Caio Pimenta analisa quem são os favoritos para levar o SAG 2020 na noite deste domingo, dia 19 de janeiro.

Em Melhor Atriz Coadjuvante, disputam a Laura Dern, de “História de um Casamento”, Scarlett Johansson, de “Jojo Rabbit”, Jennifer Lopez, de “As Golpistas”, e Margot Robbie e Nicole Kidman, ambos por “O Escândalo”. Aqui, o favoritismo é absoluto da Laura Dern. Antes deste ano, ela já fora indicada duas vezes em categorias de televisão e, em 2020, concorre aqui em Atriz Coadjuvante e também Melhor Elenco de Série por “Big Little Lies”. 

Eu acho que há duas possibilidades de zebra: a primeira, com um pouco mais de chance de acontecer, mas, ainda pequena, é a Scarlett Johansson vencer por “Jojo Rabbit”. Isso ajudaria a compensar uma derrota em Melhor Atriz.  A outra mais improvável ainda é a Jennifer Lopez. Mas, aí você deve estar dizendo: pô Caio, nem indicada ao Oscar ela foi, vai ganhar no SAG? Isso, porém, aconteceu em 2019 quando Emily Blunt ganhou na categoria por “Um Lugar Silencioso”. 

Brad Pitt, de “Era uma vez em Hollywood”, Al Pacino e Joe Pesci, de “O Irlandês”, Tom Hanks, por “Um Lindo Dia na Vizinhança”, e Jamie Foxx, de “Luta por Justiça”, brigam pelo prêmio de Melhor Ator Coadjuvante. O Brad Pitt tem tudo para repetir a história do Globo de Ouro e sair vencedor da categoria. O interessante é que esta é apenas a terceira indicação individual dele: as duas anteriores foram por “O Curioso Caso de Benjamin Button” e “O Homem que Mudou o Jogo”. Ele já tem um prêmio de Melhor Elenco por “Bastardos Inglórios”. 

A possibilidade de surpresa reside aqui na dupla de “O Irlandês”. O Al Pacino tem uma história que fala por si só, uma grandeza de um dos maiores atores da história de Hollywood. Agora, duas coisas que podem puxar para o lado do Joe Pesci: primeiro, ele tem uma posição de coadjuvante até mais clara do que o Pacino e o Brad Pitt que, muitas vezes, puxam a história para si, e a outra é que o SAG, antes de “O Irlandês”, nunca indicou o Pesci até porque o auge dele já havia acontecido antes da premiação existir. Logo, pode ser tentador para o Sindicato querer premiá-lo. 

Em Melhor Atriz, disputam a Renée Zellweger, de “Judy”, Scarlett Johansson, de “História de um Casamento”, Charlize Theron, de “O Escândalo”, Cynthia Erivo, de “Harriet” e Lupita Nyong´o, de “Nós”. Antes de dizer quem deve vencer, uma pequena observação: essa lista do SAG está melhor do que a do Oscar somente por ter Lupita. Posto isso, favoritismo absoluto e total da Renée Zellweger. Correm por fora, a Scarlett Johansson até por estar em um filme mais forte dentro desta temporada de premiações e não correr o risco de sair da festa sem ser premiada e com menos chances a Charlize Theron, uma das atrizes mais engajadas de Hollywood da atualidade em um papel polêmico e difícil. 

Leonardo DiCaprio, por “Era uma vez em Hollywood”, Adam Driver, de “História de um Casamento”, Christian Bale, de “Ford Vs Ferrari”, Taron Egerton, de “Rocketman” e Joaquin Phoenix, por “Coringa” são os indicados. Um detalhe é que aqui tem dois atores que não foram indicados ao Oscar: o Taron Egeron que, para mim, pode ser uma surpresa e vencer a categoria, ainda que ache muito improvável, e o Christian Bale. Se a zebra pode ser o Adam Driver, a verdade é que o favoritismo é todo do Joaquin Phoenix. Ele pode fazer discurso xingando a temporada de premiações, ser preso, obrigar o cardápio da festa a ser vegano, ele é mala, mas, tem como fugir dele. Até vejo isso como uma forma de preservação do SAG, Oscar, Bafta porque não o premiar torna estas entidades alvos da ira das redes sociais. Então, deixa com o Joaquin que tá justo. 

Por fim, em Melhor Elenco, disputam “Era uma vez em Hollywood”, “Parasita”, “O Irlandês”, “Jojo Rabbit” e “O Escândalo”. Se até agora, está tudo muito previsível, aqui tem jogo. E que jogo! São muitas as possibilidades entre todos os indicados. 

“O Escândalo”, teoricamente, teria menos chances devido a ser o filme menos badalado, porém, é tentador demais premiar um filme protagonizado por três mulheres das mais importantes de Hollywood na atualidade e uma história que fala sobre algo tão presente em Hollywood. Já “O Irlandês” tem a excelência de três monstros sagrados da história do cinema americano em um reencontro que faz jus a história deles. E visto o que eles fizeram e não fizeram nos últimos anos, não é absurdo pensar que este pode ter sido o último grande filme da carreira dos três. 

