Aclamado em diversos festivais de cinema, incluindo Berlim e Sundance (do qual também saiu premiado), ‘The Souvenir’ é um filme de narrativa simples com grandes atributos. Para começar, ele é escrito e dirigido unicamente por Joanna Hogg, já conhecida por marcar presença no circuito europeu de cinema por trabalhos como ”Unrelated”, além disso, o longa possui a distribuição da A24, queridinho dos filmes independentes e, como se tudo isso não bastasse, ainda leva o nome de Martin Scorsese (“O Irlandês”) na produção executiva. Entretanto, apesar da grandeza que cerca sua distribuição, ‘The Souvenir’ é um filme delicado que fala sobre narrativas já conhecidas no cinema, se destacando verdadeiramente pelo desempenho Honor Swinton Byrne como protagonista de um romance problemático. 

Em “The Souvenir”, Honor interpreta Julie, uma estudante de cinema no início dos anos 1980. Tentando encontrar seu caminho como cineasta, ela acaba se apaixonando por Anthony (Tom Burke), um homem cheio de vícios e não muito confiável, desencadeando situações complicadas para si mesma e para sua profissão. Com essa proposta, Hogg aborda duas temáticas muito populares: romances conflituosos e o próprio cinema, sendo necessária uma abordagem muito boa para mostrar algo novo sobre. 

Felizmente, a forma como ‘The Souvenir’ se apresenta passa a impressão de novidade. O filme oferece uma estética muito bela e delicada, um contraste grande com as cenas mais densas e com a própria forma de serem abordadas pela direção de fotografia, a qual alterna entre um retrato mais íntimos dos personagens com ângulos abertos e contemplativos 

Além disso, a própria dinâmica entre Honor Swinton Byrne e Tom Burke é um dos pontos positivos da história: ao mesmo tempo em que o romance entre os dois é construído de forma sutil, os problemas posteriores surgem de maneira muito mais urgente e a atuação dos dois passa o esgotamento sentimental em meio aos momentos românticos. No elenco, o longa ainda apresenta um grande easter egg com a relação mãe e filha da vida real sendo levada para a tela com Hornor e Tilda Swinton. 

Mais do mesmo 

Apesar de passar a impressão de novidade e possuir bons elementos para lhe apoiar neste quesito não demora muito para a produção cair em armadilhas. Com o foco na relação conturbada entre Anthony e Julie, os diálogos sobre cinema parecem dispersos e aleatórios, mostrando que “The Souvenir” não consegue se aprofundar nem no relacionamento nem na profissão de Julie, deixando a cargo dos atores forçarem mais para o lado do conflituoso do casal. 

Com esse enfoque total nos personagens, “The Souvenir” mostra que falta densidade para apresentar uma narrativa impactante e até mesmo relevante. Sim, existe todo o cenário de um relacionamento tóxico, de abuso de drogas e o próprio amadurecimento de Julie, porém, sua posição privilegiada (algo ressaltado pelo próprio filme) faz os problemas parecerem menos urgentes do que são. 

Assim, ‘The Souvenir’ possui qualidade óbvia em sua execução, entretanto, a concepção poderia ter sido pensada em abranger um público maior, em focar nas narrativas que conversem facilmente com diferentes pessoas. É por esta situação de filme bem feito, porém, nem tão relevante quanto se propõe que ‘The Souvenir’ tem tudo para se tornar uma obra esquecível. 

‘Ela e Eu’: Andréa Beltrão domina melodrama sobre recomeço

Mãe e filha. 20 anos de convivência emocional e de ausência física. Reconfigurando afetos, Gustavo Rosa de Moura traz aos cinemas em “Ela e Eu” uma história forte, importante e comovente sobre novas e velhas formas de amar com Andrea Beltrão fazendo uma personagem do...

‘Tinnitus’: angustiante e ótimo body horror brasileiro

Uma atleta de saltos ornamentais em apuros guia a trama de "Tinnitus", novo filme do paulista Gregorio Graziosi (“Obra”) que teve estreia mundial no Festival Internacional de Cinema de Karlovy Vary deste ano. Ancorado na sólida performance da atriz Joana de Verona, o...

‘Aos Nossos Filhos’: Marieta Severo brilha em drama de tom solene

Vera (Marieta Severo) está em um embate terrível com a filha Tânia (Laura Castro). A jovem, lésbica e casada, que quer a aprovação da matriarca para ser mãe, mas não vê forma de superar os próprios traumas e o dissabor da relação com a personagem de Marieta, uma...

‘O Palestrante’: Porchat aposta no seguro em comédia morna

Guilherme (Fábio Porchat) é um contador frustrado que perdeu o tesão na vida. Seu chefe é um babaca, a esposa o humilha e o sujeito simplesmente desliza pelos dias no piloto automático. Isto até ser confundido com um palestrante motivacional e se apaixonar por Denise...

Festival de Karlovy Vary 2022: ‘Close’, Lukas Dhont

As dores de amadurecimento dão o tom de "Close", novo filme de Lukas Dhont que estreou em Cannes - onde dividiu o Grand Prix com "Both Sides of the Blade", de Claire Denis - e foi exibido no Festival Internacional de Cinema de Karlovy Vary. O drama confirma o diretor...

‘Il Buco’: um olhar contemplativo para uma Itália pouco explorada

Consigo imaginar vários filmes ambientados em cavernas. Desde ficções científicas a fantasias até true crimes, esse parece ser um ótimo cenário para criar dramaticidade, viver aventuras e encontrar novos mundos; no entanto, nenhum desses caminhos se assemelha ao que...

Festival de Karlovy Vary 2022: ‘The Eight Mountains’, de Felix van Groeningen e Charlotte Vandermeersch

Nos idos dos anos 2000, um jovem resolve ir atrás do companheiro de infância e embarcar em uma terna aventura. Esta é a premissa de "The Eight Mountains", filme que estreou em Cannes - onde dividiu o Prêmio do Júri com "EO", de Jerzy Skolimowski - e foi exibido no...

‘Men’: estarrecedor suspense sobre o poder dos homens

“O mundo é dos homens”. Essa famosa frase não é em vão: o mundo realmente é dos homens. Nas entranhas sociais, os homens mantêm o seu protagonismo. Nas sociedades, o patriarcado e suas ramificações, como machismo, imperam e constituem as normas estabelecidas sob a...

‘Tudo é Possível’: comédia adolescente com a lisura de um filtro do Instagram

Foi sem absolutamente nenhum alarde que "Tudo é Possível" entrou no catálogo do Amazon Prime Video. Despejado com indiferença na plataforma, o filme de Billy Porter (que recentemente pôde ser visto como a fada madrinha na novíssima versão de "Cinderela", também do...

‘Persuasão’: crime contra o legado de Jane Austen

Anacronismos são bem-vindos em adaptações literárias de obras que datam de décadas, as vezes séculos atrás. De “Maria Antonieta”, da Sofia Coppola ao “Emma”, de Autumn de Wilde, podendo ser mais ou menos sutil, mas sempre tendo em mente que é preciso não se perder e...