mysius, é um misto de drama familiar e thriller sobrenatural que leva o espectador por caminhos inesperados. O longa, que estreou na mostra Quinzena dos Realizadores em Cannes e foi exibido no Festival Internacional de...

‘Trem-Bala’: carisma de Brad Pitt faz longa pueril valer a pena

Eis que chega às telonas “Trem-Bala”, mais uma obra que segue o filão do cinema de ação espertinho à la Deadpool. Ou seja: temos aqui uma maçaroca de referências pop e piadas adolescentes que, se por um lado, não radicaliza nada, por outro não consegue bancar o peso...

‘Ela e Eu’: Andréa Beltrão domina melodrama sobre recomeço

Mãe e filha. 20 anos de convivência emocional e de ausência física. Reconfigurando afetos, Gustavo Rosa de Moura traz aos cinemas em “Ela e Eu” uma história forte, importante e comovente sobre novas e velhas formas de amar com Andrea Beltrão fazendo uma personagem do...

‘Tinnitus’: angustiante e ótimo body horror brasileiro

Uma atleta de saltos ornamentais em apuros guia a trama de "Tinnitus", novo filme do paulista Gregorio Graziosi (“Obra”) que teve estreia mundial no Festival Internacional de Cinema de Karlovy Vary deste ano. Ancorado na sólida performance da atriz Joana de Verona, o...

‘Aos Nossos Filhos’: Marieta Severo brilha em drama de tom solene

Vera (Marieta Severo) está em um embate terrível com a filha Tânia (Laura Castro). A jovem, lésbica e casada, que quer a aprovação da matriarca para ser mãe, mas não vê forma de superar os próprios traumas e o dissabor da relação com a personagem de Marieta, uma...

‘O Palestrante’: Porchat aposta no seguro em comédia morna

Guilherme (Fábio Porchat) é um contador frustrado que perdeu o tesão na vida. Seu chefe é um babaca, a esposa o humilha e o sujeito simplesmente desliza pelos dias no piloto automático. Isto até ser confundido com um palestrante motivacional e se apaixonar por Denise...

Festival de Karlovy Vary 2022: ‘Close’, de Lukas Dhont

As dores de amadurecimento dão o tom de "Close", novo filme de Lukas Dhont que estreou em Cannes - onde dividiu o Grand Prix com "Both Sides of the Blade", de Claire Denis - e foi exibido no Festival Internacional de Cinema de Karlovy Vary. O drama confirma o diretor...