“Parasita” é o intruso estrangeiro da noite com uma indicação histórica e rara. O filme é amado em Hollywood e traz justo na força do elenco uma de suas melhores qualidades. Eu acho que os atores podem querer render esta homenagem ao “Parasita” e dar a ele o prêmio de Melhor Elenco nos moldes do que aconteceu, por exemplo, com “Pantera Negra”. Jojo Rabbit” é aquela produção em uma posição mais neutra dos indicados e capaz de comover a todos. Fora que reúne nomes queridos da indústria como Sam Rockwell e Scarlett Johansson, além do jovem Roman Griffh Davis. 

Mas, a minha aposta fica em “Era uma vez em Hollywood”. O Tarantino já venceu uma vez nesta categoria com “Bastardos Inglórios” pode repetir o feito agora. A química absurda dos maiores astros de Hollywood dos últimos 30 anos, Brad Pitt e Leonardo DiCaprio, rodeado por um elenco de grandes nomes, todos com participações pequenas, mas, ainda sim notáveis, falando sobre o próprio cinema deve conquistar muitos votantes. O único calcanhar de Aquiles é a personagem da Margot Robbie que muita gente pode considerar como problemático por não ter muitas falas e ser tão ativa assim para história, mas, apesar disso, ainda o vejo como favorito da categoria. 

Oscar: TOP 10 Maiores Momentos da Década 1950

Dos recordes de "Gigi" e "A Malvada" às indicações póstumas de James, Caio Pimenta traz os 10 maiores momentos do Oscar nos anos 1950. 10. IMPROVISO DE JERRY LEWIS EM 1959 https://www.youtube.com/watch?v=2riKdGOdU3E&t=157s A lista do Oscar nos anos 1950 continua...

Oscar 2023: Quem Pode Surgir na Disputa? – Parte 7

No especial dos candidatos do Oscar 2023, Caio Pimenta traz uma lista com oito filmes brasileiros que podem representar o país. MEDUSA https://www.youtube.com/watch?v=3yW1VUtYXN0 A lista começa com “Medusa”, novo filme de Anita Rocha da Silveira.   Premiado no...

Oscar: TOP 10 Maiores Esnobadas nos Anos 1950

De Charlton Heston a "Cantando na Chuva", Caio Pimenta traz as 10 maiores esnobadas do Oscar nos anos 1950. 10. CHARLTON HESTON, por "OS DEZ MANDAMENTOS" Em 1957, o épico bíblico “Os Dez Mandamentos”, obteve sete indicações ao Oscar. Ainda assim, uma esnobada deixou...

Oscar 2023 – Quem Pode Surgir na Disputa? – Parte 6

Do novo "Avatar", de James Cameron, a "The Killer",de David Fincher, Caio Pimenta aponta mais 10 candidatos ao Oscar 2023. "ASTEROID CITY" Após “A Crônica Francesa” decepcionar, o Wes Anderson busca o retorno ao Oscar com “Asteroid City”, uma história de amor na...

Oscar: TOP 10 Resultados Injustos dos Anos 1950

De Bette Davis a "Assim Caminha a Humanidade", Caio Pimenta traz os 10 resultados mais injustos do Oscar nos anos 1950. https://www.youtube.com/watch?v=Ql_0XmMPw2U 10. GEORGE STEVENS EM MELHOR DIREÇÃO...

Oscar 2023 | Quem Pode Surgir na Disputa? – Parte 5

De Carey Mulligan à nova parceria Martin Scorsese e Leonardo DiCaprio, chegou a hora da quinta parte de candidatos rumo ao Oscar 2023. https://www.youtube.com/watch?v=DmzN-jKKGUo 13 VIDAS  O Ron Howard quebrou a cara em 2021 ao apostar em “Era uma vez um Sonho”. Para...

Oscar: TOP 10 Ganhadores de Melhor Atriz na Década de 1950 

De Olivia de Havilland a Susan Hayward, Caio Pimenta apresenta o TOP 10 dos vencedores do Oscar de Melhor Atriz nos anos 1950.  10. JUDY HOLLIDAY, por "NASCIDA ONTEM" A interpretação mais fraca a vencer o Oscar de Melhor Atriz nos anos 1950 vem da cerimônia de 1951. ...

Oscar 2023 | Quem Pode Surgir na Disputa? – Parte 4

De Jordan Peele a David O. Russell, chegou a hora da terceira parte de candidatos rumo ao Oscar 2023.  https://www.youtube.com/watch?v=B-w9rivGhKI DOCUMENTÁRIO SIDNEY POITIER  Ganhadora do Oscar deste ano com “Coda”, a Apple já mira sim a edição do ano que vem, pelo...

Oscar: O Melhor e o Pior das Indicações de Sean Penn

De "Os Últimos Passos de um Homem" a "Milk", Caio Pimenta analisa da pior à melhor indicação da carreira de Sean Penn. https://www.youtube.com/watch?v=ZmYMmJ_F3Vs 5. UMA LIÇÃO DE AMOR  Em 2002, Sean Penn surgiu na lista pelo trabalho em “Uma Lição de Amor”.  Ainda que...

Oscar 2023 | Quem Pode Surgir na Disputa? – Parte 3

De "Elvis", de Baz Luhrmann, a “Don´t Worry Darling", com Harry Styles, Caio Pimenta aponta mais 10 candidatos ao Oscar 2023. CRIMES OF THE FUTURE  https://www.youtube.com/watch?v=DV0saNig-v4 Voltando aos cinemas oito anos após “Mapas para as Estrelas”, o David...